domingo, 3 de abril de 2016

SUPERLIGA FEMININA 2015/16: Rexona-Ades vence Dentil/Praia Clube e conquista seu 11º título

Rexona-Ades vence Dentil/Praia Clube e conquista seu 11º título da Superliga

O maior vencedor da história da Superliga feminina de vôlei conquistou mais um título na manhã deste domingo (03.04), no ginásio Nilson Nelson, em Brasília (DF). O Rexona-AdeS (RJ) bateu o Dentil/Praia Clube (MG) por 3 sets a 1 (25/18, 26/28, 28/26 e 28/26), em 2h18 de jogo, e garantiu o 11º título de sua história em uma final inédita, já que o time mineiro chegou a grande decisão pela primeira vez. 

A equipe carioca foi campeã diante de 11 mil pessoas, que lotaram a casa e fizeram uma bonita festa em Brasília. O ginásio, dividido nas cores azul, do Rexona-AdeS, e amarelo, do Dentil/Praia Clube, contou com uma estrutura especial voltada para o público, para os profissionais das TV´s que transmitiram a partida, Globo e SporTV, e para a imprensa que trabalhou no evento.

Com um apoio oferecido pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) à Superliga durante toda a competição, o time dirigido pelo técnico Bernardinho subiu ao lugar mais alto do pódio depois de sofrer apenas duas derrotas nesta edição– uma para Concilig/Vôlei Bauru (SP) na fase classificatória e outra para o Vôlei Nestlé (SP) na semifinal. 

Nesta manhã, o Rexona-AdeS contou com boa atuação da ponteira Natália, eleita, por votação popular, no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), a melhor jogadora da partida. Porém, a jogadora preferiu passar o Troféu VivaVôlei para sua companheira, Monique, já que considerou esta a melhor atleta em quadra. A maior pontuadora da partida final foi a ponteira do Rexona-AdeS, Gabi, com 21 pontos. 

Líder de todo o grupo 11 vezes campeão, o técnico Bernardinho destacou o valor do resultado conquistado neste domingo e elogiou o vice-campeão. “A maturidade do time acabou contando a nosso favor. É o hábito de tantos momentos dessa natureza. Mas, o Dentil/Praia Clube está de parabéns. Além de valorizar a nossa conquista, fez um trabalho incrível. É muito bacana acompanhar isso florescendo dessa maneira”, destacou Bernardinho. 

Pelo lado do Dentil/Praia Clube, a central Walewska comemorou o resultado conquistado pelo clube de Uberlândia também fora de quadra. "O Praia chegou para ficar, esta é a história que deixamos. O time hoje tem uma base e é muito difícil conseguir isso. O time do Rexona-AdeS já tem essa base e se fortalece a cada temporada. Ainda falta um pouco ainda para ganhar do Rio, mas hoje elas viram que a coisa estava difícil e que poderiam perder o jogo. Isso também é importante”, disse a central do time mineiro.


O JOGO

O Dentil/Praia Clube começou melhor a decisão e abriu 3/1. O Rexona-AdeS buscou e deixou tudo igual em 3/3. O time carioca, então, virou o jogo e abriu vantagem em 7/5. A diferença aumentou ainda mais em 12/8 e, neste momento, Picinin pediu tempo. Bem no bloqueio, a equipe de Uberlândia encostou no placar (12/11) e foi a vez de Bernardinho parar o jogo. No bloqueio individual de Gabi, o Rexona-AdeS voltou a abrir: 14/11. O set seguiu favorável ao time do Rio, que colocou cinco de diferença em 18/13 e aumentou ainda mais em 20/14. O Rexona, então seguiu melhor e, no bloqueio, fechou em 25/18.

No início do segundo set, o Rexona-AdeS logo abriu 2/0. Melhor em quadra, a equipe carioca ainda chegou a 5/0. Com ponto de bloqueio de Juciely, o time do Rio fez 7/2. O Dentil/Praia Clube reagiu e, quando reduziu a desvantagem para 7/5, Bernardinho pediu tempo. O time mineiro buscou o placar e deixou tudo igual em 8/8. A parcial seguiu empatada (13/13) e, na sequência, o time de Bernardinho fez 16/13. O Praia Clube encostou em 18/17 e o set ganhou ainda mais emoção. Com Ramirez no bloqueio, o Dentil deixou tudo igual (19/19) e Bernardinho pediu tempo. Depois de uma bola bastante disputada, o Rexona-AdeS pontuou e fez 21/19. O Dentil/Praia Clube buscou o placar e encostou em 23/22 e, no bloqueio, chegou ao ponto de empate (24/24). No bloqueio de Malu, o time mineiro fez 27/26 e a parcial seguiu disputada e, com outro ponto neste fundamento, fechou em 28/26.

Embalado pela vitória no set anterior, o Dentil/Praia Clube abriu boa vantagem em 6/3, quando Bernardinho pediu tempo. A equipe mineira seguiu bem e, com Michelle, fez 8/4. A vantagem da equipe de Uberlândia ainda foi a 11/7. No bloqueio de Ramirez, o Praia ainda fez 14/9. O técnico do Rexona-AdeS mexeu no time, mas o Dentil/Praia Clube seguiu na frente: 16/12. No ace de Ramirez, o time mineiro fez 17/12. Com ponto de bloqueio de Walewska, o placar foi para 19/13 e Bernardinho parou o jogo. O time carioca, então, reagiu e, quando reduziu a vantagem adversária para 20/17, Picinin pediu tempo. As mineiras voltaram com ritmo forte e chegaram a 23/18. O Rexona-AdeS demonstrou poder de reação e, no contra-ataque de Gabi, chegou ao empate em 23/23. O set seguiu extremamente equilibrado (25/25). Com dois bloqueios seguidos de Carol, o Rexona fechou 28/26.

O time do Rio de Janeiro começou o quarto set com ritmo forte, abrindo 6/1. O Dentil/Praia Clube, então, reagiu e, quando aproximou em 6/4. Bernardinho pediu tempo. O Rexona-AdeS voltou a pontuar bem e fez 9/6. O placar ficou apertado, quando a equipe carioca fez 14/13, mas, no bloqueio de Walewska, o Praia assumiu o comando do marcador em 17/16. Com Monique pontuando bem, o Rexona-AdeS colocou dois pontos de vantagem no set que poderia ser decisivo: 20/18. O time carioca seguiu melhor e chegou a 22/19. O Praia buscou e deixou tudo igual em 22/22 e, depois, com Natasha, fez 23/22. O set chegou a 24/24, ganhando ainda mais emoção. No bloqueio simples de Natália, o Rexona fez 25/24. No final, o time do Rio fechou em 28/26.

EQUIPES

REXONA-ADES – Roberta, Monique, Juciely, Carol, Gabi e Natália. Líbero – Fabi
Entraram – Drussyla, Court
Técnico: Bernardinho

DENTIL/PRAIA CLUBE – Claudinha, Daymi, Natasha, Walewska, Michelle e Alix. Líbero – Tássia
Entraram – Ju Carrijo, Malu, Pri Daroit
Técnico: Ricardo Picinin

Fonte/fotos: CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...