sábado, 20 de fevereiro de 2016

SUPERLIGA FEMININA 2015/16: Camponesa/Minas supera o Concilig/Vôlei Bauru e segue na briga pela terceira posição

Camponesa/Minas supera o Concilig/Vôlei Bauru e segue na briga pela terceira posição

O Camponesa/Minas não tomou conhecimento do Concilig/Vôlei Bauru e venceu a equipe do interior de São Paulo, por 3 a 0, em partida realizada na noite desta sexta-feira (19/2), na Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte. As parciais do jogo, válido pela décima rodada da primeira fase da Superliga Feminina, foram: 25/20, 25/16 e 25/9. A oposta Tandara e a ponteira Mari Paraíba foram as maiores pontuadoras do jogo, com 12 acertos cada. A paraibana foi eleita, ainda, a melhor jogadora em quadra e ficou com o Troféu Viva Vôlei. O público presente foi de 1.119 torcedores.

Com a boa vitória, as minastenistas alcançaram os 46 pontos e assumiram, temporariamente, a terceira colocação. O Vôlei Nestlé, quarto colocado, joga neste sábado (20/2), contra o Renata Valinhos/Country. Em caso de tropeço da equipe de Osasco (SP), o Camponesa/Minas permanece na terceira posição.

Agora, o Camponesa/Minas terá uma boa folga na tabela de jogos, devido à realização do Campeonato Sul-americano Feminino de Vôlei. O time minastenista só volta a jogar no dia 4 de março, às 18h30, quando visita o São Bernardo Vôlei, na rodada de encerramento da primeira fase da competição nacional.

A ponteira Mari Paraíba, melhor jogadora em quadra, disse que a concentração do time foi determinante para o resultado final de hoje. “Tivemos um jogo muito ruim no Rio de Janeiro. Hoje entramos em quadra bem mais concentradas e erramos menos. Acredito que a equipe se comprometeu a isso, entrou bem em quadra e a vitória veio”, comentou a ponteira do Camponesa/Minas.

Bola em jogo

A equipe do Concilig/ Vôlei Bauru veio a Belo Horizonte para tentar segurar o Camponesa/Minas. As paulistas começaram o jogo bem e estiveram à frente até a primeira parada técnica (8 a 4). Em seguida, as minastenistas reagiram e o ataque mineiro não deu chances para as adversárias. Final do primeiro set: 25 a 20. 

O segundo set mais tranquilo para o Camponesa/Minas. O time explorou bem as jogadas de ataque e a defesa adversária não conseguiu evitar a derrota: 25 a 16. O último set foi um verdadeiro show de aces e bloqueios. Embalado pelos torcedores, o time da casa se impôs, não deu chances ao adversário e construiu um placar elástico para fechar a parcial em 25 a 9.

O técnico Paulo Coco avaliou a partida e gostou da atuação do time. No terceiro set, ele aproveitou para promover a entrada da atleta juvenil Maria Clara, que teve a chance de atuar pela primeira vez nesta Superliga. “Hoje foi um jogo interessante para o nosso time, cometemos poucos erros e mantemos o foco durante a partida, mostrando brio depois de uma derrota como foi a do Rio de Janeiro. Conquistamos três pontos importantes visando a classificação em terceiro lugar e a equipe se comportou muito bem em quadra. O sistema defensivo funcionou e o time está de parabéns. Foi uma partida bastante consistente para o nosso lado. Conseguimos promover a entrada da Maria Clara, que é uma boa jogadora, está crescendo tecnicamente e ajudando muito o nosso time”, avaliou o treinador minastenista.

Equipes: 

Camponesa/Minas: Mara, Carol Gattaz, Naiane, Mari Paraíba, Carla, Tandará e a líbero Léia. Entraram: Valquíria, Karol Tormena, Marcelinha, Samara, Rosamaria e Maria Clara. Técnico: Paulo Coco. 

Concilig/Vôlei Bauru: Bruna, Valeskinha, Mari Casemiro, Carol, Camilla, Naiara e a líbero Andressa. Entraram: Ana Tiemi, Natiele, Ingrid e Éricka. Técnico: Marcos Kwiek. Árbitros: Ângela Grass, do Rio Grande do Sul, e Andreza Nogueira, de Minas Gerais.Público: 1.119 torcedores presentes.

Fonte: Divulgação Minas Tênis Clube
Foto:Orlando Bento
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...