sexta-feira, 24 de junho de 2016

LIGA MUNDIAL 2016:Brasil vence o Irã e se reabilita na Liga Mundial

Brasil vence o Irã e se reabilita na Liga Mundial

Brasil e Irã se enfrentaram pela segunda vez nesta edição da Liga Mundial e, assim como no primeiro encontro, o time verde e amarelo saiu vitorioso. Nesta sexta-feira (24.06), no ginásio Aleksandar Nikolic, em Belgrado, na Sérvia, a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho venceu por 3 sets a 1 (25/18, 24/26, 25/16 e 25/17), em 1h54 de partida.

Com o resultado, o Brasil soma quatro vitórias – diante de Irã, Argentina e Estados Unidos, na primeira semana, em casa, e novamente sobre o Irã – e um resultado negativo, contra a Sérvia. A seleção brasileira já volta a jogar neste sábado (25.06), às 11h (Horário de Brasília), contra a Bulgária, com transmissão do SporTV. Esta será a última partida da segunda semana.

Nesta tarde, o oposto Wallace saiu de quadra como maior pontuador da partida, com 17 acertos, pontuando em todos os fundamentos (13 de ataque, três de bloqueio de um de saque). Mas, com uma distribuição homogênea do levantador Bruninho, vários jogadores se destacaram na pontuação.

O ponteiro Maurício Borges, que começou a partida como titular, foi o segundo maior pontuador, com 16 anotados (15 de ataque e um de saque). O ponteiro Lucarelli ainda marcou 15 vezes e o central Isac, 13.

Satisfeito com o desempenho pessoal, Maurício Borges elogiou toda a equipe. “Ontem, não tivemos o resultado que gostaríamos, contra a Sérvia, mas, hoje, consegui entrar e ajudar a equipe, passando uma energia boa para eles. O grupo todo jogou bem hoje e foi muito importante conseguir essa vitória”, disse o ponteiro.

Lucarelli foi um dos destaques do Brasil, especialmente no saque, fundamento em que marcou quatro pontos. “Hoje foi uma vitória para dar confiança para a nossa equipe novamente. Vínhamos de três jogos bons no Brasil e ontem sofremos uma derrota em um jogo pesado, difícil. Por isso, além da importância dos três pontos, conseguir esse resultado de hoje foi bom para voltar a nossa confiança total”, comentou Lucarelli.

O ponteiro da seleção brasileira ressaltou o valor do resultado positivo, mas cobra um crescimento do seu time. “Sabemos que temos que evoluir em alguns pontos, como na sequência de saque, temos que pressionar mais o adversário e melhorar um pouco mais o nosso bloqueio, mas nada pode tirar a alegria de uma vitória”, concluiu Lucarelli.

O Brasil é o maior vencedor da Liga Mundial, com nove títulos (1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009 e 2010) e entra nesta 27ª edição da Liga Mundial na busca pelo décimo. Além disso, a seleção brasileira é recordista de pódios da competição: subiu em 19 das 26 edições, tendo nove medalhas de ouro, cinco de prata e quatro de bronze.

O JOGO

O Irã logo abriu 2/0, mas o Brasil buscou e, no bloqueio de Wallace, assumiu o comando do placar (3/2). No erro do adversário, o time brasileiro colocou dois de vantagem em 6/4. A diferença aumentou em 9/6. Com dois pontos de saque seguidos de Lucarelli, o Brasil fez 12/8. Em mais um ace do ponteiro, 14/8. Lucão, pela saída de rede, pontuou e a seleção brasileira chegou a 18/13. Com Isac, o placar foi a 20/15. Lucarelli conseguiu mais dois aces e o Brasil fez 22/15. No bloqueio simples de Wallace, 24/16. E o time verde e amarelo fechou em 25/18.

Assim como o primeiro, o segundo set também teve um início equilibrado, com as equipes empatadas em 3/3. O Irã assumiu o placar e abriu dois pontos em 8/6. Os iranianos seguiram com bom ritmo no ataque e chegaram a 11/8. No ace de Lucão, o Brasil encostou em 12/11. No segundo tempo técnico, o Irã abriu três (16/13). Quando o adversário fez 17/13 no bloqueio, Bernardinho pediu tempo. Com ponto de saque, o Irã chegou a 20/15. A seleção brasileira, então, em boa passagem de Maurício Souza pelo saque, reduziu a desvantagem para 21/18. No bloqueio de Evandro, 21/19 e, ainda com Maurício no saque, 21/20. Com Maurício Borges, o Brasil empatou (23/23). No bloqueio, o Irã fechou em 26/24.

O oposto Wallace abriu o placar para o Brasil no terceiro set. O Irã fez 2/2 e, no bloqueio de Isac, a seleção brasileira passou a frente (3/2). Com Lucarelli, 6/4. Wallace explorou o bloqueio adversário e o time verde e amarelo chegou a três de vantagem: 8/5. O Irã reagiu e deixou tudo igual em 9/9. O Brasil voltou a pontuar e fez 12/10. Na sequência, aumentou a vantagem para 16/12. No bloqueio de Lucão, 17/12. O marcador ainda chegou a 20/14. Quando a equipe brasileira chegou a 22/16, o Irã pediu tempo. No bloqueio de Isac, o Brasil fechou em 25/16.

Bem no início do quarto set, o Brasil abriu 3/0 em boa passagem de Bruninho pelo saque. Na sequência, a equipe verde e amarela abriu 5/1 e os iranianos pararam o jogo. Com Maurício Borges pontuando bem, a seleção fez 10/3. No ace de Wallace, 11/3. Com Lucarelli, o time brasileiro marcou 15/8. Maurício Borges levou o Brasil a fazer 18/11. Neste momento, o Irã pediu tempo. No ace de Maurício, 20/12. No erro de saque do adversário, 24/16 para o Brasil, que fechou em 25/17.

EQUIPES

BRASIL – Bruninho, Wallace, Lucão, Isac, Lucarelli e Maurício Borges. Líbero – Tiago Brendle
Entraram – Evandro, Wallace, Maurício Souza
Técnico: Bernardinho

IRÃ – Shahram, Ebadipour, Marouf, Seyed, Gholami e Mana. Líbero - Marandi
Entraram – A. Mobasheri, A. Behbodi, Mobasheri, Zarini
Técnico: Raul Lozano

Fonte: CBV
Foto: Divulgação FIVB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...