sábado, 3 de junho de 2017

LIGA MUNDIAL 2017: Brasil apresenta novidades e vence o Irã

Brasil apresenta novidades e vence o Irã

Evandro (17) e Lucarelli (18) foram os maiores pontuadores do Brasil

A seleção brasileira masculina de vôlei entrou em quadra motivada e com alterações na tarde deste sábado (03.06) e conseguiu a primeira vitória na Liga Mundial 2017 depois de ser superado pela Polônia no jogo de estreia. Nesta segunda partida, a equipe dirigida pelo técnico Renan Dal Zotto perdeu o primeiro set, mas virou o jogo e conseguiu o resultado positivo por 3 a 1 (21/25, 25/19, 25/22 e 25/22), na Adriatic Arena, em Pesaro, na Itália.

O ponteiro Lucarelli, com 19 pontos, foi um dos destaques da partida, ao lado de Evandro. O oposto brasileiro marcou 27 pontos, foi o maior pontuador do jogo, e ficou satisfeito não só com o resultado, como com a atuação da sua equipe.

“Estávamos precisando de uma vitória. É o início de um ciclo olímpico, início do trabalho do Renan, estamos treinando muito bem, embora esteja faltando ritmo de jogo por não termos tido a oportunidade de fazer nenhum amistoso antes da estreia. Acredito que esse resultado de hoje vai dar uma moral a mais para a equipe. Temos muitos jogos pela frente ainda nessa fase classificatória para ganhar ritmo, confiança e chegarmos bem na Fase Final”, disse Evandro.

O atacante também falou sobre o orgulho de representar o seu país. “Sempre que eu estiver defendendo a camisa da seleção vou dar o meu máximo e espero dar o meu melhor. A minha posição exige que eu ataque bastante e agradeço muito ao Bruninho pela confiança de me acionar sempre”, comentou o oposto do Brasil. 

O técnico Renan Dal Zotto, estreante no cargo de comandante da seleção brasileira, já previa uma difícil partida contra os iranianos. 

“Já sabíamos que seria um jogo extremamente complicado. O time do Irã não deixa a bola cair. Eles jogam com velocidade, têm um ataque mais baixo, tocam em muitas bolas, saque forçado, então é um jogo onde temos que ter muita paciência. E nós começamos fazendo o contrário. A partir do segundo set começamos a cadenciar mais, o jogo entrou e fizemos uma boa partida”, avaliou Dal Zotto.


O treinador da seleção brasileira ainda destacou a importância da participação dos jogadores mais jovens na partida de hoje. “Temos muito a melhorar ainda, mas foi bacana a chance de ver os garotos, como Thales e Otávio, que começaram jogando, e Rodriguinho, que entrou ao longo da partida. Todos foram muito bem. Estamos tentando colocar todos em jogo”, comentou Renan. 

O estreante Thales comemorou o resultado conquistado pelo Brasil. “Fiquei bem feliz pela vitória em primeiro lugar e também pela minha atuação. Estava um pouco ansioso no começo, foi a minha primeira participação na Liga Mundial e não tem como não ficar. Mas, todos me ajudaram bastante. Os mais experientes me deram bastante força e deu tudo certo. Preciso agradecer a todos os jogadores e a comissão técnica, que me deu suporte. Consegui fazer o que eu vinha treinando, mas estou mais feliz pelo fato de o time ter jogado bem a maior parte do jogo bem e ter conseguido a vitória”, disse o líbero.

Outro jogador que fez sua primeira participação em uma Liga Mundial foi o central Otávio. “Me senti muito bem. Dentro de quadra, deu para sentir ainda melhor o quanto o grupo é unido. Todos me deram muita força e me passaram muita confiança. Foi um jogo bem duro, pois o Irã é uma equipe muito jogueira, mas o mais importante é que soubemos ter paciência para sair das dificuldades. Sou muito grato ao Renan e toda a comissão técnica por essa oportunidade que tentei aproveitar da melhor maneira possível. Quero melhorar ainda mais para uma próxima chance”, finalizou Otávio.

O Brasil volta à quadra neste domingo (04.06) no encerramento da primeira etapa da Liga Mundial. A partida contra a Itália será a reedição da final dos Jogos Olímpicos de 2016, quando a seleção brasileira levou a melhor e faturou a medalha de ouro. Desta vez, na casa dos adversários, o jogo será às 9h (Horário de Brasília), no mesmo local, com transmissão ao vivo dos canais SporTV.

O Brasil é o maior vencedor da Liga Mundial, com nove títulos, conquistados em 1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2010. 

O JOGO

O Irã saiu na frente. O Brasil respondeu com Evandro. Quando o adversário marcou 5/2, Renan Dal Zotto pediu tempo. Os iranianos fizeram 6/3. No bloqueio de Otávio, a seleção brasileira deixou tudo igual em 7/7 e, com Evandro, passou a frente em 8/7. O Irã voltou a assumir o comando do placar com ponto de bloqueio: 10/9. O jogo seguiu equilibrado, com um ponto de vantagem para os iranianos (14/13). Bem no bloqueio, o Irã abriu quatro de vantagem em 19/15, forçando Renan a parar o jogo. Na volta, o Irã fez mais um ponto. E, com mais um bloqueio, 21/15. No bom saque de Otávio, 21/18. Foi a vez do adversário pedir tempo. Mas, o Irã voltou a pontuar bem e fechou em 25/21.

Assim como no primeiro set, o Irã começou melhor e abriu 4/1. Renan Dal Zotto pediu tempo. Com dois pontos seguidos de Maurício Borges, o Brasil empatou em 4/4. No ace de Evandro, a seleção brasileira virou o jogo para 5/4. Em grande passagem de Evandro pelo saque, Bruninho bloqueou, fez 7/4 e o Irã pediu tempo. Os iranianos buscaram e reduziram a desvantagem para 11/12. No ace de F.Ghaemi, o adversário chegou ao ponto de empate (13/13). No ponto de saque de Evandro, 17/14. Com Lucarelli bem na reta final do set, o Brasil marcou 20/17. Maurício Borges fechou para a seleção brasileira: 25/19.

Os iranianos saíram na frente novamente e, com Lucarelli, o Brasil chegou ao ponto de empate (4/4). No ace de Maurício Souza, a equipe brasileira chegou a 8/6. O Irã empatou em 8/8 e virou o set em 10/9. No bloqueio, o adversário fez 13/12. Depois de grande defesa de Thales, Evandro pontuou e a equipe brasileira marcou 14/13. O Irã voltou a encostar no placar e com ponto de saque deixou tudo igual em 17/17. No lance seguinte, no bloqueio, o time adversário assumiu o comando do marcador. No bloqueio individual de Bruninho, o Brasil fez 20/19. Evandro fez 21/19. No final, vitória brasileira por 25/22.

O Brasil começou melhor e abriu 3/0 no quarto set. No ponto de saque de Éder, 4/0. O Irã pediu tempo. No bloqueio de Otávio, a equipe de Renan Dal Zotto chegou a 6/2. A vantagem brasileira se manteve em quatro pontos (8/4). No ace de Lucarelli, 11/6. A diferença no placar caiu para 12/9. Na sequência, contando com erros do adversário, o Brasil abriu cinco de vantagem em 15/10. Com Otávio no ataque, a equipe brasileira fez 16/11. Em um lindo ataque de Lucarelli em uma diagonal curta, 17/12. O Irã reagiu, aproximou no placar em 17/19 e Renan Dal Zotto pediu tempo. Com dois bloqueios seguidos, os iranianos chegaram ao ponto de empate (20/20). Otávio fez 22/21 no ataque e 23/21 com ponto de saque. Com mais um bloqueio, 24/21. E, com Lucarelli, 25/22.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Evandro, Otávio, Maurício Souza, Lucarelli e Maurício Borges. Líbero – Thales 
Entraram – Murilo Radke, Renan, Rodriguinho, Éder
Técnico: Renan Dal Zotto

IRÃ – Ebadipour, Marouf, Ghaemi, Gholami, Ghafour e M.Gholami. Líbero – Marandi
Entraram – Salafzoon. M.Manavi, Ghara
Técnico: Igor Kolakovic

Fonte:Divulgação CBV
Foto: Divulgação/FIVB

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...