quinta-feira, 23 de junho de 2016

LIGA MUNDIAL 2016: Contando com apoio da torcida, Sérvia vence Brasil de virada

Contando com apoio da torcida, Sérvia vence Brasil de virada pela Liga Mundial 2016
Lance de jogo de Brasil x Sérvia, nesta quinta-feira, em Belgrado

O confronto dos únicos invictos no Grupo 1 da Liga Mundial prometia bastante disputa. E assim aconteceu nesta quinta-feira (23.06), no ginásio Aleksandar Nikolic, em Belgrado, onde Brasil e Sérvia se enfrentaram na abertura da segunda semana da competição. No final, melhor para a seleção da casa, que contou com o apoio de oito mil torcedores, e, em uma noite inspirada no saque, venceu por 3 sets a 1, de virada (19/25, 25/15, 25/21 e 25/22).

O Brasil, agora, soma três vitórias – diante de Irã, Argentina e Estados Unidos, na primeira semana, em casa – e um resultado negativo. A Sérvia havia vencido Rússia, Bulgária e Polônia nos primeiros jogos, jogando na Rússia, por 3 sets a 0.

A seleção brasileira já volta à quadra nesta sexta-feira (24.06) para buscar a reação no segundo jogo desta fase. A equipe dirigida pelo técnico Bernardinho enfrentará o Irã às 11h (Horário de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV. As duas seleções já se enfrentaram na primeira semana da Liga Mundial, quando o Brasil venceu por 3 sets a 0. 

Nesta quinta, o sérvio Lisinac e o ponteiro Lucarelli, do Brasil, foram os maiores pontuadores da equipe brasileira, com 18 acertos cada um. Lisinac foi um dos destaques da seleção da casa, que marcou incríveis 20 pontos de saque na partida. O jogador foi responsável por sete deles – além de 10 de ataque e um de bloqueio.

Após a partida, o capitão do Brasil, Bruninho, destacou o bom desempenho dos adversários. “A Sérvia mereceu ganhar e isso nao se discute. Essa é a verdade. Mérito deles pois sacaram muito bem. Que sirva de aprendizado. Tivemos algumas oportunidades de contra-ataque e nao soubemos aproveitar. Parabens pra eles”, comentou Bruninho.

O técnico da seleção brasileira, Bernardinho, também fez questao de ressaltar o mérito dos donos da casa na noite de hoje. “A Sérvia lidou muito bem com a pressão. Além disso, eles sacaram bem e mereceram a vitória”, conluiu Bernardinho.

O Brasil é o maior vencedor da Liga Mundial, com nove títulos (1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009 e 2010) e entra nesta 27ª edição da Liga Mundial na busca pelo décimo. Além disso, a seleção brasileira é recordista de pódios da competição: subiu em 19 das 26 edições, tendo nove medalhas de ouro, cinco de prata e quatro de bronze.

O JOGO

A partida começou com o equilíbrio esperado, com as duas equipes empatando em 2/2. Depois de uma bola bastante disputada, Wallace pontuou e fez 3/2. O Brasil conseguiu abrir três de vantagem em 8/5. Na volta do tempo técnico, a equipe brasileira voltou a pontuar e, com Lipe e Lucão, chegou a 10/5. A Sérvia pediu tempo. No ace de Lipe, 13/7. O jogo voltou a ser mais equilibrado em 19/15. Com Maurício Souza, a seleção brasileira fez 22/16 e voltou a abrir vantagem. E, com Wallace, o Brasil fechou em 25/19.

A Sérvia saiu na frente no segundo set. Com grande saque de Nikic, a equipe da casa fez 4/2. A seleção brasileira chegou ao empate em 5/5. Bem no saque, os sérvios ainda chegaram a 11/7. Neste momento, Bernardinho pediu tempo. A Sérvia manteve o bom ritmo, principalmente no saque, e, contando com erros do Brasil, fez 16/9. Quando os adversários chegaram a 18/10, Bernardinho parou o jogo novamente. Com uma boa diferença no placar a favor (21/13), os sérvios administraram a vantagem e fecharam, com mais um ponto de saque, em 25/15.

Wallace abriu o terceiro set a favor do Brasil. Os sérvios empataram em 3/3 e, com bom saque, passaram a frente em 4/3. O marcador ficou igual novamente em 6/6. A equipe da casa ainda fez 8/6. Embalados pela torcida, que encheu o ginásio, os sérvios chegou a 10/7. Com dois bloqueios seguidos, a Sérvia abriu cinco pontos (13/8). O Brasil reduziu a desvantagem para 14/11. No ace de Podrascanin, a Sérvia fez 17/12. A diferença foi para seis pontos (18/12). Com 19/14, o Brasil fez a inversão com William e Evandro. Ainda muito bem no saque, o time da casa marcou 21/14. A seleção brasileira reagiu e, quando fez 21/17, a Sérvia pediu tempo. Em boa passagem de Lipe no saque, o placar foi a 21/19. Mas, a equipe da casa voltou a pontuar no saque e fez 23/19. No final, 25/21.

A Sérvia saiu na frente na quarta parcial e, com forte ataque de Éder, o Brasil passou a frente em 3/2. Os donos da casa voltaram a assumir o comando do marcador e abriram três em 8/5. Contando com erros do Brasil, os sérvios ainda fizeram 10/6 com ponto de bloqueio. Com mais um ace, 12/7, e com ponto no mesmo fundamento, 14/8 para a Sérvia. O Brasil buscou e, no contra-ataque, fez 15/11. Os donos da casa voltaram a pontuar bem (18/13) e então foi a vez da seleção brasileira reagir (18/15). Com Evandro bem no ataque, o placar ainda equilibrou mais em 18/16, e o Brasil empatou em 18/18. No ace de Lucarelli, 19/18. Com bloqueio de Maurício Souza, 20/18, e também com ele, no saque, 22/19. Novamente com bom aproveitamento no saque, principalmente com Lisinac, a Sérvia empatou em 22/22, virou e fechou em 25/22.

EQUIPES

BRASIL – Bruninho, Wallace, Lucão, Maurício Souza, Lucarelli e Lipe. Líbero – Serginho
Entraram – William, Evandro, Éder, Maurício Borges
Técnico: Bernardinho

SÉRVIA – Ivovic, Jovovic, Nikic, Atanasijevic, Podrascanin e Lisinac. Líbero - Najstorovic
Entraram – 
Técnico: Nikola Grbic

Jogos do Brasil na Liga Mundial

Rio de Janeiro (Brasil)

16.06 (quinta-feira) – Brasil 3 x 0 Irã (25/19, 25/16 e 28/26)
17.06 (sexta-feira) – Brasil 3 x 0 Argentina (25/21, 25/13 e 26/24)
18.06 (sábado) – Brasil 3 x 1 Estados Unidos (25/19, 25/15, 22/25 e 25/22)

Belgrado (Sérvia)

23.06 (quinta-feira) – Brasil 1 x 3 Sérvia (25/19, 15/25, 21/25 e 22/25)
24.06 (sexta-feira) – Brasil x Irã
25.06 (sábado) – Brasil x Bulgária

Fonte: CBV

Foto: Divulgação/FIVB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...