quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

SUPERLIGA FEMININA 2015/16: Vôlei Nestlé vence Pinheiros/Klar e segue líder

Em batalha de 5 sets, Vôlei Nestlé vence Pinheiros/Klar e permanece na liderança isolada da Superliga
O time de Osasco bateu o Pinheiros/Klar por 3 sets a 2, fora de casa, e conquistou sua sexta vitória consecutiva na competição. Thaisa ganhou o troféu VivaVôlei

São Paulo (SP) - O Vôlei Nestlé completou, nesta terça-feira (1), seis vitórias consecutivas na Superliga e o resultado diante do Pinheiros/Klar manteve a invencibilidade e colocou a equipe de Osasco na liderança isolada da competição, com 16 pontos. Mesmo atuando como visitante em uma verdadeira batalha de cinco sets, as comandadas de Luizomar conseguiram superar o adversário, por 3 sets a 2, parciais de 25/13, 25/14, 23/25 e 21/25/ e 15/12. A melhor em quadra do clássico paulista foi Thaisa. Ela ganhou o troféu VivaVôlei com excelente aproveitamento no ataque. 

Apesar da vitória, a capitã Thaisa ficou insatisfeita com as falhas da equipe. "Precisamos parar de vacilar. Cometemos muitos erros. Nosso time começou bem, mas quando passou a ser pressionado não conseguiu manter a tranquilidade. No quarto set demos 12 pontos em erros e no jogo foram 13 só de ataque. Dependemos muito do nosso ataque e precisamos dele com mais qualidade. A vitória foi importante, mas temos que melhorar porque estamos perdendo pontos importantes que podem fazer falta", avaliou a central.

Luizomar analisou o desempenho do Vôlei Nestlé na partida. "Fizemos dois primeiros sets muito bons. Taticamente, anulamos jogadoras importantes do Pinheiros. Ao término das duas parciais iniciais havíamos errado apenas cinco vezes, sendo quatro de saque. Depois no terceiro e quarto sets aumentamos demais o número de erros, principalmente no ataque. Demos 12 erros neste fundamento, um número elevado para o potencial da nossa equipe e isso precisa ser melhorado. Não tiro os méritos do Pinheiros, mas corremos riscos desnecessários. Trouxemos elas para o jogo e o quinto set, nessas circunstâncias, se torna um duelo muito mais emocional do que tático. Conseguimos colocar a cabeça no lugar e saímos com a vitória. Que sirva de alerta, pois essa queda de rendimento não pode acontecer", disse o treinador. 

O Vôlei Nestlé conquistou sua terceira vitória fora de casa. Antes do Pinheiros, Luizomar e suas atletas derrotaram Concilig/Vôlei Bauru e Terracap/Brasília. Como mandante, o time de Osasco venceu Rio do Sul/Equibrasil, São Bernardo e São Cristóvão Saúde/São Caetano. O jogo desta terça-feira foi o terceiro com o uniforme de Nescau, marca foco da quinzena (22/11 até 05/12) na promoção "Nestlé Vida em Família Faz Bem". Na próxima rodada, a sétima do primeiro turno, a capitã Thaisa e suas companheiras encaram o Dentil/Praia Clube, em Uberlândia, na sexta-feira (4), às 21h, no ginásio Praia Clube, com transmissão do SporTV.

O jogo - Quando Dani Lins venceu a disputa na rede para marcar o primeiro ponto e fazer 1/1 diante do Pinheiros, o Vôlei Nestlé disse a que veio no ginásio Henrique Villaboim. Ligadas na partida, as comandadas de Luizomar não deram chance às donas da casa. Thaisa e Adenízia dominaram o meio e cravaram seis bolas na quadra adversária (três cada). Implacável no ataque e sólido na defesa, o time de Osasco construiu uma vantagem média de dez pontos e jamais foi ameaçado. A oposta Ivna, que entrou na metade final do set marcou quatro dos 15 pontos de ataque do Vôlei Nestlé, entre eles o último, que decretou a vitória por 25/13.

O Pinheiros tentou segurar o Vôlei Nestlé no segundo set. Conseguiu o 6/7. Na sequência, Carceres e Van Hecke marcaram com duas cravadas pela ponta. Adenízia, com dois aces, e Dani Lins, no bloqueio, puxaram a vantagem das visitantes para seis pontos: 12/6. Com o jogo sob controle, a equipe de Osasco manteve o ritmo para administrar o placar. Dois aces seguidos da levantadora Dani Lins e uma bola de xeque de Carceres, destaque da parcial com oito pontos, deram números finais: 25/14.

Na base do tudo ou nada, o Pinheiros conseguiu equilibrar o terceiro set e evitar que o Vôlei Nestlé deslanchasse como nas parciais anteriores. As donas da casa abriram vantagem de três pontos no 17/14, obrigando Luizomar a pedir tempo. Deu certo. Suas atletas se mantiveram concentradas para levar a decisão até a última bola. Saraelen, que entrou no lugar de Adenízia em sua primeira partida como titular após se recuperar de lesão, marcou no ataque de china para fazer 22/22. Porém, apesar do esforço, o Pinheiros venceu por 25/23 e levou o jogo para o quarto set.

O Vôlei Nestlé voltou à quadra dando a impressão que mataria o jogo. Com dois ataques de Carceres, abriu 5/1. Porém, o Pinheiros não deixou o visitante desgarrar e assumiu a ponta do placar para chegar ao segundo tempo técnico na frente (16/14) e abrir vantagem e chegar a 21/15. Saraelen, com três pontos consecutivos, ajudou a equipe de Osasco a encostar e chegar a 17/21. Thaisa também cravou duas bolas pelo meio, mas não evitou a vitória das donas da casa por 25/21.

O Vôlei Nestlé usou força máxima no quinto e decisivo set e Adenízia voltou à quadra. E a central desceu o braço pelo meio para fazer 4/4. Pela ponta, Carceres marcou e o time de Osasco abriu dois pontos: 6/4. E a cubana voltou a passar pelo bloqueio no 8/7. No bloqueio, novamente a ponteira fez a diferença: 9/8. Thaisa fez 11/9, mas o Pinheiros reagiu e empatou. Com isso, Luizomar pediu tempo. Na volta, a capitã superou um bloqueio duplo para colocar o Vôlei Nestlé novamente na frente: 12/11. Adenízia, no bloqueio, fez 13/11 e encaminhou a vitória. E foi a central, em uma bola de china, que fechou a partida em 15/12 para manter a invencibilidade de sua equipe na Superliga.

EQUIPES 

Vôlei Nestlé: Dani Lins, Lise Van Hecke, Carcaces, Gabi, Thaisa, Adenízia e a líbero Camila Brait. 
Entraram Ivna, Suelle, Diana e Saraelen: 
Técnico: Luizomar de Moura.

Pinheiros/Klar: Juma, Paula, Lara, Letícia Hage, Fofinha, Clarisse e a líbero Verê. Entraram: Maira, Ananda e Angélica. Técnico: Wagão.

Fonte/foto: ZDL
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...