sábado, 25 de fevereiro de 2017

SUPERLIGA 2016/17: Rexona-Sesc supera Terracap/BRB/Brasília

Jogando fora de casa, Rexona-Sesc supera Terracap/BRB/Brasília e segue na liderança da Superliga

O Rexona-Sesc (RJ) segue confortável na liderança da Superliga feminina de vôlei 2016/2017. A equipe comandada pelo técnico Bernardinho mostrou poder de recuperação e superou o Terracap/BRB/Brasília Vôlei (DF) por 3 sets a 0 (25/20, 27/25 e 31/29) fora de casa, no ginásio Taguatinga, em Brasília (DF). O duelo que teve 1h30 de duração foi válido pelo encerramento da oitava rodada do returno.

O Rexona-Sesc salvou set points e virou o placar no final de dois dos três sets da partida. A equipe carioca chega aos 53 pontos, oito acima do Vôlei Nestlé (SP), segundo colocado. O Terracap/BRB/Brasília Vôlei (DF) se mantém na 6ª posição, com 32 pontos em 19 jogos. 

O bom resultado teve como destaque a holandesa Anne. A ponteira do time carioca foi eleita a melhor da partida em votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ficou com o Troféu VivaVôlei, , programa de responsabilidade social da CBV que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas de vôlei. Ela comentou o triunfo.

"Estou muito feliz por este jogo, não é fácil encarar o time do Brasília, elas possuem muito volume na defesa. Tivemos o Sul-Americano de clubes, ainda estamos evoluindo na parte física, mas jogamos bem e fico contente por essa vitória", disse Anne.

Três atletas encerraram a partida empatadas como maiores pontuadoras. Além da própria Anne, a central Juciely, do Rexona-Sesc, e a ponteira Amanda, do Terracap/BRB/Brasília Vôlei, também anotaram 14 pontos na partida no Taguatinga.

O Rexona-Sesc volta à quadra na próxima sexta-feira (03.03) em um dos grandes clássicos do voleibol brasileiro. A equipe recebe o Vôlei Nestlé (SP) às 21h30 na Jeunesse Arena, no Parque Olímpico, Rio de Janeiro (RJ). No mesmo dia, mas às 20h30, o Terracap/BRB/Brasília Vôlei visita o Renata Valinhos/Country (SP), no ginásio Pedro Ezequiel, em Valinhos (SP).

O Jogo
Contando com erros do time candango, o Rexona-Sesc abriu 9 a 5 logo no começo do primeiro set, em ataque de Gabi explorando o bloqueio. O Terracap/BRB/Brasília Vôlei cresceu no jogo e reduziu a desvantagem para um ponto, com grandes lances de Paula Pequeno. O time carioca, porém, tinha mais volume gerando contra-ataques e abrindo novamente cinco pontos. A vitória no set foi confirmada em cravada no corredor de Anne: 25 a 20.

O segundo set pode ser definido em uma palavra: equilíbrio. O Terracap/BRB/Brasília Vôlei corrigiu os problemas de recepção, aumentou o volume e chegou a abrir 15 a 12 no placar. Amanda era a principal opção do time candango. 

O Rexona-Sesc foi corrigindo erros e virou o placar na reta final do set. Sem desistir, o Terracap/BRB/Brasília Vôlei teria a liderança do placar novamente, tendo inclusive o set point, mas sem conseguir aproveitar. Na base da paciência o Rexona fechou a parcial por 27 a 25 em ataque de Paula Pequeno na antena.

O terceiro set começou com o Terracap/BRB/Brasília Vôlei na frente, muito concentrado e contando também com erros adversário. O técnico Bernardinho pediu tempo e o time do Rio de Janeiro conseguiu a virada, inclusive abrindo três pontos. Em bloqueio de Andreia, o time brasiliense empatou por 13 a 13 e virou logo em seguida. 

Assim como no segundo set, o Terracap/BRB/Brasília Vôlei teve pontos para fechar o set, mas por três vezes foi impedido, especialmente por grandes lances de Gabi e Anne. A equipe carioca também teve quatro chances para fechar o jogo, até que a holandesa Anne anotou 31 a 29 em ataque na entrada de rede, dando números finais ao duelo.

“Lutamos do início ao fim e mantivemos a postura firme. Temos consciência da superioridade do Rio e sabemos que é um grupo com um estilo de jogo estabelecido durante tantos anos e que conseguem fazer tudo com eficiência. Não é fácil ganhar delas, mas ao mesmo tempo encaramos de igual para igual e isso é o bacana de ver”, ressaltou Paula Pequeno.

“Acho que nosso nível técnico está melhorando. Estamos procurando jogar um jogo mais rápido, já que não temos atacantes altas, tem que ser na velocidade. Foi um bom confronto, perdemos nos detalhes, mas o time do Rio é mais experiente. Precisamos agora não abaixar a cabeça e ter foco”, finalizou Anderson.
ESCALAÇÕES

Terracap/BRB/Brasília Vôlei: Macris, Andreia, Paula Pequeno, Amanda, Roberta e Vivian. Líbero - Fernanda
Técnico: Anderson Rodrigues

Rexona-Sesc: Roberta, Monique, Anne Buijs, Gabi, Juciely e Mayhara. Líbero - Fabi 
Técnico - Bernardinho

Fonte: CBV
Foto: Foto Divulgação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...