segunda-feira, 15 de agosto de 2016

COPA SÃO PAULO DE VÔLEI MASCULINO 2016: Sesi-Sp Conquista quinto título da Copa São Paulo de Vôlei Masculino

Sesi-Sp Conquista quinto título da Copa São Paulo de Vôlei Masculino
Sesi-SP campeão pela quinta vez da Copa São Paulo de vôlei masculino

Após duas edições batendo na trave, o time masculino de vôlei do Sesi-SP voltou, na noite desta segunda-feira (15/8), a conquistar o título da Copa São Paulo. Em partida disputada fora de casa, com a torcida rival atuante, os meninos da Vila Leopoldina venceram o Vôlei Taubaté por 3 sets a 1 (25/17, 25/20, 22/25 e 25/23) na final e pela quinta vez levantaram o troféu do torneio.

Campeão da última temporada, o time do Vale do Paraíba entrou em quadra forte e determinado a permanecer com o título, mas não intimidou os comandados do técnico Marcos Pacheco. Muito disputado, o jogo começou nervoso, com erros para os dois lados, mas o Sesi-SP soube lidar melhor e abriu 2 a 0. Na sequência, com o apoio da torcida, o Taubaté começou a crescer na partida e fez uma terceira parcial mais forte, mas não foi o suficiente para parar o time da Vila Leopoldina.

Para o central Sidão, a vitória serve não só para dar um gás no início de temporada do time, mas também para o seu crescimento pessoal. “Eu estou muito feliz. A gente teve altos e baixos durante o jogo, mas em nenhum momento deixamos de lutar. O grupo precisa disso, esse é o caminho para conquistar cada vez mais. Temos que manter essa demonstração de força e dedicação. Eu tenho falado muito sobre querer ganhar tudo nessa temporada e dar o meu melhor, isso é um objetivo meu, mas não deixo de repassar isso para o time. Sei que ainda não estou no meu 100%, mas estou muito feliz com a vitória e o título de hoje”, comentou Sidão, autor de 15 pontos.

O Sesi-SP entrou em quadra com o levantador Rafinha, os ponteiros Fábio Capalbo e Gabriel Vaccari, os centrais Sidão e Aracaju, o oposto Theo e o líbero Pureza. Entraram Leitzke, Alan Patrick e Murilo. O Taubaté foi para o jogo com Rapha, Japa, Vinicius, Otávio, Nicolas, Renan e o líbero Mário Jr. Entraram Lucas Lóh, Kaio e Gelinski.

O jogo

Como já era esperado o jogo começou acirrado. Os donos da casa abriram o marcador após um ataque em cima do levantador Rafinha, do Sesi-SP. Na sequência foi a vez do oposto Theo devolver o ponto e seguir para o saque. Igualando o marcador em 3 a 3 com um ace, o oposto fez uma passagem de quatro bons saques e ajudou a equipe a abrir uma vantagem de três pontos (6/3) após bloqueio do central Sidão. Bem entrosados e concentrados nas ações do lado adversário, os meninos da capital paulista chegaram com tranquilidade na segunda parada técnica (16/10) e com a distribuição de bolas entre o ponteiro Vaccari, Theo e Sidão, logo garantiram a primeira parcial com 25/17.

Mantendo a regularidade e diminuindo ainda mais os erros, o Sesi-SP voltou para o segundo set ainda mais forte. Sem muitas aberturas para o ataque da equipe de Taubaté e com Sidão fechando o bloqueio, o time logo chegou à primeira parada técnica da segunda parcial (8/2). O Taubaté até esboçou uma reação, com Rapha acertando uma bola de segunda e o ponteiro Japa atacando pelas laterais e explorando o bloqueio do Sesi-SP, mas não foi o suficiente para segurar os comandados de Pacheco, que com uma vantagem de oito pontos (16/8) se mantiveram a frente no marcador. Com a equipe do Vale do Paraíba diminuindo a vantagem para apenas quatro pontos (23/19), Pacheco chamou para o jogo o ponteiro Murilo, que já entrou recebendo saque de Japa. Dando conta do serviço, o time segurou a reação dos adversários, e o central Aracaju fechou o set (25/20) após um ace bem colocado.

Mais equilibrado, o terceiro set começou com os donos da casa trabalhando cuidadosamente cada bola sem deixar o Sesi-SP abrir vantagem. Mesmo sofrendo um pouco mais com a pressão vinda do outro lado da quadra e da torcida de Taubaté, a equipe da capital paulista, explorando o bloqueio adversário, saiu na frente na primeira parada técnica (8/7). Na volta, Rapha, distribuindo melhor as bolas entre seus atacantes e ajudando a anular o ataque do Sesi-SP, colocou o Taubaté na frente com dois pontos de vantagem (11/9), forçando o técnico Marcos Pacheco a pedir tempo. Contando mais uma vez com a presença do capitão Murilo em quadra e com um ponto a mais após cartão vermelho para os donos da casa por reclamação, o time da Vila voltou a encostar no placar (21/19), mas não foi o suficiente para segurar o Taubaté, que fechou o set em 25/22.

Com um time querendo encerrar a partida e ficar com o título e o outro querendo levar a decisão para o tie break, o quarto set, assim como o anterior, começou apertado. Marcado pelos sacadores do Taubaté, o ponteiro Fábio Capalbo foi o alvo. Mesmo recebendo uma enxurrada de saques, o jovem jogador não se intimidou e, atacando forte pela lateral após uma boa recepção, colocou o Sesi-SP na frente na primeira parcial técnica (8/6). Aproveitando alguns erros de ataque cometidos pelos paulistas, o time do Vale do Paraíba voltou a encostar no marcador, deixando tudo igual em 15/15. Sem se deixar abater pelo crescimento do adversário, os comandados de Pacheco seguraram o ritmo e o nervosismo e fecharam o placar em 25/23 e ficaram com o título

Fonte: Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp
Foto: Everton Amaro/Fiesp
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...