sábado, 19 de agosto de 2017

Sul-Americano Feminino 2017: Brasil conquista 20º título

Brasil vence Colômbia e conquista 20º titulo do Sul-Americano


A seleção brasileira feminina de vôlei é campeã sul-americana pela 20ª vez sendo a 12ª consecutiva. Neste sábado (19.08), a equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu a Colômbia no duelo de invictos por 3 sets a 0 (25/23, 25/19 e 25/17), em 1h19 de jogo, no Coliseo Evangelista Mora, em Cali, na Colômbia. As brasileiras terminaram a competição com cinco vitórias em cinco jogos e nenhum set perdido. Com o resultado, o time verde e amarelo garantiu uma vaga no Mundial de 2018, no Japão.

A oposta Tandara, eleita a MVP da competição, brilhou na final e foi a maior pontuadora entre as brasileiras, com 16 pontos. As ponteiras Natália, com 12, e Rosamaria, com 10, também pontuaram bem pelas brasileiras. Pelo lado da Colômbia destaque para a oposta Dayana, com 16 acertos.

Ao final do jogo, Tandara elogiou o comprometimento do time brasileiro e parabenizou a equipe pela classificação para o Mundial.

“Esse título sul-americano foi muito importante para o nosso grupo. Soubemos sair de várias situações adversas nessa temporada e a equipe vem crescendo a cada dia. Hoje tivemos algumas dificuldades contra a Colômbia que fez uma boa competição, mas conquistamos o título e a vaga para o Mundial que era nosso objetivo. Agora é treinar ainda mais para as Copa dos Campeões”, explicou Tandara.

A central Carol ressaltou a importância da conquista já pensando no Mundial de 2018.

“Foi mais um conquista importante para esse grupo. Nossa equipe sabia do favoritismo e mostramos seriedade em toda a competição. A Colômbia cresceu e mostrou um bom voleibol valorizando essa partida decisiva. Jogamos focadas e estou feliz pelo titulo e pela classificação para o Mundial”, disse Carol.

O treinador José Roberto Guimarães fez uma análise da participação do Brasil no Sul-Americano.

“Essa foi nossa competição mais importante no ano, pois valia vaga no Mundial. O time reagiu muito bem e elas vieram para Colômbia e jogaram com muita seriedade. A atitude dessa equipe foi muito boa. Agora já classificados podemos pensar na Copa dos Campeões”, analisou José Roberto Guimarães.

Melhores do Sul-Americano 

O Brasil ainda teve outros motivos para comemorar neste sábado. A oposta Tandara foi eleita a melhor jogadora da competição, a campeã olímpica Natália ficou com o prêmio de segunda melhor ponteira do Sul-Americano e a central Carol, a segunda melhor jogadora da sua posição.

Desembarque

O time verde e amarelo desembarcará no Brasil no voo AV 0249 (Avianca) às 23h10 deste domingo (20.08) no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

O JOGO

O set começou equilibrado (5/5). A Colômbia foi para o primeiro tempo técnico com dois de vantagem (8/6). Bem no boqueio, o Brasil empatou (9/9). Se aproveitando dos erros do time verde e amarelo a Colômbia abriu dois pontos (14/12) e o técnico José Roberto Guimarães pediu tempo. No segundo tempo técnico, as colombianas tinham dois de vantagem (16/14). Depois de um longo rally, o Brasil empatou (17/17). O set seguiu disputado ponto a ponto. O time verde e amarelo foi melhor nos momentos decisivos e venceu o primeiro set por 25/23.

O Brasil fez os quatro primeiros pontos do segundo set. A Colômbia cresceu de produção e vantagem caiu para três pontos (10/7). Bem no bloqueio, o time verde e amarelo fez 14/9. O Brasil manteve a vantagem no segundo tempo técnico (16/11). Numa boa sequência de saques da levantadora Roberta, o Brasil chegou a seis pontos de vantagem (19/13). O Brasil segurou uma reação da Colômbia e venceu o segundo set por 25/19.

O Brasil seguiu melhor no início do terceiro set e fez 8/5. A oposta Tandara se destacava no ataque e o Brasil foi para o segundo tempo técnico com quatro de vantagem (16/12). Bem no bloqueio, o time verde e amarelo abriu seis pontos (18/12). Quando o placar estava 20/13 para as brasileiras, o técnico Rizola pediu tempo. Mesmo com a paralisação, as brasileiras seguiram melhores até o final e venceram o set por 25/17 e o jogo por 3 sets a 0.

EQUIPES:

BRASIL: Roberta, Tandara, Natália, Rosamaria, Carol e Adenízia. Líbero – Suelen
Entraram – Macris, Monique, Amanda 
Técnico – José Roberto Guimarães 

COLÔMBIA: Maria Alejandra, Dayana, Amanda, Martinez, Soto e Rangel Líbero – Gomez
Entraram – Montero, Pasos e Duran 
Técnico – Antonio Rizola

TABELA DO SUL-AMERICANO FEMININO

15.08 (TERÇA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Argentina (25/21, 25/15 e 25/15) 
16.08 (QUARTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Venezuela (25/15, 25/6 e 25/12) 
17.08 (QUINTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Chile (25/5, 25/10 e 25/7)
18.08 (SEXTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Peru (25/16, 25/17 e 25/18) 
19.08 (SÁBADO) – Brasil 3 x 0 Colômbia (25/23, 25/19 e 25/17)

MELHORES DO SUL-AMERICANO 2017

MVP – Tandara Caixeta (Brasil) 
Melhor ponteira – Angela Leyva (Peru) 
2ª melhor ponteira – Natália (Brasil)
Melhor central – Lazcano (Argentina)
2ª melhor central – Carol (Brasil) 
Melhor oposta – Dayana Segovia (Colômbia) 
Melhor levantadora – Maria Alejandra Marin (Colômbia) 
Melhor líbero – Camila Gomez (Colômbia) 

CLASSIFICAÇÃO FINAL: 

1º Brasil 
2º Colômbia 
3º Peru 
4º Argentina 
5º Venezuela 
6º Chile

AS CAMPEÃS

# 1 MARA FERREIRA LEÃO (MARA)
Meio de rede - 1,88m - 77 kg - 26/07/91 - Naturalidade: Sabinópolis (MG) 

# 2 MACRIS CARNEIRO (MACRIS)
Levantadora - 1,7,8m - 68 kg - 03/03/89 - Naturalidade: Santo André (SP)

#4 –ANA CAROLINA DA SILVA (CAROL) 
Meio de rede – 1,83m – 73 kg – 08/04/91 – Naturalidade: Belo Horizonte (MG) 

# 5 ADENÍZIA APARECIDA DA SILVA (ADENÍZIA)
Meio de rede - 1,86m - 64 kg - 18/12/86 - Naturalidade: Ibiaí (MG)

# 7 ROSAMARIA MONTIBELLER (ROSAMARIA) 
Oposta – 1,85m – 76kg – 09/04/94 – Naturalidade: Nova Trento (SC) 

# 9 ROBERTA DA SILVA RATZKE (ROBERTA)
Levantadora - 1,85m - 68kg - 28/04/1990 - Naturalidade: Curitiba (PR)

# 11 TANDARA ALVES CAIXETA (TANDARA)
Oposto - 1,84m - 87kg - 30/10/88 - Naturalidade: Brasília (DF)

#12 NATÁLIA ZILIO PEREIRA (NATÁLIA)
Ponteira - 1,83m - 76kg - 25/04/1989 - Naturalidade: Ponta Grossa (PR)

#13 AMANDA FRANCISCO (AMANDA) 
Ponteira – 1,80m – 62kg – 16/08/1988 – Naturalidade: Recife (PE) 

#14 GABRIELLA SOUZA (GABI)
Líbero – 1,75m – 69kg – 14/12/1993 – Naturalidade: Niterói (RJ) 

#16 DRUSSYLA COSTA (DRUSSYLA) 
Ponteira – 1,82m – 73kg - 01/07/1996 – Naturalidade: João Pessoa (PB) 

#17 SUELEN PINTO (SUELEN) 
Líbero – 1,66m – 81kg – 04/10/1987 – Naturalidade: Belo Horizonte (MG) 

#20 ANA BEATRIZ CORREA (BIA) 
Central – 1,87m – 70kg – 07/02/1992 – Naturalidade: Sorocaba (SP) 

#21 MONIQUE PAVÃO (MONIQUE) 
Oposta – 1,78m – 67kg – 31/10/1986 – Naturalidade: Rio de Janeiro (RJ) 

COMISSÃO TÉCNICA

Técnico: José Roberto Guimarães
Auxiliares: Paulo Coco 
Preparadores físicos: José Elias Proença e Fábio Correia
Médico: Júlio Nardelli
Fisioterapeuta: Fernando Fernandes 
Estatístico: Fábio Simplício 
Massagista: Eustáquio Junio Rocha da Silva
Auxiliar de treinamento: Fabiano Marques
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...