segunda-feira, 24 de junho de 2019

LIGA DAS NAÇÕES 2019: Brasil encerra etapa de Cuiabá com a terceira vitória

Brasil encerra etapa de Cuiabá da Liga das Nações com a terceira vitória

O Brasil encerrou a etapa de Cuiabá (MT) da Liga das Nações masculina de vôlei com mais uma vitória. Neste domingo (23.06), a seleção brasileira masculina jogou diante de 6.500 pessoas e, no ginásio Aecim Tocantins, bateu a Rússia por 3 sets a 0 (25/17, 25/21 e 28/26) na última partida pela quarta etapa da fase classificatória do campeonato. 

A equipe dirigida pelo técnico Renan soma 11 vitórias em 12 partidas. Na primeira semana, em Katowice, na Polônia, venceu Estados Unidos, Austrália e Polônia, na segunda, em Tóquio, no Japão, bateu Irã, Japão e Argentina, e em Portugal, sofreu seu primeiro resultado negativo, para a Sérvia, e venceu a China e Portugal. Já em Cuiabá, o Brasil também venceu a Bulgária e a Alemanha.

Agora a seleção verde e amarela segue para Brasília, onde irá disputar a quinta e última etapa da fase classificatória. Os jogos serão nos dias 28, 29 e 30 deste mês, contra França, Canadá e Itália, sempre no ginásio Nilson Nelson. Os dois primeiros confrontos serão às 20h e o terceiro, às 19h – todos com transmissão ao vivo do SporTV 2.

O oposto Wallace foi o maior pontuador do duelo, com 12 acertos. O ponteiro Lucarelli também se destacou a pontuado, com um a menos.

Para o técnico Renan Dal Zotto, a força da torcida ajudou bastante ao time brasileiro, especialmente no terceiro set. O treinador destacou ainda a participação dos atletas que vieram do banco.

“Nós tínhamos a expectativa de um jogo duríssimo, e para vencer precisaríamos ir bem em todos os fundamentos. Enfrentamos algumas dificuldades no passe, eles nos agrediram muito no saque, mas soubemos suportar essa pressão. E hoje o fator casa fez a diferença, a torcida jogou junto, especialmente no terceiro set, não deixou o time baixar a guarda. No final do jogo conseguimos buscar, novamente, graças a força de quem veio do banco”, comentou o treinador.

O líbero Thales também reforçou o coro sobre a dificuldade no passe, e garantiu que o poder de reação da equipe é um fator chave.

“A gente jogou bem, especialmente nos primeiros sets. Sofremos um pouco no passe, que é o que eu consigo organizar bem. Mas conseguimos estabilizar e errar menos. Eles têm potencial físico, são bem fortes, atacam bem, mas temos mais habilidade. No final deste terceiro set, quebramos o passe deles, Lucarelli sacou muito, Alan fechou o jogo sacando. Tivemos foco e confiança, na hora da decisão o Brasil é muito forte”, disse o líbero.

Estão com a seleção brasileira, nesta etapa, os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os opostos Wallace, Alan e Rafael Araújo; os centrais Lucão, Maurício Souza, Isac e Flávio; os ponteiros Lucarelli, Leal, Douglas, Lucas Lóh e Maurício Borges, e os líberos Thales e Maique.

EQUIPE

BRASIL – Bruninho, Wallace, Maurício Souza, Lucão, Lucarelli e Douglas. Líberos – Thales e Maique
Entraram – Maurício Borges, Flávio, Alan, Fernando, Leal
Técnico: Renan

Fonte: CBV
Foto: FIVB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...