quarta-feira, 8 de março de 2017

SUPERLIGA 2016/17:Rexona-Sesc bate o Camponesa/Minas de virada

Rexona-Sesc bate o Camponesa/Minas de virada
Drussyla, eleita a melhor do jogo, e Monique, a maior pontuadora

Rexona-Sesc (RJ) e Camponesa/Minas (MG) fizeram um duelo bastante equilibrado e, no final, melhor para o time carioca, que jogou em casa, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ), e venceu por 3 sets a 1, de virada, com parciais de 25/27, 25/20, 27/25 e 25/21, em 2h04 de partida. O jogo foi válido pela décima e penúltima rodada da Superliga feminina de vôlei 2016/2017. A oposto Monique foi a maior pontuadora do confronto, com 20 acertos.

Nesta noite, depois de substituir a ponteira Gabi, Drussyla ganhou destaque e foi eleita, pela comissão técnica do Rexona-Sesc, a melhor jogadora em quadra. No final, responsável pelo último ponto, a vitória e o Troféu VivaVôlei, , programa de responsabilidade social da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas de vôlei.

“Fiquei muito feliz com tudo que aconteceu. Com a vitória e com a confiança depositada pelo Bernardinho em mim. Ele sempre fala que eu tenho que estar preparada, pronta para entrar em quadra e ajudar o time, primeiro no fundo de quadra, e depois virando bolas”, afirmou a ponteira Drussyla.

Aniversariante do dia, a líbero bicampeã olímpica, Fabi, que completa 37 anos nesta terça-feira, agradeceu o carinho da torcida, que cantou parabéns no começo e final do jogo. “É sempre muito gratificante receber esse carinho dos torcedores. Já estou acostumada a passar a data viajando, em hotéis e nas quadras. Nos meus últimos 20 anos foi assim e os fãs passaram a fazer parte da família”, disse Fabi.

Pelo lado do Camponesa/Minas, a central Carol Gattaz lamentou a quantidade de erros do seu time. “Erramos muito hoje. E o pior é que foram erros bobos, da gente batendo cabeça dentro de quadra, e, contra um time como o Rexona-Sesc, isso não pode acontecer de jeito nenhum. Foi uma pena, mas vamos trabalhar ainda mais para evoluir cada vez mais”, concluiu Carol Gattaz.

Na última rodada da fase classificatória, o time carioca seguirá jogando em casa, na Jeunesse Arena, no Rio, e receberá o Dentil/Praia Clube (MG). A partida será na próxima sexta-feira (10.04), às 21h30, com transmissão ao vivo do SporTV. Já o Camponesa/Minas irá ao interior de São Paulo enfrentar o Renata Country/Valinhos (SP), no mesmo dia e no mesmo horário.

O JOGO

Ana abriu o placar do jogo a favor do Rexona-Sesc. A equipe carioca seguiu bem e, quando abriu 4/0, Paulo Coco pediu tempo. Na bola de segunda de Naiane, o Camponesa/Minas reduziu a diferença para 4/6. A vantagem carioca aumentou para três em 9/6. A equipe visitante encostou e chegou ao ponto de empate com bloqueio: 10/10. O Rexona voltou a abrir vantagem em 13/10. No erro de saque do adversário, o Minas encostou novamente (14/15). Mais uma vez, o time mineiro deixou tudo igual (17/17) e Bernardinho pediu tempo. O Camponesa/Minas assumiu o comando do marcador em 18/17. O Rexona-Sesc teve um de vantagem na reta final do set em 21/20 e depois abriu 23/21. O Camponesa/Minas empatou em 23/23. O set seguiu bem disputado, com outro empate m 25/25. O grupo mineiro fez 26/25 e, no saque de Naiane, fechou em 27/25.

O Rexona-Sesc saiu na frente e mais uma vez abriu boa vantagem: 3/0. Na sequência, ainda chegou a 5/1. O Camponesa/Minas reagiu e, no saque de Jaque, deixou tudo igual em 5/5. Bernardinho parou o jogo. O time da casa, então, abriu9/6 e foi a vez de Paulo Coco pedir tempo. Mais uma vez, o grupo mineiro encostou no placar (8/9). O Rexona abriu 13/11 e Jaque encostou em 12/13. Com Juciely, o time da casa marcou 15/13. Com Juciely no bloqueio, 17/15. Novamente com a central, desta vez no saque, o Rexona-Sesc marcou 20/17. No bloqueio de Monique, o time carioca chegou a 23/19. No final, vitória do Rexona por 25/20.

O terceiro set começou melhor para o Rexona-Sesc, que abriu 2/0, mas o Camponesa/Minas assumiu o comando do placar em 4/3. Na bola de segunda de Roberta, o time da casa marcou 7/6. O Minas, então, mais uma vez passou a frente em 8/7. A equipe visitante abriu dois de vantagem em 11/9 e Bernardinho pediu tempo. O Camponesa/Minas ainda fez 14/10. O time comandado por Paulo Coco abriu boa diferença no marcador em 18/13 e o técnico carioca pediu mais um tempo. Contando com erros do adversário, o Camponesa chegou a 20/14. O Rexona-Sesc reagiu (18/20). No ace de Ana, o time da casa encostou em 21/22 e Paulo Coco pediu tempo. O set empatou em 24/24. No final, vitória do Rexona-Sesc por 27/25.

O Camponesa/Minas abriu 3/1 logo no começo do quarto set. No bloqueio simples de Carol Gataz, o time visitante abriu 5/2 e na sequência colocou mais um de vantagem. Bernardinho parou o jogo quando viu o adversário abrir cinco (8/3). O Rexona-Sesc buscou o placar e quanto fez 8/10, o adversário pediu tempo. No erro do adversário, o time carioca deixou tudo igual (12/12). Com dois bloqueios seguidos, o Rexona marcou 15/12 e o time mineiro parou o jogo. A vantagem do time carioca esteve m 21/18. No final, vitória do Rexona-Sesc por 25/21. 

EQUIPES

REXONA-SESC – Roberta, Monique, Carol, Juciely, Gabi e Ana. Líbero – Fabi
Entraram – Camilla, Helô, Drussyla
Técnico: Bernardinho

CAMPONESA/MINAS – Naiane, Hooker, Carol, Mara, Pri Daroit e Jaque. Líbero – Leia
Entraram – Karine, Rosamaria, Fran
Técnico: Paulo Coco

Outros resultados da noite

O Pinheiros (SP) foi a Santo André (SP) e levou a melhor sobre o Sesi-SP. A equipe da capital venceu por 3 sets a 0 (25/17, 25/17 e 28/26), com destaque da oposto Bárbara, eleita a melhor do jogo. Apesar do resultado negativo, o Sesi-SP teve a maior pontuadora do jogo: Lorenne, com 14 acertos.

O Dentil/ Praia Clube (MG) contou com apoio da torcida e venceu o Fluminense (RJ) por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/16 e 25/18. A norte-americana Alix recebeu o Troféu VivaVôlei e, apesar do resultado ruim do seu time, a oposto Renatinha, do time carioca, foi a maior pontuadora, com o total de 11 pontos.

O Rio do Sul (SC) recebeu o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) e conseguiu bom resultado, vencendo por 3 sets a 0 (27/25, 25/18 e 25/17). O Troféu VivaVôlei foi para Jéssica, do time vencedor, enquanto Edinara, do São Caetano, foi quem mais pontuou, com 16 acertos.
O Vôlei Nestlé (SP) jogou fora de casa, mas levou a melhor sobre o Renata Valinhos/Country (SP) por 3 a 0 (25/12, 25/18 e 25/23). O Troféu VivaVôlei ficou com Malesevic, eleita a melhor jogadora da partida.

O Terracap/BRB/Brasília jogou em casa e derrotou o Genter/Võlei Bauru por 3 a 1, com parciais de 27/29, 25/20, 25/22 e 25/22. A levantadora Macris foi eleita a melhor do jogo e foi premiada com o Troféu VivaVôlei, e a ponteira Thaís, do time paulista, foi a maior pontuadora, com 24 acertos.

Fonte: CBV
Foto:  Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...