sexta-feira, 25 de março de 2016

SUPERLIGA FEMININA 2015/16:De virada, Rexona-AdeS vence clássico contra o Vôlei Nestlé e empata confronto da semifinal

De virada,  Rexona-AdeS vence clássico contra o Vôlei Nestlé e empata confronto da semifinal  

Próximo confronto acontece segunda no Rio de Janeiro
O Rexona-AdeS (RJ) deixou tudo igual no playoff melhor de três das semifinais da Superliga feminina de vôlei 15/16. Nesta sexta-feira (25.03), a equipe carioca superou, de virada, o Vôlei Nestlé (SP) por 3 sets a 1 (21/25, 25/22, 25/23 e 25/16), em 2h17 de jogo, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ).

O terceiro e decisivo jogo da série será disputado na próxima segunda-feira (28.03), às 18h30, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro. O SporTV transmitirá ao vivo. 
A levantadora Roberta, que entrou na partida no segundo set, teve atuação destacada, foi eleita a melhor em quadra em votação popular no site da CBV e ficou com o Troféu VivaVôlei. Ao final do confronto, a jogadora comentou sobre a atuação das cariocas no duelo desta sexta-feira.
“Fico muito feliz em ter estado dentro da quadra e ajudado o Rexona-AdeS a conseguir esse resultado. Como eu vim do banco tenho que ajudar as meninas com o que eu observo da partida. O time também me deixou bem tranquila e me deu muita força. Ainda tivemos muitos erros hoje e temos que melhorar isso para segunda-feira”, afirmou Roberta.


A ponteira Natália, do Rexona-AdeS, foi a maior pontuadora do confronto, com 21 pontos.

Pelo lado do Vôlei Nestlé, a levantadora Dani Lins lamentou as oportunidades perdidas pela equipe de Osasco, mas lembrou que ainda tem muita Superliga pela frente.
“Não soubemos aproveitar os sets que abrimos na frente como no terceiro. Tivemos muitos erros, bem mais do que na primeira partida. Sabíamos que ia ser difícil aqui, como foi. Tínhamos duas chances e agora vamos para a segunda. Perdemos hoje, mas a guerra continua”, garantiu Dani Lins.
O JOGO
Bem nos contra-ataques, o Rexona-AdeS fez 5/2 no início do primeiro set. Neste momento, o treinador Jefferson Arosti pediu tempo. Mesmo com a paralisação, as donas da casa seguiram melhores e fizeram 8/4. Numa boa sequência de saques da central Thaísa, as visitantes encostaram (8/7). O Vôlei Nestlé cresceu de produção e virou o marcador (12/11). Se aproveitando dos erros das cariocas, o time de Osasco foi para o segundo tempo técnico com dois de vantagem (16/14). Quando a equipe do treinador Jefferson Arosti fez 18/15, o técnico Bernardinho pediu tempo. O Vôlei Nestlé seguiu melhor e venceu o primeiro set por 25/21.
O Vôlei Nestlé continuou melhor e fez 4/1 no início do segundo set. Bem no bloqueio, o time de Osasco abriu cinco pontos (7/2). Quando o placar estava 7/3, o treinador Bernardinho trocou as levantadoras. Entrou Roberta e saiu Thompson. A substituição fez bem as donas da casa que empataram (9/9). O set ficou disputado ponto a ponto. O time de Osasco foi para o segundo tempo técnico com um de vantagem (16/15). Bem no bloqueio, as cariocas abriram dois pontos (18/16). A central Juciely conseguiu dois aces e a diferença no marcador subiu para quatro (21/17). O Rexona-AdeS segurou a diferença e venceu o segundo set por 25/22.
A terceira parcial começou equilibrada. Bem no bloqueio e no saque, o Rexona-AdeS fez 8/3. Se aproveitando dos erros das donas da casa, as visitantes encostaram (9/7). Com um ponto de bloqueio da central Adenízia, a diferença no marcador caiu para um (10/9) e o treinador Bernardinho pediu tempo. O Vôlei Nestlé cresceu de produção e com dois pontos seguidos de bloqueio fez 16/12. O treinador Bernardinho inverteu o cinco e um. Saíram Roberta e Monique e entraram Thompson e Drussyla. As substituições fizeram bem as cariocas e o time da casa encostou (17/16). Numa boa sequência de saques da central Thaísa , o Vôlei Nestlé abriu cinco pontos (21/16). A ponteira Natália cresceu de produção e as donas da casa viraram o marcador e fecharam o terceiro set por 25/23.
A vitória fez bem as cariocas que fizeram 5/3 no início do quarto set. Com um ponto de ataque da oposta Monique, as cariocas abriram três (11/8). Quando o placar estava 14/9 para a equipe do treinador Bernardinho, o técnico Jefferson Arosti pediu tempo. A paralização fez bem as visitantes que fizeram três pontos em sequência (14/12). O Rexona-AdeS dominou a parte final da parcial e venceu o quarto set por 25/16 e o jogo por 3 sets a 1.
EQUIPES:
REXONA-ADES – Thompson, Monique, Gabi, Natália, Juciely e Carol. Líbero – Fabi

Entraram – Drussyla, Roberta e Lorenne 
Técnico – Bernardinho 

VÔLEI NESTLÉ – Dani Lins, Ivna, Carcaces, Gabi, Adenízia e Thaísa. Líbero – Camila Brait 
Entraram – Suelle, Diana e Lise
Técnico – Jefferson Arosti

Fonte: Divulgação CBV
Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...