domingo, 31 de julho de 2016

COPA SÃO PAULO DE VÔLEI FEMININO 2016: Concilig Vôlei Bauru vence SESI-SP e enfrentará Vôlei Nestlé na final

Concilig Vôlei Bauru vence SESI-SP e enfrentará Vôlei Nestlé na final da Copa São Paulo

Foi difícil, com muita emoção no início, mas o Concilig Vôlei Bauru mostrou grande poder de reação e venceu o SESI-SP fora de casa, com uma bela virada, por 3 sets a 1, parciais de 25x18, 22x25, 9x25 e 12x25, em 1h43 de partida, disputada na tarde/noite deste sábado, em Santo André. Com esse resultado, a equipe bauruense chega pela primeira vez à decisão da competição e terá como adversário o Vôlei Nestlé/Osasco, que ontem derrotou o São Cristóvão Saúde/São Caetano, em casa, pelo mesmo placar (23x25, 25x20, 25x22 e 25x17). A final está marcada para a próxima quarta-feira, dia 3, em Osasco.

As principais pontuadoras do Concilig Vôlei Bauru na partida foram a ponteira Thaisinha, com 16 pontos, a oposta Bruna Honório, com 14, e a central Valquiria, que anotou 10 pontos.

A oposta Bruna Honório, que entrou no segundo set e teve participação decisiva na vitória, destacou a força do grupo bauruense. “Nós sentimos a falta de ritmo de jogo no primeiro set, mas depois a equipe entrosou, todas ajudaram muito, e conseguimos conduzir o jogo como gostaríamos. Isso é normal em início de temporada, mas agora vamos com tudo para essa final.”

“Nós conversamos muito na virada do primeiro para o segundo set e mostramos para elas que estava faltando alegria, que estávamos presos dentro de quadra, e acertamos isso nessa conversa. Queríamos muito essa final, trabalhamos muito para isso, e graças a Deus estamos nela. Agora vamos trabalhar mais ainda para surpreender Osasco e trazer esse título para Bauru”, afirmou o técnico Fabiano Kwiek, em entrevista ao microfone da rádio Auri-Verde e web rádio Jornada Esportiva, que transmitiram a partida.

O Concilig Vôlei Bauru começou a partida com a levantadora Juma, as centrais Valquiria e Angélica, as ponteiras Thaisinha e Dayse, Mari Cassemiro como oposta e a líbero Arlene. Entraram também a levantadora Letícia, a líbero Dani Terra e a oposta Bruna Honório. O SESI-SP iniciou com a levantadora Giovanna, as centrais Jú Melo e Mari, as ponteiras Gabriela e Jú Souza, a oposta Isabela. Também jogaram a levantadora Thais, a ponteira Cassia, a central Maiara e as opostas Jéssica e Luísa.

O JOGO

O Concilig Vôlei Bauru começou a partida errando muito nos contra-ataques e deu a chance das donas da casa chegarem ao tempo técnico com 4 de frente (8x4). Após a pausa, foi o SESI-SP que voltou errando demais e o Concilig se aproveitou para encostar no placar (8x7). Apesar da recuperação, Bauru se manteve inconstante e as donas da casa abriram novamente (13x9), forçando o técnico Fabiano Kwiek parar a partida. A conversa não surtiu o efeito desejado e o SESI chegou ao segundo tempo técnico com 16x10 no marcador. Bauru esboçou nova reação após a parada, mas o set foi fechado facilmente pelo SESI-SP em 25x18, em 28 minutos.

O Concilig voltou para o segundo set com a oposta Bruna Honório desde o início e chegou a abrir 1x4 no placar. Bauru voltou a errar e o SESI-SP empatou (4x4). Equilíbrio mantido até a primeira parada obrigatória, que teve a virada da equipe da casa (8x7). Concilig voltou melhor após a conversa com o treinador e, com o saque funcionando bem, abriu boa vantagem no segundo tempo técnico (11x16). Bauru seguiu melhor e abriu ainda mais (11x19), mas o SESI-SP reagiu e marcou três pontos seguidos (14x19). Melhor em quadra, as donas da casa encostaram e diminuíram a diferença pra um ponto (21x22). Apesar do susto, Bauru fechou o período em 22x25, em 31 minutos.

Bauru começou o terceiro set com a levantadora Juma sacando muito bem e quebrando o passe do SESI-SP. O placar chegou ao tempo técnico em 1x8 para as visitantes, que tiveram como maior vantagem 9 pontos (1x10). O SESI-SP melhorou em quadra, mas não segurou o embalo bauruense, que chegou ao segundo tempo técnico com 5x16 no marcador. Sobrando em quadra, o Concilig fechou o período em 9x25, em 21 minutos.

Assim como no set anterior, o Concilig começou o quarto período com o saque funcionando muito bem e chegando ao tempo técnico com boa vantagem (3x8). Bauru manteve o bom ritmo e se aproveitou dos erros do SESI-SP para ampliar a vantagem na segunda parada obrigatória (8x16). As donas da casa reagiram, marcaram 3 pontos seguidos, e o técnico Fabiano Kwiek pediu tempo com o placar em 11x16. O papo fez bem às bauruenses, que voltaram para o jogo e fecharam o set em 12x25, em 23 minutos, e o jogo em 3x1.

Fonte: Assessoria Vôlei Bauru
Foto: Helcio Nagamine/Fiesp
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...