terça-feira, 21 de março de 2017

SUPERLIGA 2016/17: Terracap/BRB/Brasília Vôlei vence e força terceiro jogo contra o Praia Clube

Terracap/BRB/Brasília Vôlei vence e força terceiro jogo contra o Dentil Praia Clube

O Terracap/BRB/Brasília Vôlei teve uma noite história nesta terça-feira (21). A equipe que nunca havia vencido uma partida de playoff na Superliga, cresceu quando precisava e conseguiu o resultado em casa vencendo o Dentil/Praia Clube por 3 sets a 0. As parciais foram 27×25, 25×18 e 25×19. Amanda foi eleita a melhor em quadra e levou o Troféu VivaVôlei. O resultado dá ao Brasília mais uma chance de ir à sonhada semifinal. A decisão será em Uberlândia, no próximo sábado, com horário a ser definido pela CBV.

Buscando empatar a série e forçar o terceiro jogo, Anderson Rodrigues optou por utilizar o que considera o time titular: Paula Pequeno, Amanda, Andréia, Macrís, Vivian, Roberta e as líberos Silvana e Fernanda revezando no passe e defesa.

No primeiro set o Praia começou abrindo 3×0. Utilizando bem o saque, as praianas diminuíram bastante a velocidade do jogo de Brasília. Com Amanda e Paula Pequeno bem acionadas por Macrís, o Brasília encostou (7×8). Com uma equipe mais alta, o time mineiro levava mais vantagem nas divididas pelo meio de rede e novamente abriu três pontos (9×12). A defesa brasiliense salvava e não permitia que o Praia gostasse do jogo, igualando em 15×15. A virada aconteceu com dois erros seguidos do Praia, levando a torcida a gritar ainda mais e fazendo com que o técnico Ricardo Picinin pedisse tempo (17×15). Na reta final os times trocaram pontos, mas terminou melhor para as brasilienses, que com o apoio do público fechou em 27×25 no bloqueio de Ana Guth.

O segundo set parecia um continuação do anterior. O Brasília seguia consciente nas jogadas, principalmente na distribuição de Macrís, que alternava entre as ponteiras e centrais, confundindo a marcação praiana. Com grande atuação, Amanda explorou o bloqueio e ajudou a ampliar para 7×4. Utilizando bem da relação saque e bloqueio, a equipe de Anderson conseguiu fazer 10×7. A tônica do Brasília passou a ser a defesa. Fernanda buscava bolas improváveis ajudando as brasilienses a impor um ritmo acelerado no confronto, cansando o Praia (20×15). O bloqueio fez a diferença nos últimos pontos e o Brasília conseguiu fechar o período em 25×18 após erro de saque do Praia.

Para fechar o jogo e garantir a terceira partida em Uberlândia, o Brasília manteve a paciência e concentração. Minimizando os erros, as comandadas de Anderson Rodrigues trataram de se impor desde os primeiros pontos, marcando 4×1. Sem efetividade na defesa, Paula Pequeno, Roberta, Vivian e Amanda brilhavam. Novamente a defesa foi o gás das brasilienses, que brigavam até o fim pela bola. Amanda demonstrava o motivo por qual é a maior pontuadora do Brasília na competição. Vivendo sua melhor fase, a ponteira chamava a responsabilidade e virava praticamente tudo. No restante do período as brasilienses administraram e garantiram uma vitória histórica para o clube (25×19).

“Quando ganhamos um jogo grande desse, desta forma, com todas se doando e correndo atrás da bola o tempo todo, é sensacional. Foi emocionante nossa vibração, e desempenho até porque o time do Praia é maravilhoso, mas, se deus quiser, vamos fazer história com o Brasília Vôlei”, exaltou Amanda.

Anderson elogiou a atitude da equipe, mas já alerta que o campeonato continua.“Foi um grande jogo. Hoje sacamos melhor e erramos menos, mas acima de tudo, a atitude da equipe foi fundamental. Todas jogaram com muita vontade e isso fez a diferença. Agora é descansar porque ainda temos mais uma batalha e nosso objetivo é a classificação para a semifinal”, finalizou.

Fonte/foto: Assessoria de Imprensa do Brasília Vôlei
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...