sábado, 3 de setembro de 2016

PAULISTA DE VÔLEI 2016: Sesi-SP vence no feminino e no masculino

Sesi-SP vence no feminino e no masculino no Campeonato Paulista de Vôlei 2016
Na volta de Douglas, time vence Climed/Atibaia, enquanto as meninas passam com tranquilidade pelo São Bernardo

A equipe, que entrou em quadra com a levantadora Giovana, as ponteiras Amábile e Isabela Paquiardi, as centrais Ju Mello e Linda Jéssica, a oposta Lorenne e a líbero Lais, ganhou força após a entrada de Natália e Gabriela e agora se prepara para o jogo da próxima sexta-feira (9/9), contra o São Caetano, válido pela terceira rodada.

Também jogando em casa, um pouco mais tarde, o time masculino venceu o Climed/Atibaia. Entrando como titular em sua primeira partida na temporada 2016/17, após a conquista do ouro nos Jogos Olímpicos, Douglas Souza foi uma das peças fundamentais na vitória por 3 sets a xx (25/21, 25/13, 22/25 e 25/23).

A partida, válida pela terceira rodada do Campeonato Paulista 2016, marcou não só o retorno do ponteiro às quadras pelo Sesi-SP, como também mostrou ao técnico Marcos Pacheco as boas peças que ele tem no banco. Mexendo no time desde o primeiro set, o técnico poupou Murilo e Sidão e colocou os mais jovens para jogar, que corresponderam e garantiram mais três pontos. Agora a equipe se prepara para o confronto da próxima sexta-feira (9/9), às 19h, contra o Vôlei Brasil Kirin, na Vila Leopoldina.

“O grupo, apesar dos desfalques, está bem completo. Estamos fortes, temos passe, ataque e bloqueio. Estou feliz em estar de volta e mais feliz ainda com a vitória. Eu ainda não estou conseguindo entender muito bem, ter uma noção que sou um campeão olímpico, mas acredito que a ficha cairá em breve. Eu sou muito bem acolhido aqui no Sesi-SP, eu vim da base, fiz parte dos juvenis e agora estou aqui no adulto, tudo isso conta e me deixa cada vez mais feliz”, comentou o ponteiro, autor de 10 pontos.

Com 15 pontos, Vaccari foi o maior pontuador da partida pelo Sesi-SP, empatado com Wennder, atleta do Atibaia. O Sesi-SP entrou em quadra com o levantador Rafa, os ponteiros Gabriel Vaccari e Douglas Souza, os centrais Aracaju e Johan, o oposto Theo e o líbero Pureza. Entraram Alan Patrick, Fábio Capalbo, Sidão

O jogo

Equilibrado, o primeiro set do jogo contou com saques fortes dos dois lados, mas foi a potência do Atibaia no ataque logo no começo que colocou o adversário um ponto na frente na primeira parada técnica (7/8). Após a pausa, Douglas Souza seguiu para o saque e com uma boa sequência, com dois pontos diretos no fundamento, colocou o time da casa na frente (10/8). No primeiro jogo após o ouro nos Jogos Olímpicos, o ponteiro voltou com fome de bola e acionado tanto pela lateral quanto pelo fundo de quadra, respondeu à altura, ajudando o Sesi-SP a fechar o primeiro set com 25/21.

Na segunda parcial do jogo, mais uma vez se viu uma disputa ponto a ponto. Com as duas equipes vibrando e atacando forte, sem chances de defesa para o adversário, o Sesi-SP precisou ficar um pouco mais atento nas ações do Atibaia para tirar proveito dos erros e arrancar na frente. Apostando no saque bem colocado e nos ataques pelo meio de rede, o time comandado pelo técnico Marcos Pacheco abriu oito pontos de vantagem na segunda parada técnica (16/8). Mesmo trazendo Fábio Capalbo e Alan Patrick para o jogo no lugar de Douglas Souza e Theo, o Sesi-SP manteve a força e com tranquilidade fechou o set em 25/13.

Com o jogo bem encaminhado, era só o Sesi-SP manter o bom ritmo para anular os ataques adversários e encerrar a partida, mas não foi o que aconteceu. Abrindo quatro pontos de vantagem já no começo do terceiro set (1/5), o Atibaia entrou em quadra com um pensamento apenas: garantir a parcial e permanecer vivo no jogo. Fechando as duas paradas técnicas na frente (5/8 e 15/16), os adversários deram trabalho para a equipe da capital paulista. Mesmo com Vaccari saltando bem no bloqueio e o central Aracaju atacando pelo meio de rede, o Atibaia soube aproveitar melhor os contra-ataques e fechou a parcial em 22/25.

No quarto e último set, o time de Pacheco entrou melhor, soube equilibrar o começo da parcial e com quatro pontos de vantagem garantiu a primeira parada técnica (8/4). Mantendo Fábio Capalbo no lugar do Douglas, o time manteve a força e conseguiu se manter à frente no marcador boa parte do jogo. Mais para o fim do set, os meninos do Atibaia voltaram a crescer na partida. Empurrados pelo apoio da torcida presente, os adversários igualaram o marcador em 20/20, trazendo um pouco de preocupação para o time da Vila Leopoldina e para o técnico, que imediatamente parou o jogo. Na volta, mesmo com a força nos ataques que vinha do lado adversário, os meninos do Sesi-SP respiraram fundo e com um ponto de Aracaju pelo meio de rede levaram a melhor com 25/23.

Fonte: Assessoria SESI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...