sábado, 14 de janeiro de 2017

SUPERLIGA 2016/17: Rio do Sul luta, mas é derrotado pelas meninas do Fluminense

Rio do Sul luta, mas é derrotado pelas meninas do Fluminense

Como num jogo de futebol, torcidas também fazem espetáculo e são movidas pela emoção do jogo. Acostumados a ouvir o nome do adversário da noite desta sexta-feira (13), na televisão, Rio do Sul viu um brasão muito conhecido, mas até então inédito no ginásio Artenir Werner. O Fluminense, equipe que tem torcida sólida no país do futebol, e no Alto Vale, viu sentimentos de torcedores divididos por conta do voleibol. Torciam e comemoravam pontos por Rio do Sul, mas vestiam a camisa do tricolor das Laranjeiras.

O sorriso ao final do jogo foi, realmente, tricolor. 3 sets a 1 para as cariocas que estão em sua primeira Superliga mas tem um elenco experiente. As parciais foram de 25/22, 13/25, 15/25 e 22/25. Ju Costa foi eleita a melhor do jogo e recebeu o troféu das mãos do prefeito da cidade, José Thomé.

Não foi por falta de torcida. Rio do Sul tinha o público na mão, principalmente depois do primeiro set, mesmo demorando a engrenar. O bloqueio do Fluminense funcionava muito bem enquanto o ataque carioca também era efetivo. A chamada de atenção do técnico Pedro Castelli durante o tempo pedido foi importante para a mudança no panorama. A distância que chegou a ser de quatro pontos para as visitantes foi dizimada e se transformou em vantagem para Rio do Sul ao fim do primeiro set.

O Fluminense voltou para o jogo no segundo set e aproveitou-se da sequência de erros da equipe catarinense. O jogo perdeu um pouco da emoção pelas falhas das catarinenses que viam as cariocas manterem o bom volume de jogo e eficiência nos contra ataques. O mesmo se repetiu no terceiro set. Apático, Rio do Sul voltou a pecar no passe e o Fluminense vinha com regularidade no ataque e no bloqueio com grande atuação de Ju Costa e Renatinha.

No quarto set, as donas da casa subiram o patamar novamente. Os ataque funcionou e a entrada de Fran Stedile e Dani Suco deram uma nova dinâmica no jogo. A torcida veio junto e foi bem brigado. Rio do Sul liderou durante toda a parcial, mas acabou sucumbindo no momento derradeiro.

A ponta Kasiely lamenta a derrota, mas pede concentração do time para a continuidade do campeonato. O Fluminense é um time muito forte, com jogadoras experientes e a gente pode melhorar ainda. A gente vem treinando muito e com vontade e pode evoluir mais”, comentou. Já o treinador Pedro Castelli Filho salientou os altos e baixos do time durante a partida. “Começamos muito bem e fazíamos nosso dever de casa, aquilo que tanto nos dedicamos ao longo da semana. Acabamos não aproveitando muitas oportunidades. Mas temos que levantar a cabeça pois sabíamos como seria difícil este jogo”, ressaltou.

A próxima partida da equipe catarinense é fora de casa contra o Terracap/BRB/Brasília. O jogo é no sábado 21, às 18h no Sesi Taguatinga, no Distrito Federal. Em casa, Rio do Sul mandará o jogo do dia 31 de janeiro contra o Dentil/Praia Clube (MG), em partida antecipada da 6ª rodada. Este jogo será na cidade de Lages, no planalto Serrano às 20h15. Os ingressos já estão à venda na cidade de Lages e também pela internet no site do clube.

Fonte/foto: Assessoria de Comunicação – Vôlei Rio do Sul
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...