sábado, 5 de março de 2016

SUPERLIGA MASCULINA 2015/16:Vôlei Brasil Kirin toma susto, mas vira e mantém 3º lugar na Superliga

Vôlei Brasil Kirin toma susto, mas vira e mantém 3º lugar na Superliga

O Vôlei Brasil Kirin se manteve firme em terceiro lugar na Superliga Masculina de Vôlei. Na tarde deste sábado (05), na abertura da penúltima rodada do returno, o time campineiro derrotou Juiz de Fora por 3 a 1 (29/31; 25/13; 25/18 e 25/22), de virada, no Ginásio da UFJF, em Juiz de Fora. O oposto Michael foi eleito o melhor em quadra e recebeu o troféu Viva/Vôlei.

Com a quinta vitória nos últimos seis jogos, os comandados do técnico Alexandre Stanzioni seguem em terceiro, agora com 41 pontos. O Vôlei Brasil Kirin volta às quadras para o encerramento da primeira fase contra o Sesi-SP, na próxima quarta-feira (09), às 20 horas, no Ginásio do Taquaral, em Campinas. A partida terá uma temática especial em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. 

O JOGO – O Vôlei Brasil Kirin teve um começo difícil e foi para a primeira parada técnica atrás (8 a 5). Aos poucos, o time campineiro foi buscar a igualdade. Em passagem de Gonzalez pelo saque, os visitantes conseguiram dois bloqueios seguidos e deixaram o placar igual (10 a 10). Com ace, Maurício Souza manteve o embalo dos comandados de Stanzioni, que não demoraram para assumir a frente (16 a 14). Os donos da casa se mantiveram na cola e conseguiram salvar dois sets points da equipe visitante (24 a 24). Na reta decisiva, o Juiz de Fora foi bem no saque e saiu na frente: 31 a 29.

O Vôlei Brasil Kirin voltou com uma formação diferente e foi buscar o empate. Depois de um início equilibrado (8 a 7), o time campineiro deslanchou em passagem de Ygor Ceará pelo saque. Os visitantes forçaram o erro dos adversários e obrigaram Juiz de Fora a pedir tempo duas vezes. Na segunda parada técnica, a vantagem era de sete pontos (16 a 9). Jotinha comandou bem o ataque, usando Michael e Piá, e garantiu a vitória no segundo set: 25 a 13.

No terceiro set, o Vôlei Brasil Kirin manteve o embalo e virou sem dificuldades. Com saque pesado, os visitantes seguiram dificultando a vida do adversário e forçando o adversário ao erro – foram nove no total. Com Vini no comando do bloqueio, os campineiros foram ampliando a vantagem e conseguiram a virada após ataque de Ygor Ceará na paralela: 25 a 18. 

Os campineiros perderam um pouco a concentração no início do quarto set e viram o adversário abrir cinco pontos na frente (8 a 3). A parada fez bem ao Vôlei Brasil Kirin, que parou de errar e cresceu no jogo. Stanzioni promoveu a inversão de rede, recolocando Wallace e González em quadra. A alteração foi determinante para decretar o empate (13 a 13). Piá se destacou com dois bloqueios na ponta e garantiu a vantagem para o time campineiro. Os paulistas não desperdiçaram a frente e fecharam o jogo após ataque de Lucas Lóh.

Fonte e Foto:Divulgação Vôlei Brasil Kirin
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...