quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

SUPERLIGA FEMININA 2015/16: Concilig Vôlei Bauru estreia técnico com vitória emocionante sobre Rio do Sul

Concilig Vôlei Bauru estreia técnico com vitória emocionante sobre Rio do Sul
Concilig Vôlei Bauru venceu Rio do Sul no tie-brake

Em uma partida pra lá de emocionante e decidida apenas no tie-brake, o Concilig Vôlei Bauru derrotou o Rio do Sul/Equibrasil por três sets a dois, com parciais de 28x26, 26x24, 20x25, 31x33 e 15x13, em 2h43 de jogo, e conquistou a segunda vitória seguida no returno da Superliga. Resultado que mantém a equipe bauruense na oitava posição na tabela, mas agora com 19 pontos, três a mais que o nono colocado, Pinheiros.

O destaque da partida foi a levantadora Camila Adão, que levou o troféu Viva Vôlei. As principais pontuadoras do Concilig foram a oposta Bruna Honório, com 20 pontos, e a ponteira Mari Helen, com 15. Pelo Rio do Sul/Equibrasil o destaque foi a oposta Helô, que anotou 29 pontos (dados da estatística do Concilig Vôlei Bauru).

Camila Adão ressalta a importância desse resultado diante de um adversário que vem realizando uma boa Superliga. “Foi o que nós esperávamos, uma verdadeira guerra dentro de quadra, e quem erasse menos sairia com a vitória e foi isso que aconteceu. Não nos deixamos empolgar com o dois a zero e não nos abatemos com o empate delas. Treinamos muito para esse jogo e merecíamos e esse resultado. A confiança que faltou em outros jogos veio com tudo nessa partida.”

Estreando no comando do Concilig, o técnico Marcos Kwiek ficou satisfeito e feliz com o resultado positivo, mas ciente que a equipe oscilou em momentos da partida e que precisa melhorar. “Começar com vitória é sempre bom, pois motiva todos e traz a confiança de volta para o grupo, ainda mais sobre um adversário difícil como Rio do Sul. Mas ainda foi uma partida com muitos erros e que temos que trabalhar, mas foi uma vitória que mostrou a força do grupo, pois mudamos muito a equipe e todas corresponderam bem”, analisou o treinador.

O Concilig Vôlei Bauru começou a partida com a levantadora Camila Adão, as centrais Fê Isis e Valeskinha, as ponteiras Mari Helen e Mari Cassemiro, a oposta Bruna e a líbero Andressa. Também entraram na equipe bauruense as ponteiras Nayara e Erika, as levantadoras Lyara e Ana Tiemi e a oposta Natiele. O Rio do Sul/Equibrasil jogou com a levantadora Giovana, as centrais Jéssica e Fran, as ponteiras Vanessa e Jú Nogueira, a oposta Helô e a líbero Tatiana. Jogaram também a levantadora Luciana, as ponteira Isabela e Jú Paz e a central Mimi Sosa.

Bauru faz agora uma sequência de dois jogos fora de casa. O primeiro na próxima terça-feira (26), às 19h, contra o Rexona Ades, no Rio de Janeiro, e depois contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano, dia 2 de fevereiro, às 20h, no ABC Paulista.

O JOGO
A equipe do Rio do Sul não se intimidou com a grande presença da torcida no ginásio Panela de Pressão e começou com tudo a partida, abrindo logo três de frente (2x5). Resultado que fez o técnico marcos Kwiek, estreando no comando do Concilig Vôlei Bauru, pedir tempo. As donas da casa voltaram melhores e viraram a partida na primeira parada obrigatória (8x7). Dessa vez a pausa surtiu mais efeito para a equipe visitante, que reassumiu a liderança e chegou ao segundo tempo técnico à frente (14x16). A partida seguiu equilibrada, com as duas equipes se alternando na liderança do set, mas Bauru errou menos e fechou em 28x26, em 32 minutos.

O Concilig começou o segundo set no mesmo ritmo que terminou o primeiro e com a ponteira Mari Helen virando todas as bolas chegou ao tempo técnico em vantagem (8x7). A conversa com o treinador fez bem à equipe da casa, que manteve o bom ritmo e chegou a abrir três de frente (10x7) e fez o técnico Spencer Lee pedir tempo. Deu resultado, pois as visitantes melhoraram no set e viraram o placar (11x12). Rio do Sul se manteve à frente até a segunda parada (14x16), mas dois aces seguidos da ponteira Mari Helen deixaram tudo igual novamente (17x17). Os dois técnicos apostaram em várias substituições e a partida novamente seguiu muito equilibrada até o final do período. O bloqueio bauruense funcionou na reta final e foi esse fundamento que deu a vitória por 26x24, em 36 minutos.

Bauru começou muito bem o terceiro set e contou com erros de recepção do Rio do Sul para fechar a primeira parcial em 8 a 5. Rio do Sul reagiu e contou com o bloqueio funcionando bem para virar o placar (10x12). E foi o bloqueio, da central Fê Isis, que colocou o Concilig novamente em vantagem (14x13), mas foram as visitantes que fecharam a segunda parcial em 15 a 16. Bauru equilibrou o período com bons saques da ponteira Mari Helen, mas o contra ataque de Rio do Sul funcionou bem e as visitantes abriram (19x22), forçando o técnico Marcos Kwiek a pedir tempo. A conversa não surtiu efeito e as visitantes fecharam o set em 20x25, em 30 minutos.

Assim como nos sets anteriores, o Concilig veio com tudo no início e abriu boa diferença (5x1), mas errou muito nos contra-ataques e viu Rio do Sul empatar em 7 a 7. A primeira parada obrigatória foi bauruense por apenas um ponto (8x7). Bauru voltou melhor do tempo técnico e novamente abriu vantagem no marcador (12x9), mas desperdiçou bons contra-ataques e deixou as visitantes empatarem novamente em 12 pontos. O equilíbrio se manteve até a segunda parcial, que teve Rio do Sul à frente por um ponto (15x16). Kwiek voltou com a ponteira Mari Cassemiro, mas foram Natiele e Camila Adão que colocaram Bauru novamente em vantagem (18x17). O final do set foi emocionante, com vários ralis, e decidido apenas no trigésimo-terceiro ponto a favor de Rio do Sul, em 44 minutos, deixando a partida empatada em dois sets.

Rio do Sul começou melhor o set desempate, e chegou a abrir três de vantagem após um belo ace (3x6). A recepção de Bauru funcionou bem e nos contra-ataques as donas da casa empataram em 6 a 6 e chegaram à frente por um ponto na virada de quadra (8x7). O Concilig se aproveitou dos erros de saque de Rio do Sul para abrir dois de frente (11x9), mas perdeu contra-ataques e deixou as visitantes empatarem em 11 pontos. Contando com grande apoio da torcida, Bauru se impôs na reta final e fechou o set em 15 a 13, em 21 minutos, e a partida em 3 sets a 2.

Fonte: Fábio Barbosa Assessoria Vôlei Bauru
Foto: Marina Beppu
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...