sábado, 19 de novembro de 2016

SUPERLIGA 2016/17: Na noite da apresentação de Hooker para a torcida, Minas bate Sesi e volta a vencer

Na noite da apresentação de Hooker para a torcida, Minas bate Sesi e volta a vencer na Superliga

A oposta norte-americana Destinee Hooker foi apresentada ao público

Foi uma noite perfeita para os torcedores do Camponesa/Minas na Arena Minas Tênis Clube. Em quadra, o Camponesa/Minas não teve grandes dificuldades para vencer o Sesi-SP. A atuação do time ajudou a torcida a conter a ansiedade para o momento mais aguardado da festa: a apresentação da oposta norte-americana Destinee Hooker, recém-contratada pela equipe minastenista para a sequência da temporada 2016/17. Ainda sem poder atuar, a Rainha Negra, como ela mesma se intitula, acompanhou das arquibancadas da sua nova casa a vitória minastenista por 3 sets a 1. As parciais do jogo foram 25/17, 25/13, 22/25 e 25/16. A ponteira Rosamaria foi eleita a melhor jogadora em quadra e ficou com o Troféu Viva Vôlei.

Na próxima rodada, o Camponesa/Minas visita o Rio do Sul, na cidade homônima de Santa Catarina. O duelo será pela quinta rodada da Competição nacional e será realizado na próxima terça-feira (22/11), às 20h15.

Os 1.427 torcedores que estiveram presentes na Arena MTC, na noite desta sexta-feira, acompanharam, além do grande jogo, a apresentação oficial da oposta norte-americana Destinee Hooker, recém-contratada pelo Camponesa/Minas. A atleta posou para fotos com a torcida e disse estar ansiosa para entrar em quadra. 

No jogo desta sexta-feira, o técnico Paulo promoveu uma mudança importante no time. Ele sacou a ponteira Domingas, que vinha como titular, e colocou a central Fran. Com isso, Rosamaria foi mantida na ponta e a central Mara teve a sua primeira experiência como oposta. As mudanças surtiram efeito e o time ficou mais ofensivo. O Sesi-SP sentiu na pele a força do ataque minastenista. Na primeira parcial, as minastenistas não deram chances para as adversárias e abriram 1 a 0 no jogo (25 a 17).

O segundo set foi ainda mais tranquilo. O Camponesa/Minas foi ao ataque, e o jovem time do Sesi-SP não suportou a pressão. Com o apoio do torcedor, as minastenistas fecharam o set em 25 a 13 e fizeram 2 a 0 no jogo.

O terceiro set foi mais equilibrado. Camponesa/Minas e Sesi-SP disputaram o ponto a ponto até o final. Com algumas falhas na recepção, o time minastenista acabou penalizado e perdeu o terceiro set por 22 a 25 (2 sets a 1).

No último set, o técnico Paulo Coco chamou a atenção da equipe, que voltou a jogar bem. Com mais atenção na marcação e o ataque mais consistente, o time fechou o jogo ao fazer 25 a 16.

A central Mara, disse que, nesta semana, foi surpreendida com a opção do técnico Paulo Coco. Para a atleta, a experiência como oposta foi muito boa. “Nunca tinha jogado nesta posição, treinei apenas dois dias nesta semana e acredito que deu certo. Foi um jogo muito bom, entramos forte nos dois primeiros sets, e desconcentramos no terceiro. Isso mostra que não podemos entrar em quadra desatentas, a Superliga é assim, forte do início ao fim. Quem estiver desconcentrada, perde a chance. Gostei muito do resultado, e acredito que consegui desempenhar bem o meu papel”, avaliou a jogadora.

Rosamaria foi eleita a melhor jogadora em quadra e levou o Troféu Viva Vôlei

EQUIPES:

Camponesa/Minas: Naiane, Carol Gattaz, Fran, Mara, Pri Daroit, Rosamaria e Léia (líbero). Entraram: Domingas, Karine, Maiara, Natália e Karol Tormena. 
Técnico: Paulo Coco. 

Sesi-SP: Giovana, Ju Mello, Gabriela, Lorene, Linda, Paquiardi e Laís (líbero). 
Entraram: Thaís, Mariane, Natália e Amábilie. 
Técnico: Giuliano Ribas. 

Árbitros: Andreza Nogueira e Marcos Sales, ambos de Minas Gerais. 

Público: 1.427 torcedores.


Fonte: Minas Tênis Clube
Fotos: Orlando Bento/Minas Tênis Clube
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...