terça-feira, 8 de dezembro de 2015

SUPERLIGA FEMININA 2015/16: No tie-brake, Rio do Sul/Equibrasil vence São Cristóvão Saúde/São Caetano e conquista a sexta vitória na Superliga

No tie-brake, Rio do Sul/Equibrasil vence São Cristóvão Saúde/São Caetano e conquista a sexta vitória na Superliga

Foi com muita garra e disposição que Rio do Sul/Equibrasil conquistou mais uma vitória na Superliga, sendo a quinta em casa. Sem perder ainda em seus domínios, as catarinenses fizeram um jogo tenso na noite desta segunda-feira (7), no Artenir Werner. Por 3 sets a 2 (21/25, 25/23, 25/19, 17/25 e 15/11), o time levou a melhor. A oposta Helô foi considerada a melhor do jogo, levando o troféu Viva Vôlei.

Na caída da tarde em Rio do Sul, as donas da casa mostraram desde o início que não estavam dispostas a deixar o São Caetano dominar a partida. Entre os bons ataques de Helô e Ju Nogueira, Rio do Sul/Equibrasil vinha dominando a parcial até o segundo tempo técnico. Só que o adversário reagiu, buscou nos erros da equipe da casa na recepção e em alguns bloqueios para fora, os pontos necessários para virar e abrir o placar no Artenir Werner.

O segundo set foi bastante equilibrado, prevalecendo as defesas e o bloqueio do time Rio do Sul/Equibrasil. A entrada de Fran no lugar de Camila Paracatú deu nova dinâmica ao time catarinense. E Ju Paz entrando ao final do set infernizou a defesa do São Caetano até conseguirem o empate no placar.

A virada do jogo veio no set seguinte. Com Ju Paz encaixada no time e Mimi Sosa virando várias bolas, o time da casa abriu vantagem no marcador, levando assim até o final do set com tranquilidade. Mas a partida mudou de cara logo em seguida. O São Caetano cresceu no jogo e explorando muito bem os contra ataques, conseguiu empatar o jogo e levar a partida para o tie-brake.

Para Ju Nogueira, o time soube usar os momentos mais tensos para se superar e vencer a partida. “Foi no detalhe, caprichando mais no set decisivo”. Já a melhor do jogo, Helô, concorda que a torcida foi o grande diferencial. “Tivemos bons e maus momentos, mas todos seguraram a onda em todo o jogo. Foi emocionante e muito especial vencer em casa novamente”.

Para o técnico Spencer Lee, a vitória foi no sufoco, mas garante pontos importantes na continuidade do campeonato. “Voltamos ao quarto lugar temporariamente, que é uma colocação que muito nos honra. A rodada prossegue com grandes jogos e todos tem sua chance de fazer bons jogos. E a nossa quase passou por nossas mãos hoje. Tivemos momentos difíceis, mas superamos a dificuldade empurrados por nossa torcida que é sempre muito vibrante.

O próximo jogo do time Rio do Sul/Equibrasil na Superliga é no sábado (12), no Distrito Federal. O jogo é contra o Terracap/Brasília Vôlei (DF), às 18h, no ginásio do Sesi Taguatinga. Em casa, as meninas comandadas por Spencer Lee jogam na terça-eira dia 15, contra o Pinheiros, às 20h15, no ginásio Artenir Werner.

Fonte e Foto:  Clóvis Eduardo Cuco  - Assessoria de Comunicação – Rio do Sul/Equibrasil
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...