sábado, 21 de novembro de 2015

SUPERLIGA FEMININA 2014/15: De virada, Dentil/Praia Clube supera o Pinheiros no duelo dos invictos

De virada, Dentil/Praia Clube vence Pinheiros em São Paulo 
Meninas do Dentil/Praia Clube comemorando a vitória por 3 sets a 1 

No duelo de invictos da Superliga feminina de vôlei 15/16, melhor para o Dentil/Praia Clube (MG). Nesta sexta-feira (20.11), o time mineiro venceu, de virada, o Pinheiros (SP) por 3 sets a 1 (17/25, 25/16, 25/13 e 25/14), em 1h56 de jogo, no ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo (SP). A partida foi válida pela terceira rodada do turno da competição.

As duas equipes voltarão à quadra na próxima terça-feira (24.11). O Dentil/Praia Clube lutará para manter a invencibilidade contra o Renata Valinhos/Country (SP), às 19h30, na Arena Country, em Valinhos (SP). Já o Pinheiros buscará a reabilitação contra o Camponesa/Minas (MG), no mesmo horário, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG).

A central Walewska teve uma atuação destacada, foi eleita a melhor da partida e ficou com o Troféu VivaVôlei. Ao final do jogo, a atacante comentou sobre a partida e falou sobre o início do Dentil/Praia Clube na Superliga, com três vitórias nos três primeiros jogos contra, respectivamente, São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), Terracap/Brasília Vôlei (DF) e Pinheiros (SP).

“Foi o nosso primeiro jogo fora de casa e conseguimos essa boa vitória. Isso é muito importante. As primeiras rodadas mostraram que essa Superliga esta muito equilibrada. Temos que manter o foco na nossa equipe para seguirmos com boas atuações. A Claudinha distribuiu muito bem no jogo de hoje e isso facilitou para o nosso time. O grupo todo está de parabéns pelo resultado”, disse Walewska.

O treinador Ricardo Picinin, do Dentil Praia Clube, fez uma análise da partida e do momento atual do grupo mineiro.

“Começamos com um pouco de dificuldade para adaptar o nosso bloqueio e a defesa com a velocidade do Pinheiros. No segundo set já entrarmos mais focados e atentos no que tínhamos que fazer. A partir daí conseguirmos encaixar o saque e a defesa e fizemos uma grande partida. Foi um jogo bem disputado. Esse início foi importante para o nosso time, mas ainda temos um caminho longo pela frente, pois essa foi apenas a terceira rodada”, explicou Ricardo Picinin.

Pelo lado do Pinheiros, o treinador Wagão lamentou a derrota e a oscilação do time da casa depois de um bom primeiro set.

“Jogamos muito bem a primeira parcial. A partir do segundo set paramos de fazer o que tínhamos traçado como estratégia da partida, mas isso também foi mérito do Dentil/Praia Clube que começou a criar dificuldades para o nosso time. Também não fizemos boas opções de saída de jogo e contra uma equipe como o Praia isso não pode acontecer. Deixamos aproveitar muitas oportunidades e assim o jogo foi passando”, analisou Wagão.

O JOGO

Com um ace da levantadora Ananda, o Pinheiros fez o primeiro ponto da partida. Jogando com velocidade, o time da casa abriu três (7/4). A central Lara fez um ponto de bloqueio sobre um ataque do fundo da norte-americana Alix e a diferença no marcador subiu para quatro (9/5). O volume de jogo do time mineiro passou a incomodar as donas da casa e o Dentil/Praia Clube empatou (10/10). Quando o Pinheiros voltou a abrir no marcador (14/11), o treinador das visitantes, Ricardo Picinin, pediu tempo. Mesmo com a paralisação, as paulistas seguiram melhores e foram para o segundo tempo técnico com três de vantagem (16/13). O Pinheiros cresceu de produção no final da parcial e venceu o primeiro set por 25/17.

O Dentil/Praia Clube voltou melhor para o segundo set e fez 5/1. Se aproveitando dos erros do time da casa e bem no saque, o time mineiro abriu oito pontos (11/3). Neste momento, o treinador Wagão, do Pinheiros, inverteu o cinco e um. Entraram Angélica e Juma e saíram Ananda e Ana Paula. Mesmo com as substituições, o time mineiro seguiu melhor e, com uma boa distribuição da levantadora Claudinha, fez 22/12. O Dentil/Praia Clube segurou uma reação da equipe da casa e fechou o segundo set por 25/16, com um ataque da central Walewska.

O Dentil/Praia Clube seguiu melhor no início do terceiro set e fez 6/3. Se aproveitando dos erros das donas da casa, a diferença no marcador subiu para sete pontos (14/7). Bem no saque e no bloqueio, as mineiras fizeram 19/8. O treinador Wagão pediu tempo. Na sequência, a central Walewska conseguiu um ace e a diferença no placar subiu para 11 pontos (21/10). Com tranquilidade, o Dentil/Praia Clube venceu o terceiro set por 25/13.

O quarto set começou equilibrado. Numa boa sequência de saques da oposta Ramirez, o Dentil/Praia Clube abriu quatro pontos (8/4). Bem no ataque e no saque, as mineiras foram para o segundo tempo técnico vencendo por 16/8. Com Walewska e Ramirez inspiradas, o time mineiro manteve o domínio da partida até o final e venceu o set por 25/14 e o jogo por 3 sets a 1.

EQUIPES:

Pinheiros – Ananda, Ana Paula, Clarisse, Maira, Letícia Hage e Lara. Líbero – Juliana Paes 
Entraram – Juma, Angélica, Adri e Jéssica 
Técnico – Wagão

Dentil/Praia Clube – Claudinha, Ramirez, Alix, Michelle, Natasha e Walewska. Líbero – Tássia 
Entraram – Jú Carrijo e Malú 
Técnico – Ricardo Picinin


Fonte:Divulgação CBV
Foto: Eduardo Viana/CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...