domingo, 14 de maio de 2017

MUNDIAL FEMININO DE CLUBES 2017:Vôlei Nestlé termina Mundial na sexta colocação

Vôlei Nestlé termina Mundial na sexta colocação
Clube de Osasco foi superado pelo Dínamo Moscou, da Rússia, neste sábado (13) na disputa pelo quinto lugar da competição



O Vôlei Nestlé entrou em quadra neste sábado (13) pela última vez na temporada 2016/17. O clube de Osasco não resistiu à força das russas do Dínamo Moscou e foi superado por 3 sets a 1, parciais de 22/25, 25/19, 27/25 e 25/18, em partida válida pela disputa do quinto lugar do Campeonato Mundial de Clubes. Com o resultado, a equipe da levantadora Dani Lins encerra a competição em sexto lugar, com duas vitórias e três derrotas. Bia foi a maior pontuadora do time brasileiro, com 23 acertos. Já Goncharova foi determinante para a vitória das europeias, com 32 pontos. O torneio foi realizado na Green Arena, em Kobe, no Japão.
O técnico Luizomar resumiu a participação da equipe no Japão. "Sempre temos coisas positivas para tirar. É um campeonato que reúne as melhores equipes do mundo, com grandes jogadoras e que são destaques de suas seleções. Foi importante por toda temporada que fizemos, mas lógico que não estamos satisfeitos, já que nos três jogos contra os times europeus mostramos que tínhamos possibilidades, porém não conseguimos sustentar. Tivemos bons momentos, mas não foram suficientes para nos dar vitórias"

O jogo diante da equipe russa encerrou a temporada 2016/17, período em que Luizomar e suas comandadas foram campeões Paulistas de 2016, semifinalistas da Copa do Brasil 2017, e vice-campeões da Superliga 2016/17. Somando todas as participações em Mundiais, o Vôlei Nestlé conquistou o título em 2012, foi vice-campeão em 2010 e 2014, medalha de bronze em 2011 e quinto lugar em 2017. O clube de Osasco disputou 21 partidas na história da competição e contabiliza 12 vitórias e nove derrotas. 

O jogo - Ter o bloqueio como um dos principais méritos diante das gigantes russas é prova de que a equipe fez um primeiro set de nível. Depois de uma disputa muito equilibrada até a segunda parada técnica, quando o Vôlei Nestlé vencia por 16/15, uma sequência de três bloqueios - Bjelica, Tandara e Bia - conduziu a diferença para 19/16. Mais um ataque de Tandara e outro bloqueio de Bia elevou para 22/17. Mas o time teve uma pane e sofreu quatro pontos seguidos, 22/21. Bia precisou fazer seu quarto bloqueio na série para abrir novamente, 23/21. Um ace de Tandara e o oitavo ponto da central fechou em 25/22. A equipe marcou 12 em ataques, 6 em bloqueios e 2 aces.

O Vôlei Nestlé conseguiu manter o bom ritmo do set inicial apenas até o primeiro tempo técnico, quando as russas tinham 8/7. Logo depois, uma sequência de erros aumentou a diferença para 16/11. Uma boa atuação da oposta Bjelica, com três pontos, conseguiu reduzir para 19/17, mas na fase decisiva da série uma nova desconcentração definiu a parcial para o Dínamo por 25/19. Bjelica foi o único destaque com 6 pontos. Foram 14 pontos de ataque, 1 de bloqueio e 2 aces. 

O set mais disputado da partida, tanto que as russas chegaram à segunda parada técnica com apenas um ponto de vantagem. Neste momento o Vôlei Nestlé teve mais uma "pane" e sofreu cinco pontos seguidos: 21/16. Aos poucos a equipe se recuperou e foi encostando, 21/19, 23/21, até empatar com Paula, 24/24. Malesevic conseguiu novo empate, 25/25, mas o Dínamo definiu em seguida, 27/25. Tandara e Bia marcaram 6 pontos cada e a equipe fez 13 em ataques, 3 em bloqueios e 2 aces.

Dessa vez, o Vôlei Nestlé encarou o Dínamo até o segundo tempo técnico, quando novamente estava um ponto atrás. A partir daí acabou o gás da equipe e as russas passearam na quadra até finalizar a parcial em 25/18 e garantir o quinto lugar com 3 sets a 1. Apenas Bia se salvou, com 6 pontos.

Pelo Vôlei Nestlé jogaram: Dani Lins (2), Bjelica (16), Tandara (16), Gabi (5), Bia (23), Saraelen (2) e a líbero Tássia. Entraram: Paula, Carol Albuquerque, Nati Martins (3) e Malesevic (3). Técnico: Luizomar de Moura.

Pelo Dínamo Moscou (Rússia) jogaram: Kosianenko, Goncharova (32), Shcherban (7), De La Cruz (15), Poljak (9), Morozova (3) e a líbero Malova. Entraram: Ulyakina (8) e Krotkova. Técnico: Yurii Panchenko 

Fonte: Rafael Zito - ZDL 
Foto: (Fotojump / Divulgação)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...