sábado, 17 de dezembro de 2016

SUPERLIGA 2016/17: Vôlei Nestlé vence e assume a vice-liderança

Vôlei Nestlé vence e assume a vice-liderança da Superliga
O time de Osasco derrotou o Renata Valinhos/Country, por 3 a 0, no ginásio José Liberatti. Bia foi eleita a melhor em quadra e recebeu o troféu VivaVôlei

Osasco (SP) - O Vôlei Nestlé entrou em quadra nesta sexta-feira (16) e assumiu a vice-liderança da Superliga 2016/17, com 24 pontos. Embalado após a vitória diante do Rexona-Sesc, o time de Osasco confirmou seu favoritismo e derrotou o Renata Valinhos/Country, no ginásio José Liberatti, por 3 sets a 0, parciais de 25/13, 25/14 e 25/16, com duração de 1h10min. A central Bia foi a maior pontuadora, com 17 acertos, e recebeu o troféu VivaVôlei. 

Bia foi bastante acionada no ataque, mas o fundamento em que esteve quase perfeita foi o bloqueio, com seis pontos no segundo set e mais dois no terceiro. "Estava inspirada hoje. Já havia feito um jogo bom neste fundamento contra o Rexona-Sesc. Estudamos bem o time delas, que é jovem e sabíamos que viriam como franco-atirador. Jogamos bem taticamente e conquistamos três pontos importantes pensando na classificação. Fiquei feliz de ter bloqueado bem novamente", afirmou a central.

A sérvia Bjelica iniciou a partida como titular no lugar de sua compatriota Malesevic. Foi a primeira vez que atuou como ponteira pelo Vôlei Nestlé, mas a função não é novidade para ela. "Essa foi minha primeira partida como ponteira aqui, mas já tinha atuado nessa posição no ano passado na Turquia. Estou feliz pela vitória que foi importante porque conquistamos a segunda colocação. A experiência no Brasil tem sido ótima e tenho recebido muito carinho dos fãs e das pessoas com quem trabalho diariamente no clube", disse a jogadora. 

O técnico Luizomar elogiou a postura de suas comandadas. "A semana foi bem difícil com a viagem para Uberlândia e o clássico contra o Rexona na terça-feira. Tivemos pouco tempo de preparação para essa partida e pedi para que a equipe fosse responsável e que não se iludisse com a posição de Valinhos na tabela. Pedi para que elas fizessem seu melhor em quadra e seguiram à risca", destacou o treinador. 

Dez rodadas já foram disputadas e o Vôlei Nestlé aparece com oito vitórias e duas derrotas. O time de Osasco ganhou, em casa, do São Cristóvão Saúde/São Caetano, Rio do Sul, Pinheiros, Camponesa/Minas, Rexona/Sesc e Renata Valinhos/Country e, fora de casa, do Sesi-SP e do Fluminense. O próximo compromisso de Dani Lins e suas companheiras está marcado para quinta-feira (22), às 19h30, contra o Genter/Vôlei Bauru, com transmissão do SporTV. 

O jogo - Um set tranquilo que mostra bem a diferença de nível técnico entre as duas equipes. Forçando o saque, o Vôlei Nestlé fez cinco aces e dominou o placar até fechar em 25/13. Paula foi o destaque com 7 pontos e a central Fernanda fez sua estreia na equipe, com um ponto de bloqueio.

Se o saque foi determinante na primeira série, na segunda quem definiu foi o bloqueio, fundamento responsável por 7 pontos do Vôlei Nestlé. A equipe chegou fácil a 25/14, com Bia fazendo 9 pontos (6 de bloqueio). Luizomar aproveitou para dar ritmo a todo o time e colocou em quadra Clarisse, Carol Albuquerque e Bruna Neri. 

Como esperado, mais um set tranquilo para o Vôlei Nestlé. Concentradas e contando com vários erros das adversárias, as donas da casa fecharam a parcial em 25/16 e definiram a partida em 3 a 0. Bia continuou firme no bloqueio (fez mais três pontos) e Bruna Neri e Clarisse também se destacaram na série.

EQUIPES:

Vôlei Nestlé: Dani Lins (1), Paula (11), Bjelica (8), Gabi (6), Bia (17), Nati Martins (5) e a líbero Camila Brait. Entraram: Carol Albuquerque, Bruna Neri (6), Clarisse (4) e Fernanda. 
Técnico: Luizomar de Moura.

Renata Valinhos/Country: Ana Paula (2), Fran Lemos, Priscila (6), Mari Capovilla (7), Carla (7), Flávia (5) e a líbero Andressa. Entraram: Mari Barreto (1), Lids (5), Carla Fell e Natacha (2). Técnico: André Rosendo. 

Fonte/foto: ZDL
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...