quinta-feira, 1 de setembro de 2016

CAMPEONATO PAULISTA FEMININO DE VÔLEI 2016: Vôlei Nestlé e Renata Valinhos/Country se enfrentam nesta sexta

Vôlei Nestlé e Renata Valinhos/Country se enfrentam nesta sexta pelo Paulista feminino
Em duelo pelo Paulista, Vôlei Nestlé espera rival animado com vaga na Superliga

O time de Osasco visita o Renata Valinhos/Country, nesta sexta-feira (2), às 19h, pela segunda rodada da competição. O adversário está empolgado por disputar a elite do principal campeonato nacional

Osasco (SP) - Osasco (SP) - Após vitória diante do São Bernardo Vôlei na estreia, o Vôlei Nestlé encara o Renata Valinhos/Country, fora de casa, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O confronto será realizado no ginásio Pedro Ezequiel, nesta sexta-feira (2), às 19h, e marca o segundo encontro entre os clubes na história da competição estadual. Na edição de 2015, o time de Osasco estreou diante do adversário e ganhou por 3 sets a 0, sendo as três parciais com diferença mínima: 25/23, 25/23 e 26/24. Luizomar e suas comandadas esperam um rival ainda mais motivado por ter herdado a vaga na elite da Superliga após desistência de Araraquara. 

Do elenco atual há apenas duas remanescentes daquela partida. Gabi, uma delas, lembra das dificuldades que o Vôlei Nestlé enfrentou e sabe que novamente não será fácil conquistar os três pontos. "Assim como a nossa equipe, elas também fizeram apenas um jogo no Paulista. No ano passado surpreenderam no confronto realizado em Valinhos pelo Paulista. Me recordo que na ocasião foi bem difícil vencê-las e acredito que novamente não vamos encontrar nenhuma facilidade. Elas virão agressivas e precisamos estar preparadas para fazer uma boa atuação e conquistar a vitória", afirma a ponteira. Além de Gabi, a central Saraelen foi a outra atleta que esteve em quadra naquele embate. 

Para Bia, o período de preparação e os treinos específicos em relação ao adversário podem fazer a diferença. "Valinhos conta com jogadoras jovens e que sempre tem uma vontade a mais para superar um rival como o Vôlei Nestlé. As meninas que estavam aqui na temporada passada falaram que os confrontos contra Valinhos foram difíceis. E será ainda mais por ser na casa delas, com uma torcida que apoia bastante. Podemos esperar um jogo duro, mas estamos bem preparadas. Depois da vitória contra São Bernardo tivemos uma semana de treinos e um bom período com foco especificamente na equipe delas. Vamos com o intuito de vencer", destaca a central.

Além de comentar sobre a partida, o técnico Luizomar faz observações mais amplas e que extrapolam a disputa em quadra. "É um projeto que conheço bem porque vi nascer e acompanhei de perto sua evolução. Fiquei muito feliz quando soube que foram convidados para participar da Superliga. Essa é uma boa notícia para o vôlei brasileiro e paulista. Já trabalhei em Jundiaí, cidade vizinha, e sei o quanto aquela região gosta da modalidade, principalmente, do feminino. Essa novidade positiva faz com que se torne um adversário perigoso, pois certamente adquiriram uma grande injeção de ânimo. Estamos focados e trabalhamos forte para fazer uma boa partida diante de um rival que tem duas centrais altas (Carla e Karina) e um treinador jovem (André Rosendo) que coloca sua equipe para atuar de forma ousada. Estudamos bastante e estamos tomando todas as precauções para não sermos surpreendidos", analisa o treinador. 

Vôlei Nestlé e Renata Valinhos/Country se enfrentaram três vezes na temporada passada. O time de Osasco saiu vitorioso em todas as ocasiões. Foi um confronto pelo Paulista e outros dois pela Superliga 2015/16. No primeiro turno da competição nacional o duelo foi realizado em Valinhos e as visitantes marcaram 3 sets a 0: 25/23, 25/15 e 25/14. No returno, no José Liberatti, mais uma vitória em sets diretos: 25/14, 25/15 e 25/13. 

Nutrindo os Sonhos dos Jovens - De olho no futuro e na nova geração do vôlei brasileiro, o Vôlei Nestlé reforçou o DNA de seu projeto ao firmar parceria com o Programa Global "Nutrindo os Sonhos dos Jovens", lançado pela Nestlé na Europa em 2013 e que chegou ao Brasil no final de 2015. O time para a temporada 2016/17 apresenta uma mescla de atletas experientes com jovens que buscam espaço em um clube tradicional como Osasco. Jogadoras vitoriosas e consagradas como Carol Albuquerque, Dani Lins, Tandara e Camila Brait serão as mentoras das novatas. O programa está voltado para a capacitação de jovens para qualificá-los profissionalmente.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...