quarta-feira, 6 de abril de 2016

SUPERLIGA MASCULINA 2015/16: Em jogo tenso, Vôlei Brasil Kirin vence e garante vaga na final da Superliga

Em jogo tenso, Vôlei Brasil Kirin vence e garante vaga na final da Superliga 

Foi um jogo tenso, carregado de nervosismo, mas o Vôlei Brasil Kirin conseguiu carimbar a vaga inédita na final da Superliga Masculina. Na noite desta terça-feira (05), os comandados do técnico Alexandre Stanzioni derrotaram Funvic/Taubaté, por 3 a 2 (23/25; 25/19; 22/25; 25/20 e 15/13), no Ginásio do Abaeté, no Vale do Paraíba, no terceiro e decisivo jogo da semifinal. O central Maurício Souza foi eleito o melhor em quadra e recebeu o troféu Viva/Vôlei.

Com a classificação inédita, o Vôlei Brasil Kirin disputará a final da Superliga contra o Sada/Cruzeiro, no próximo domingo (10), às 9h40, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília.

“Foi um jogo digno de semifinal de Superliga, com emoção até o final. Conseguimos manter o equilíbrio quando fomos exigidos, especialmente no tiebreak, e conquistamos a vaga. Todos estão de parabéns, não só pelo que fizeram aqui, mas também em toda temporada”, comentou o treinador Alexandre Stanzioni.

O JOGO – O Vôlei Brasil Kirin mostrou disposição e perseguiu o adversário durante toda parcial. Após ir para a parada técnica atrás (8 a 5), o time campineiro encaixou bons contra-ataques e conseguiu o empate (12 a 12). Os donos da casa tentavam puxar o placar, mas o paredão apareceu com Maurício e Luizinho e manteve os visitantes com chances de largar na frente. Na reta final, Vini anotou ace e diminuiu a diferença para apenas um ponto (24 a 23). O camisa 11 foi para o serviço novamente, errou por pouco e Taubaté levou o primeiro set: 25 a 23.

O paredão campineiro começou com tudo o segundo set. Com três bloqueios seguidos, o fundamento deu a vantagem ao Vôlei Brasil Kirin na primeira parada técnica (8 a 3). Em boa passagem de Luizinho pelo saque, o time campineiro se aproveitou da grande quantidade de erros do adversário e aumentou ainda mais a diferença (16 a 9). Os visitantes mantiveram a precisão na virada de bola e empataram a partida após erro de saque de Taubaté: 25 a 19.

O Vôlei Brasil Kirin tentou manter o embalo na terceira parcial, mas encontrou dificuldades e foi para a primeira parada atrás (8 a 5). Os campineiros não se intimidaram com a desvantagem e foi buscar o empate depois de boa passagem de Ygor Ceará pelo saque (17 a 17). Apesar do bom momento dos visitantes, Taubaté se recuperou e voltou a ficar na frente após fazer 25 a 22.

O quarto set foi carregado de tensão. Precisando vencer, o Vôlei Brasil Kirin manteve a cabeça no lugar em meio ao equilíbrio da parcial e conseguiu ir para as duas paradas técnicas na frente (8 a 7 e 16 a 15). Vini conseguiu dois bloqueios praticamente seguidos e deu a vantagem para os campineiros (20 a 18). Mais uma vez, o argentino Gonzalez distribuiu bem o jogo e encontrou Vini livre, em jogada pela meio, para fechar o quarto set: 25 a 20.

O Vôlei Brasil Kirin soube controlar os ânimos também no tiebreak. Apesar de ir para a primeira parada técnica atrás (8 a 7), o time campineiro errou pouco e conseguiu a virada em contra-ataque de Vini pelo meio (10 a 9). Depois, foi só manter a cabeça no lugar e comemorar a vitória após erro de Taubaté

Fonte e Foto: Divulgação Vôlei Brasil Kirin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...