domingo, 4 de setembro de 2016

DESPEDIDA: Serginho se despede da Seleção Brasileira em grande evento

Serginho se despede da Seleção Brasileira em grande evento 
Dono de quatro medalhas olímpicas, um dos maiores ícones no vôlei brasileiro se despediu da seleção brasileira. Neste domingo (04.09), depois de 15 anos de dedicação, o líbero Serginho fez hoje a última partida com a camisa do Brasil. E a ocasião não podia ser melhor. Um super evento, o Desafio de Ouro, reuniu cerca de 40 mil pessoas no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, em Brasília (DF), e a equipe verde e amarela saiu de quadra com a vitória sobre Portugal por 3 sets a 1 (25/20, 20/25, 25/21 e 15/8).

Campeão olímpico em Atenas, em 2004, Serginho disputou as finais de Pequim/08 e Londres/12, quando ficou com a medalha de prata, e conquistou novamente o ouro há duas semanas, no Rio2016. E se ele achava que toda a emoção desse momento de despedidas havia se encerrado na final olímpica, hoje o líbero da seleção brasileira reviveu mais um dia inesquecível com a realização do último jogo e as homenagens recebidas.


“São anos dedicados a seleção e estou feliz demais por tudo que aconteceu na minha vida. Eu só tenho gratidão ao voleibol. Muitas pessoas têm uma história linda nesse esporte e eu fui contemplado para ser uma delas. Estou muito feliz por ter feito história junto com esses meninos, com toda a comissão técnica e é uma felicidade enorme”, disse Serginho, prestes a completar 41 anos.

Realizado profissional e pessoalmente, o líbero recordou o início de sua trajetória, quando foi do Paraná para São Paulo com apenas nove meses.

“Tem que aparecer novos ídolos. O Brasil precisa de espelhos e todos têm que lembrar que nunca pode desistir dos sonhos. Através de uma bola, eu mudei a minha vida e a da minha família. Toda história tem que se encerrar. Agora temos que bater palmas para esses meninos que estão aí. Essa é uma geração que vou carregar no meu coração, assim como todas as outras com quem joguei”, afirmou o jogador.

Comandante de tudo isso, o técnico Bernardinho fez questão de enaltecer a importância do dia de hoje para todos os envolvidos no Desafio de Ouro.

“A última partida do Serginho pela seleção também é um momento muito significativo. Esse jogo teve um simbolismo forte. Os próprios portugueses que certamente cresceram vendo o Serginho em quadra falaram que para eles foi um momento único poder ter participado disso”, comentou Bernardinho.

O maior líbero de todos os tempos encerrou a carreira na seleção brasileira, mas segue no vôlei atuando pelo seu time, Sesi-SP. Serginho já se apresenta ao clube nesta segunda-feira (05.09), quando segue na rotina de trabalho e dedicação ao esporte.

Histórico

Serginho foi campeão olímpico com a seleção brasileira em 2004 e conquistou a medalha de prata nos Jogos de Pequim, em 2008. O líbero brasileiro é bicampeão mundial (2002 e 2006) e octacampeão da Liga Mundial (2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009 e 2010). Com a camisa verde-amarela, Sérgio também venceu a Copa do Mundo (2003), a Copa dos Campeões (2005 e 2009), os Jogos Pan-Americanos (2007) e o Campeonato Sul-Americano (2001, 2003, 2005 e 2007, 2011, 2015).

Também foi vice-campeão na Liga Mundial e campeão no Sul-Americano, em 2011. Em 2012, integrou a seleção que ficou com a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres. Logo após a final, anunciou a aposentadoria da seleção brasileira e retornou na temporada 2015. Neste ano, esteve com a seleção na disputa da Liga Mundial, quando ajudou o Brasil a conquistar a medalha de prata e na campanha do ouro olímpico nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.


Fonte: CBV
Foto:Wander Roberto/Inovafoto/CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...