domingo, 6 de maio de 2018

SUPERLIGA 2017/18: Com apoio da torcida, Sada Cruzeiro é Hexacampeão

Com apoio da torcida, Sada Cruzeiro vence SESI e é Hexacampeão da Superliga

O voleibol brasileiro é 100% é azul pela sexta vez e pelo quinto ano consecutivo. Na manhã deste domingo, 06/05, diante de cerca de 15 mil torcedores, o Sada Cruzeiro superou o Sesi-SP e levantou a taça de campeão da Superliga Cimed 2017/18. Com o apoio da torcida e muita garra em quadra, o elenco estrelado fez um 3 a 2 nos paulistas e alçou a segunda vitória na série decisiva. Agora, é hexacampeão nacional. As parciais da partida disputada no Mineirinho foram 25/16, 17/25, 25/22, 23/25 e 22/20.

A equipe mineira já havia batido o Sesi-SP por 3 a 2 em território paulista, no primeiro duelo da final, e precisou de uma vitória simples para sacramentar a conquista do seu quinto título consecutivo de Superliga e o sexto em sua história. O confronto no Mineirinho foi bastante equilibrado, com as duas equipes se alterando na vantagem do placar do início ao fim. O tie-break foi tão disputado que só terminou em 22 a 20, com uma bola de cheque de Simon que levantou o ginásio e deu a taça aos cruzeirenses.

“Eles jogaram muito bem e brigaram até o final, estão de parabéns pelo jogo que fizeram e valorizaram ainda mais a nossa conquista. Foi um duelo brigado do início ao fim e muito cansativo, acho que vencemos porque estávamos psicologicamente muito bem. Simplesmente tentamos fazer o melhor possível, conseguimos abrir quatro pontos no tie-break e eles recuperaram, mas eles chegaram e foi equilibrado até o final. Leal virou um contra-ataque muito importante e eu falei com os meninos lá fora: se eu entro em quadra, vou fazer um bloqueio para acabar com isso! Não foi bloqueio, foi uma bola de cheque que funcionou, graças a Deus!”, comentou o camisa 10 da Raposa.

Depois de realizar uma boa distribuição do ataque estrelado, o levantador Nico Uriarte foi escolhido como o melhor em quadra e ficou com o troféu VivaVôlei. E o estrangeiro novato na equipe, que chegou ao time no início desta temporada, celebrou muito a conquista. “Foi uma temporada incrível e estou muito agradecido a todos dessa equipe. Foi um ano de muito trabalho e dedicação de todo mundo, atletas, comissão técnica, e isso foi o mais importante para que eu pudesse jogar bem. Estou muito agradecido e feliz. Poder acabar a Superliga assim, com Mineirinho lotado, todo de azul, acho que não tem coisa melhor. E com a minha família e meus amigos aqui também, hoje é só felicidade”, disse Nico Uriarte.

“Somos um grande time, com uma grande comissão técnica, e a gente trabalha duro para enfrentar momentos como estes, foi decidido no detalhe e deu certo. Todo nossa equipe está de parabéns por mais esta bela vitória. Eu não tenho muito claro na minha cabeça o que definiu o jogo, mas deu pra ver que foi no detalhe, por conta das parciais altas, tie-break alto e no momento decisivo, conseguimos sair com o resultado”, avaliou o oposto Evandro.

Além da medalha de ouro, três cruzeirenses ainda deixaram o ginásio com um peso a mais na mochila: a premiação individual dos Superliga 2017/18. Simon foi o melhor sacador da competição, Nico Uriarte o melhor em quadra na decisão, enquanto Leal foi o melhor atacante e ainda o MVP, atleta mais valioso de todo o torneio.

EQUIPES:

Sada Cruzeiro: Nico Uriarte, Evandro, Leal, Filipe, Isac, Simon e o líbero Serginho. Entraram: Fernando Cachopa, Alemão, Rodriguinho e Éder Levi. 
Técnico Marcelo Mendez.

Sesi-SP: William, Alan, Lipe, Douglas Souza, Lucão, Gustavão e o líbero Murilo. Entraram: Franco, Evandro, Renato e Vaccari. Técnico Rubinho.

Fonte: Sada Cruzeiro
Foto: Agência i7/Sada Cruzeiro
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...