sexta-feira, 15 de setembro de 2017

COPA DOS CAMPEÕES 2017: Brasil vence o Irã e se reabilita na Copa dos Campeões

Brasil vence o Irã e se reabilita na Copa dos Campeões

O Irã havia vencido a Itália e os Estados Unidos. Era o único time invicto em uma edição bastante equilibrada da Copa dos Campeões. Mas, na madrugada desta sexta-feira (15.09), a seleção brasileira masculina de vôlei pôs fim a boa sequência dos iranianos, vencendo por 3 sets a 0 (25/22, 25/19 e 25/15), em 1h23 de partida disputada no Osaka Municipal Central Gymnasium, em Osaka, no Japão. A equipe comandada pelo técnico Renan agora soma duas vitórias, sobre França e Irã, e um resultado negativo, por 3 sets a 2, para a Itália.

Nesta madrugada, dois jogadores se destacaram entre os maiores pontuadores da partida. O oposto Wallace foi quem mais marcou, com 15 acertos (12 de ataque, dois de saque e um de bloqueio), e o central Lucão, com 14 (11 de ataque e três de bloqueio).

O técnico do Brasil, Renan, ficou satisfeito com o resultado de sua equipe nesta madrugada. “Foi uma vitória muito importante. Antes do jogo, estávamos bastante preocupados com a seleção do Irã, que joga um voleibol muito moderno, muito rápido e que coloca em dificuldades todos os times que joga contra, principalmente através do seu saque”, disse Renan.

O comandante da seleção brasileira seguiu elogiando o adversário. “Eles têm um sistema de bloqueio e defesa muito bom. É uma seleção muito difícil de marcar. O seu ataque joga com muita velocidade e era um adversário complicado. Além disso, é um time que não desiste nunca. Havia uma preocupação muito grande em relação a este confronto”, comentou o treinador.

Além de destacar as qualidades do Irã, Renan ainda fez questão de elogiar o seu próprio time. “Estou muito feliz porque a seleção brasileira sacou muito bem e o trabalho de bloqueio e defesa também funcionou bastante e isso é muito positivo devido as dificuldades de jogar contra uma seleção tão rápida como é a do Irã, que tem um dos melhores levantadores do mundo na atualidade”, disse Renan, se referindo a Marouf.

O capitão Bruninho também saiu de quadra contente com o desempenho do Brasil. “Fizemos nossa melhor partida do campeonato hoje. Ficamos um pouco frustrados pela atuação que tivemos contra a Itália e o time teve muita maturidade de voltar e fazer o seu melhor jogo, contra uma grande equipe, que venceu as duas primeiras partidas, e que não desiste nunca”, comentou Bruninho.

O levantador da seleção brasileira também elogiou o grupo que integra. “Nosso time teve o tempo inteiro com foco no jogo e jogou muito bem em todos os fundamentos. Esse foi o grande ponto positivo dessa vitória de hoje. Esperamos que amanhã possamos melhorar ainda mais para bater os Estados Unidos, que também é um time muito forte”, concluiu Bruninho.

Neste sábado (16.09), a seleção brasileira enfrentará a seleção dos Estados Unidos, às 0h40 (Horário de Brasília), com transmissão ao vivo no YouTube da FIVB. Esta será a quarta partida das cinco que o Brasil tem pela Copa dos Campeões.

A seleção brasileira está no Japão com levantador Bruninho, o oposto Wallace, os centrais Lucão e Maurício Souza, os ponteiros Lucarelli e Maurício Borges e o líbero Tiago Brendle. No segundo, o levantador Raphael, o oposto Renan, os centrais Otávio e Isac, os ponteiros Douglas e Rodriguinho e o líbero Thales.

O JOGO

O Irã saiu na frente com um bom saque e o Brasil virou o jogo com Maurício Borges e Lucão. Ainda no erro do adversário, a seleção brasileira chegou a 3/1. Maurício Souza marcou 5/3. Com ponto de saque, os iranianos passaram a frente no marcador, fizeram 7/6 e ainda 8/6. No bloqueio de Lucão, o Brasil deixou tudo igual em oito pontos. No contra-ataque, Lucão fez 11/8 para o time brasileiro. A vantagem foi para quatro em 15/11. O Irã buscou e aproximou no placar (15/17). A diferença caiu para apenas um ponto favorável ao time verde e amarela (20/19) e Renan pediu tempo. Quando o adversário encostou mais uma vez em 21/22, o técnico brasileiro parou o jogo mais uma vez. Na volta, o Irã empatou (22/22). Com Wallace no saque, o Brasil chegou ao ponto do set e no erro do adversário fechou em 25/22.

O segundo set começou equilibrado, com as equipes trocando pontos (3/3). O Irã abriu três de vantagem em 7/4. Renan parou o jogo com pedido de tempo. A diferença no placar seguiu no primeiro tempo técnico: 8/5. Com Lucão bem no saque, o Brasil chegou ao ponto de empate em 9/9. Wallace pontuou no saque e a seleção brasileira assumiu o comando do marcador: 11/10. O Irã voltou a estar na frente e Maurício Borges fez 13/12. O time de Renan Dal Zotto colocou três de vantagem no segundo tempo técnico (16/13). No bloqueio de Wallace, 18/14. Lucão marcou 20/16. Com Lucarelli, o Brasil abriu cinco de vantagem: 22/17. No final, vitória brasileira por 25/19.

O Irã voltou melhor para o terceiro set e quando abriu 3/0 Renan pediu tempo. Na volta da parada, os iranianos bloquearam e chegaram a 4/0. Com mais um ponto de bloqueio, 5/0. Com Lucarelli no contra-ataque, o Brasil reduziu a desvantagem para 5/7. Lucão conseguiu ponto de bloqueio e a seleção brasileira encostou em 9/10. Com Wallace, o ponto de empate: 10/10. A equipe iraniana pediu tempo. Maurício Borges fez 14/13. E foi com ele também que o Brasil chegou a 16/14. Na volta do tempo técnico, Lucarelli marcou um ponto de saque e 17/14. No bloqueio individual de Maurício Borges, a equipe verde e amarela foi a cinco na frente (19/14). Com mais um neste fundamento, desta vez com Maurício Souza, 20/14. Mais uma vez com Souza no bloqueio, 22/14. No final, o Brasil fechou, sem grandes dificuldades, por 25/15.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Wallace, Maurício Souza, Lucão, Lucarelli e Maurício Borges. Líbero – Thales
Entraram – Tiago Brendle, Isac, Renan, Raphael
Técnico: Renan

IRÃ – Marouf, Ebadipou, Faezi, Ghaemi, Seyed e Ghafour. Líbero – Marandi
Entraram – Salafzoon, Mirzajanpour, Manavinezhad e Ghara
Técnico: Igor Kolakovic

TABELA

Dia 12.09 (terça-feira) – França 0 x 3 Brasil (25/27, 25/27 e 22/25)

Dia 13.09 (quarta-feira) – Brasil 2 x 3 Itália (25/15, 25/27, 25/27, 25/18 e 12/15)

Dia 15.09 (sexta-feira) – Irã 0 x 3 Brasil (22/25, 19/25 e 15/25)

Dia 16.09 (sábado) – Estados Unidos x Brasil, às 0h40

Dia 17.09 (domingo) – Brasil x Japão, às 6h15

Fonte: CBV
Foto: FIVB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...