sábado, 26 de novembro de 2016

SUPERLIGA 2016/17: Rexona-Sesc supera Sesi-SP e segue invicto

Rexona-Sesc supera Sesi-SP e segue invicto na Superliga

O Rexona-Sesc (RJ) continua na liderança da Superliga feminina de vôlei 16/17. Nesta sexta-feira (25.11), a equipe do treinador Bernardinho venceu o Sesi-SP por 3 sets a 0 (25/21, 25/17 e 25/12), em 1h15 de jogo, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). A partida foi válida pela sexta rodada do turno da competição. Foi a sexta vitória consecutiva das cariocas. 

A equipe do Rio de Janeiro lidera a competição, com 18 pontos (seis resultados positivos). O Dentil/Praia Clube (MG) aparece em segundo lugar, com a mesma campanha das cariocas, mas com um pior saldo de sets. O Sesi-SP está na 11ª colocação e luta pela primeira vitória na competição. 

As duas equipes voltarão à quadra na próxima sexta-feira (02.12). O Sesi-SP lutará pela primeira vitória na Superliga 16/17 contra o Renata Valinhos/Country (SP), às 19h, no ginásio do Sesi, em Santo André (SP). Já o Rexona-Sesc buscará manter a invencibilidade contra o Rio do Sul (SC), às 20h15, no Jonas Mimoso, em Lages (SC). 

A ponteira holandesa, Anne, do Rexona-Sesc, foi eleita a melhor em quadra em votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ficou com o Troféu VivaVôlei, programa de responsabilidade social da CBV que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas de vôlei. Ao final do duelo, a atacante holandesa ofereceu o seu Troféu VivaVôlei para a levantadora Roberta, na sua opinião a melhor em quadra. 

A levantadora Roberta agradeceu o gesto da companheira de equipe e fez uma análise da partida. 

“Sabíamos que seria um confronto difícil, pois o Sesi-SP fez um bom jogo contra o Dentil/Praia Clube. Treinamos muito passe essa semana para tentarmos rodar as bolas mesmo com o passe estourado. Fizemos um bom jogo, mas ainda erramos muitos saques. O time está evoluindo e estamos no caminho certo”, afirmou Roberta. 

Pelo lado do Sesi-SP, o treinador Juba lamentou a derrota e pediu uma atenção maior das jogadoras nos contra-ataques. 

“O Rexona-Sesc se manteve alerta o tempo todo e nos colocou em pressão. Hoje perdemos muitas oportunidades de contra-ataque e isso acabou fazendo a diferença. Agora vamos lutar para conseguir melhores resultados nos próximos jogos”, explicou Juba. 

Apesar da derrota, o Sesi-SP teve a maior pontuadora do confronto, a oposta Lorenne, com 14 acertos. Pelo lado do Rexona-Sesc quem mais marcou foi a central Juciely, com 13 pontos. 

O JOGO 

O Sesi-SP fez o primeiro ponto do jogo, mas foi o Rexona-Sesc que dominou as ações no início da partida e fez 7/4. Neste momento o treinador Juba pediu tempo. A ponteira holandesa Anne Buijs se destacava e as cariocas abriram sete pontos no placar (20/13). O Sesi-SP cresceu de produção e encostou no marcador (22/19) e o treinador Bernardinho parou o jogo. O time da casa foi melhor na parte final da parcial e venceu o primeiro set por 25/21. 

A segunda parcial começou equilibrada. Jogando com velocidade, o Rexona-Sesc abriu dois pontos (9/7). O time carioca voltou a ditar o ritmo do set e fez 16/11. Numa bola rápida da levantadora Roberta com a central Carol, as donas da casa abriram 10 pontos (22/12). O Rexona-Sesc dominou a parcial e venceu o set por 25/17. 

O Sesi-SP voltou melhor para o terceiro set e fez 5/3. Bem no saque, as cariocas viraram o marcador (6/5). O saque das donas da casa dificultava o passe das paulistas que acabaram superadas na parcial por 25/12. 

Equipes:

REXONA-ADES – Roberta, Monique, Anne, Gabi, Juciely e Gabi. Líbero – Fabi 
Entraram – Mayhara, Régis e Drussyla
Técnico – Bernardinho 

SESI-SP – Giovana, Lorenne, Isabela, Gabriela, Linda e Jú Mello. Líbero – Laís 
Entraram – Natália, Glayce, Thais e Amabilie 
Técnico – Juba 

Fonte/foto: CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...