segunda-feira, 8 de julho de 2019

LIGA DAS NAÇÕES 2019: Brasil fica com a prata na Liga das Nações 2019

Brasil fica com a prata na Liga das Nações 2019

A seleção brasileira feminina de vôlei ficou com a medalha de prata na Liga das Nações. Neste domingo (07.07), o Brasil foi superado pelos Estados Unidos por 3 sets a 2 (20/25, 22/25, 25/15, 25/21 e 15/13) na final da competição, em Nanquim. A China terminou em terceiro lugar ao vencer a Turquia na disputa pelo bronze por 3 sets a 1 (25/23, 25/15, 20/25 e 25/21).

A ponteira Gabi e a oposta Lorenne se destacaram e foram as maiores pontuadoras entre as brasileiras, com 20 pontos cada. A central Mara também teve uma boa pontuação, com 15 acertos. Pelo lado dos Estados Unidos destaque para a oposta Drews, maior pontuadora do confronto, com 33 pontos.

O treinador José Roberto Guimarães fez uma análise sobre a participação do Brasil na Liga das Nações e destacou a dedicação do grupo brasileiro durante as sete semanas da competição.

“Foi importante chegarmos nessa final. A nossa trajetória na Liga das Nações foi positiva. Nós passamos por muitas dificuldades e conseguimos a classificação para final. Preciso enaltecer as jogadoras pela luta, garra e dedicação. Tenho muito orgulho desse grupo. Elas se comportaram muito bem e lutaram durante todo o campeonato. Foi uma pena termos perdido a Natália no final do segundo set. Ela estava bem e voltando a sua melhor forma. Os Estados Unidos foram melhores nos últimos sets e mereceram a vitória”, disse José Roberto Guimarães que também comentou sobre a boa participação da nova geração de atletas.

“Fico feliz pelas jogadoras jovens que se apresentaram bem. Vamos seguir lutando e trabalhando para os próximos desafios”, garantiu José Roberto Guimarães.

A ponteira Natália deixou a partida ainda no segundo set com dores na panturrilha esquerda. A atacante realizará exames no Brasil na próxima semana para conhecer a gravidade da lesão.

Seleção do campeonato

O Brasil teve outros motivos para comemorar neste domingo. A ponteira Gabi, a central Bia e a levantadora Macris foram eleitas as melhores jogadoras nas suas posições e entraram na seleção da Liga das Nações.

Ao final da cerimônia de premiação, a ponteira Gabi falou sobre a participação do Brasil na competição.

“Saímos da Liga das Nações com o segundo lugar. Foi um jogo muito difícil contra os Estados Unidos. Mesmo com derrota na final fico feliz com o que o nosso time mostrou durante toda a competição. Foi muita superação e resiliência. Estou triste pela derrota, mas orgulhosa da equipe. Foi uma pena a lesão da Natália. Saímos de cabeça erguida e vamos com tudo para o Pré-Olímpico”, disse Gabi.

A levantadora Macris destacou o aprendizado na sua primeira Liga das Nações como titular da seleção feminina.

“A trajetória na Liga das Nações fez esse grupo crescer muito. Foi uma experiência importante. Tive a oportunidade de enfrentar as melhores seleções do mundo. Acredito que aprendi bastante nessa competição. Passamos por inúmeras dificuldades e nos superamos. Agora é usar o aprendizado dessa competição no Pré-Olímpico que é nosso principal desafio na temporada”, afirmou Marcris.

Brasil – Macris, Lorenne, Gabi, Natália, Mara e Bia. Líbero – Léia
Entraram – Amanda, Paula, Roberta, Tainara e Carol
Técnico – José Roberto Guimarães

Desembarque:

O time verde e amarelo desembarcará no Brasil no voo LH 506 (Lufthansa) às 4h55 desta terça-feira (09.07) no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo (SP)

SELEÇÃO DA LIGA DAS NAÇÕES:

MVP: Andrea Drews (Estados Unidos)
Melhor levantadora: Macris (Brasil)
Melhor ponteira: Liu Yanhan (China)
2ª melhor ponteira: Gabi (Brasil)
Melhor central: Bia (Brasil)
2ª melhor central: Haleigh Washington (Estados Unidos)
Melhor oposta: Ebrar Karakurt (Turquia)
Melhor líbero: Megan Courtney (Estados Unidos)

Fonte: CBV
Foto: FIVB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...