terça-feira, 13 de outubro de 2015

CAMPEONATO PAULISTA DE VÔLEI FEMININO 2015: Vôlei Nestlé comemora dia das crianças com uniforme especial

Vôlei Nestlé comemora dia das crianças com uniforme especial
As jogadoras receberam da garotada as camisas que usarão no primeiro jogo da semifinal do Paulista com miniaturas das jogadoras como crianças.

O tempo passa e brincadeiras de criança podem virar profissão. Foi assim que aconteceu com as jogadoras do Vôlei Nestlé e outros atletas. O passatempo virou trabalho, mas nem por isso as responsabilidades profissionais deixam de ser feitas com alegria. No esporte coletivo o conjunto é importante e a diversão em quadra muitas vezes ajuda na conquista das vitórias e títulos. Nesta segunda-feira, 12 de outubro, as comandadas de Luizomar foram surpreendidas em um treino aberto em comemoração ao Dia das Crianças. 

Depois do treino, as jogadoras receberam de um grupo de 25 crianças o uniforme que jogarão a primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista diante do São Cristóvão Saúde/São Caetano, na quarta-feira (14), às 18h, fora de casa, no ginásio Lauro Gomes. A surpresa é que na camiseta tem a miniatura de cada uma delas quando eram crianças. Os desenhos foram produzidos pelo ilustrador Elvis Calhau Minucelli, de 35 anos. "Me divirto muito fazendo personagens deste tipo. Quis muito fazer esse trabalho para imprimir minha veia pessoal. O desafio não era só fazer a ilustração, mas deixá-las crianças.", afirmou. 

A brincadeira das ilustrações começou com ações digitais nos canais do clube. Foram feitos posts no facebook para que os fãs tentassem relacionar a imagem com o apelido de infância das jogadoras. "Nanica", Camila Brait, e "Preguinho", Gabi, foram reveladas e os torcedores foram estimulados a descobrirem as demais personagens. "O primeiro passo foi fazer o traço a lápis e na primeira versão elas ficaram adolescentes. O caminho para conseguir chegar em uma ilustração que lembrasse cada uma foi seguir bastante os traços delas, valorizando os detalhes. Na segunda etapa, distorci um pouco mais e as deixei mais novinhas, com seis anos de idade", comentou o ilustrador.

Meninas do Nestlé com o uniforme especial 

Camila Brait foi uma das mais requisitadas e ficou feliz com a surpresa e a presença das crianças. "A Nestlé está sempre nos surpreendendo nas datas comemorativas. Já haviam feito algo especial na Páscoa e hoje foi mais um dia emocionante e gratificante. É muito bom perceber que as crianças adoram vôlei e ficam felizes em ver a gente. Saber que inspiramos elas nos motiva ainda mais. É importante também a presença dos pais para incentivarem tanto na vida quanto no esporte. Meus pais sempre estiveram comigo e isso fez diferença. Foi um treino com clima legal e ainda recebemos esse lindo uniforme de presente", ressaltou a líbero. 

A defensora explicou também a origem de ser chamada de "Nanica" na infância. "Ganhei esse apelido no colégio quando tinha uns 7 ou 8 anos. Desde novinha sou bem baixinha e só fui começar a crescer a partir dos 13. Sempre fui muito pequena e disparada a menor da sala. Lá na minha casa também começaram a me chamar assim. Teve um dia que a Dani Lins me chamou assim e perguntei se ela tinha falado com alguém de casa. Sempre gostei desse apelido, mas depois no vôlei virou Brait", contou.

A história da Gabi, a "Preguinho", também é interessante. "Esse foi um apelido que minha mãe colocou quando era bem novinha. Até hoje ela me chama de preguinho da mamãe. Pode ser estranho para quem não sabe a história, mas gosto e é carinhoso. No colégio teve uma atividade de dança e eu não queria pariticpar. Fiz birra e minha mãe insistiu e me colocou para dançar. Eu fique parada na frente de todo mundo e ela começou a dizer que eu estava parecendo um preguinho parado enquanto todos dançavam", comentou. 

Capitã do Vôlei Nestlé na primeira fase do Paulista, Gabi gostou do evento especial do Dia das Crianças. "Foi um dia legal e bom para tirar também um pouco dessa pressão que teremos na reta final do Paulista. Sabemos que muitas crianças que estiveram aqui se espelham na gente e sonham um dia serem jogadoras de vôlei. Quando eu era criança não tive essa oportunidade e, por isso, foi bem bacana a iniciativa. Elas puderam assistir um treino e chegar perto das jogadoras que admiram. A presença de crianças sempre alegra ainda mais o ambiente e fez com que, por instantes, voltássemos um pouco à nossa infância", disse a ponteira. 

Durante o treino, Elvis fez alguns desenhos e ao final foi apresentado às jogadoras como o responsável pelas ilustrações. Ele gostou de fazer todos os desenhos, mas destacou dois como "xodós". "O primeiro que comecei a mexer foi o da Thaisa. Antes de fazer o processo de finalização das outras me concentrei mais no dela no primeiro momento. Gostei bastante também do cartoon da Camila Brait. São as duas primeiras filhas e as xodozinhas", destacou.

Fonte:ZDL - Rafael Zito
Foto:Luiz Pires/Fotojump
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...