terça-feira, 31 de maio de 2016

MERCADO DA BOLA: Dentil/Praia Clube anuncia a contratação da bicampeã olímpica Fabiana

Dentil/Praia Clube anuncia a contratação da bicampeã olímpica Fabiana

O Dentil/Praia Clube, vice-campeão da Superliga 2015/16, continua se reforçando para a temporada 2016/17, após renovar com a levantadora Claudinha, Natasha, Tássia, Ednéia, Michelle, Malu, Walewska, Ju Carrijo e com a norte-americana Alix Klineman e contratar Ellen Braga e Carlos Santos, a equipe praiana anunciou hoje a contratação da central bicampeã olímpica, Fabiana Marcelino Claudino, de 31 anos. A central chega ao Clube para formar um dos melhores times de voleibol feminino dos últimos anos. No currículo, inúmeras conquistas tanto pela Seleção quanto pelos times que defendeu. Fabizona, como é conhecida no meio da modalidade, coleciona títulos e premiações individuais de primeiríssima grandeza.

Início da trajetória

Natural de Santa Luzia (MG), Fabiana começou a jogar vôlei no Minas Tênis Clube, de Belo Horizonte. Passou apenas cinco meses na escolinha do clube antes de começar a competir pelo time infantil. Em 2001, foi promovida pelo Minas ao time adulto, sendo campeã da Superliga 2001/2002, com apenas 16 anos.

Em 2003, foi para o Rexona-Ades (RJ), pelo qual conseguiu a maioria dos títulos, como o tetracampeonato da Superliga Feminina de Vôlei. Em 2010, ela atuou pelo Vôlei Futuro (SP). Após passagem pela agremiação de Araçatuba, assinou com o Fenerbahçe, da Turquia, à época comandado pelo técnico da Seleção José Roberto Guimarães.

Seleção Brasileira

Nas categorias de base, Fabiana foi vice-campeã do Mundial Sub-18 em 2001, na Croácia, no qual foi eleita melhor jogadora e melhor bloqueio, e campeã do Mundial Sub-20, no mesmo ano, na República Dominicana.

A estreia no time principal do selecionado verde-e-amarelo ocorreu em 2002 (aos 18 anos), quando a Seleção era treinada pelo técnico Marco Aurélio Motta. À época, Fabiana também jogava pela Seleção Juvenil sendo campeã mundial na Tailândia. Em 2003, disputou os Jogos Pan-americanos de Santo Domingo. Na ocasião, o Brasil foi representado por uma equipe juvenil.

Após os Jogos Olímpicos de Atenas, Fabiana ganhou espaço e se tornou titular na Seleção. Após ter ficado de fora do Grand Prix em 2005, a meio de rede conseguiu voltar ainda no mesmo ano para conquistar a Copa dos Campeões.

Em 2006, Fabiana conquistou o bicampeonato do Grand Prix e foi um dos destaques no vice-campeonato Mundial. O ano de 2007 foi de decepções para a Seleção Brasileira, derrota na decisão dos Jogos Pan-americanos ante Cuba, além do amargo quinto lugar no Grand Prix e do vice-campeonato na Copa do Mundo. O único título conquistado foi o Sul-americano, no Chile.

Em 2008, Fabiana faturou o tricampeonato do Grand Prix e sagrou-se campeã Olímpica nos Jogos de Pequim. Além desses dois títulos, conquistou a medalha de ouro na primeira edição do Final Four, em Fortaleza, sendo eleita a melhor bloqueadora do torneio.

Depois de ganhar os Jogos Pan-americanos de 2011, a Seleção teve desempenhos abaixo da média nos outros torneios do ano e da primeira metade de 2012, se classificando para as Olimpíadas de Londres apenas na eliminatória sul-americana. Após um começo com algumas adversidades na primeira fase, a Seleção capitaneada por Fabiana ganhou mais uma medalha de ouro. A capitã, aliás, foi eleita a melhor bloqueadora dos Jogos.

Na temporada 2015/2016, Fabiana foi capitã e líder dentro e fora de quadra do time do SESI-SP, que passou por muitas oscilações. Com o talento que lhe é peculiar, a atleta assinalou 295 pontos ao longo da Superliga, sendo 212 de ataque, 26 de saque e 57 de bloqueio. 

Fonte/foto: Assessoria de Imprensa Praia Clube
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...