terça-feira, 3 de maio de 2016

RIO 2016: A bicampeã olímpica Fabiana Claudino foi a primeira condutora da tocha olímpica em solo brasileiro


A bicampeã olímpica Fabiana Claudino foi a primeira condutora da tocha olímpica em solo brasileiro

A emoção vivida pela capitã da seleção brasileira feminina de vôlei, Fabiana, na manhã desta terça-feira (03.05), em Brasília (DF), não será esquecida. A central foi a primeira condutora da tocha olímpica, que chegou hoje ao Brasil. A partir de agora, a chama passa por 300 cidades das cinco regiões do Brasil, durante 95 dias, até chegar ao estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), no dia 5 de agosto, quando vai acontecer a abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Após passar por essa experiência tão marcante na carreira, Fabiana declarou não saber expressar exatamente o que sentiu durante a condução da tocha olímpica. “Não tenho palavras suficientes para descrever o quanto essa experiência me marcou. É um misto de felicidade, honra e orgulho.Ser a primeira a conduzir o maior símbolo dos Jogos Olímpicos vai ser uma memória eternizada no meu coração”, afirmou Fabiana.

No dia em que a contagem regressiva para o início dos Jogos aponta 94 dias para o maior evento esportivo do planeta, a bicampeã olímpica deu uma pequena pausa nos treinamentos no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), para ser condutora da tocha. Considerada uma das melhores centrais do mundo, Fabiana detalhou melhor como foi viver este momento. 

“Estou muito emocionada, grata e feliz por ter tido essa oportunidade. Ver as pessoas aplaudindo, emocionadas, algumas delas, inclusive, chorando, mexeu muito comigo. Sempre fui movida por grandes emoções. Foi realmente um dia inesquecível”, complementou a central da seleção brasileira, que passou a tocha para o primeiro pesquisador brasileiro e da América Latina a receber a Medalha Fields, considerada o Nobel da Matemática, o carioca Artur Ávila Cordeiro de Melo.

Outra bicampeã olímpica participou do revezamento da tocha olímpica neste primeiro dia em solo brasileiro. A ponteira Paula Pequeno recebeu a chama das mãos do surfista Gabriel Medina e passou para o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima.

Foto: Divulgação
Fonte: CBVora da tocha olímpica no Brasi
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...