sábado, 16 de janeiro de 2016

SUPERLIGA FEMININA 2015/16:No tie-break, Rexona-Ades quebra a invencibilidade em casa do Rio do Sul/Equibrasil

No tie-break, Rexona-Ades quebra a invencibilidade em casa do Rio do Sul/Equibrasil
Rexona- Ades venceu Rio do Sul/Equibrasil por 3 sets a 2 

O Rexona-AdeS (RJ) acabou com a invencibilidade em casa do Rio do Sul/Equibrasil (SC) na Superliga feminina de vôlei 15/16. Nesta sexta-feira (15.01), o time carioca venceu a equipe catarinense por 3 sets a 2 (22/25, 25/11, 23/25, 25/20 e 17/15), em 2h36 de jogo, no Artenir Werner, em Rio do Sul (SC). O jogo foi válido pela quarta rodada do returno da competição.

O resultado manteve o Rexona-AdeS na segunda colocação na classificação geral, com 37 pontos (13 vitórias e uma derrota). O Dentil/Praia Clube (MG), que nesta sexta-feira venceu o Renata Valinhos/Country (SP) lidera, com 39 pontos, mas com um jogo a mais do que as cariocas. O Rio do Sul/Equibrasil aparece na sétima colocação, com 22 pontos (oito resultados positivos e sete negativos).

Na partida desta sexta-feira brilhou a estrela da ponteira Natália que foi eleita a melhor jogadora da partida e levou o Troféu VivaVôlei para casa. Apesar da derrota, o Rio do Sul/Equibrasil teve a maior pontuadora do confronto a oposta Helô, com 25 pontos.

A ponteira Natália comentou sobre a atuação das cariocas no duelo contra o Rio do Sul/Equibrasil.

“Esse foi o primeiro jogo que o Rio do Sul/Equibrasil perdeu dentro do ginásio delas, o que mostra como é difícil jogar aqui. Soubemos nos recuperar na partida e no tie-break, o que foi muito importante. A Roberta também entrou muito bem na partida e ajudou bastante nosso time”, afirmou Natália.

As duas equipes voltarão à quadra na próxima terça-feira (19.01). O Rio do Sul/Equibrasil lutará pela reabilitação contra o Concilig/Vôlei Bauru (SP), às 19h30, na Panela de Pressão, em Bauru (SP). No mesmo horário, o Rexona-AdeS enfrentará o São Cristóvão Saúde/São Caetano, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ).

O JOGO

O primeiro set começou disputado ponto a ponto. A central Carol se destacava no bloqueio e o Rexona-AdeS abriu dois pontos (10/8). A levantadora Thompson fez um ace e o time carioca fez 19/14. Neste momento, o treinador Spencer Lee pediu tempo. A paralisação fez bem Rio do Sul/Equibrasil que empatou o marcador (19/19). A equipe da casa foi melhor na parte final da parcial e venceu o primeiro set por 25/22. 
O Rexona-AdeS voltou melhor para o segundo set e fez 4/2. A equipe carioca ditou o ritmo do set e foi para o segundo tempo técnico com seis de vantagem (16/10). Se aproveitando dos erros das donas da casa e com destaque para o bloqueio e o saque, as cariocas venceram a segunda parcial por 25/11.

O Rexona-AdeS seguiu melhor no início do terceiro set e fez 10/8, com um bom ataque da ponteira Natália. O time da casa cresceu de produção e empatou 10/10. Bem no bloqueio, o time carioca voltou a abrir e fez 13/10. Numa boa sequência de saques da ponteira Jú Nogueira, a equipe da casa virou o marcador (17/16). A ponteira Natália virou bolas importantes e o Rexona-AdeS reassumiu a liderança do marcador (20/18). O Rio do Sul/Equibrasil foi melhor na reta final e, com um ataque da ponteira Jú Nogueira, venceu a terceira parcial por 25/23.

O Rio do Sul/Equibrasil seguiu motivado no início do quarto set e fez 6/3. Quando o placar estava 7/3 para o time da casa, o treinador Bernardinho trocou duas levantadoras. Saíram Thompson e Carol e entraram Roberta e Mayhara, respectivamente. Com muito volume de jogo, o Rio do Sul/Equibrasil fez 15/10 e o treinador Bernardinho pediu tempo. Numa boa sequência de saques da ponteira Natália, o time carioca virou o marcador (19/16). As cariocas seguiram melhores até o final e venceram o quarto set por 25/20.

O Rio do Sul/Equibrasil voltou melhor para o quinto set e fez 4/2. Com um bom ponto de ataque, a equipe catarinense manteve a diferença no placar (8/6). O time da casa segurou a vantagem e chegou a abrir três pontos (13/10). No entanto, o Rexona-AdeS cresceu de produção no final da parcial, virou o marcador e venceu o set por 17/15 e o jogo por 3 sets a 2.

EQUIPES:

RIO DO SUL/EQUIBRASIL – Giovana, Helô, Jú Nogueira, Camila Paracatu e Fran. Líbero – Tatiana 
Entraram – Duda, Fernanda e Mimi Sosa 
Técnico – Spencer Lee

REXONA-ADES – Thompson, Monique, Natália, Gabi, Juciely e Carol. Líbero – Fabi 
Entraram – Roberta, Mayhara e Drussyla 
Técnico – Bernardinho

Fonte: Divulgação CBV
Foto: Clóvis Eduardo Cuco/Rio do Sul
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...