quinta-feira, 17 de setembro de 2015

CAMPEONATO MUNDIAL JUVENIL MASCULINO 2015: Brasil vence a Eslovênia e segue vivo na luta pelo título do Campeonato Mundial Juvenil

Brasil vence a Eslovênia e segue vivo na luta pelo título do Campeonato Mundial Juvenil 

A seleção juvenil masculina do Brasil conseguiu a recuperação no Mundial da categoria. Depois da derrota para a Argentina na última terça-feira (15.09) o time verde e amarelo conseguiu a recuperação ao bater a Eslovênia, nesta quarta-feira (16.09), por 3 sets a 1 (25/20, 21/25, 25/21 e 25/9), em 1h43 de partida.

O Brasil conseguiu dominar o adversário na maior parte do jogo. Com o sistema de saque e bloqueio pressionando os eslovenos, o time brasileiro teve bom aproveitamento no contra-ataque e forçou o erro dos oponentes. O oposto Caio foi o destaque individual, marcou 22 vezes e foi o maior pontuador em quadra.

“Hoje o time todo entrou em quadra com a cabeça focada no jogo. Depois do torpeço contra a Argentina, que atrapalhou um pouco o nosso sonho, viemos inspirados para esta partida. Tivemos bons bloqueios, viramos os contra-ataques. O último set mostrou bem isso, não vamos desistir de nosso sonho que é o título mundial”, contou o jogador.

Na análise do treinador do selecionado brasileiro, Léo Carvalho, a eficiência do serviço e o bom posicionamento dos bloqueios, especialmente nas extremidades da rede, fizeram com que o jogo ficasse favorável ao Brasil.

“A minha visão, e o jogo de hoje mostra bem isso, é que quando conseguimos impor nosso sistema de saque e bloqueio, o nosso time anda, quando não, o jogo fica mais lento, com troca de vantagens, mas difícil. Quando o bloqueio funciona nós conseguimos jogar com mais facilidade. No segundo set a Eslovênia conseguiu melhorar o passe e o levantador conseguiu trabalhar mais confortavelmente, acionando jogadas que não são comuns no time deles, fora esse momento, nosso jogo fluiu muito bem”, explicou Léo que já começou a pensar no próximo adversário.

“Estou feliz, continuamos vivos e teremos mais um jogo decisivo amanhã (esta quinta-feira 17.09) contra a Turquia. Queremos muito ter a possibilidade de chegar à semifinal e jogar contra a Rússia, que provavelmente será o nosso adversário”, concluiu o técnico.

Nesta quinta-feira (17.09), o Brasil joga pela classificação contra a Turquia, às 21h (hora de Brasília). O vencedor desta partida será o segundo lugar do grupo E, já que a Argentina bateu os turcos nesta quarta-feira por 3x0 e garantiu a classificação.

O Jogo

A seleção brasileira entrou em quadra com uma postura diferente da partida anterior e abriu logo 4/0. Com um ace de Douglas Souza o time verde e amarelo manteve a vantagem no primeiro tempo técnico. A vantagem ficou entre quatro e cinco pontos pouco depois da segunda parada, quando os eslovenos reagiram e encostaram em 18/16. Mas não foi suficiente para virar. O Brasil fechou com um erro de ataque adversário em 25/20.

Na segunda parcial o time brasileiro apresentou desatenção na defesa. O ataque do Brasil também não apresentava boa precisão, e, após uma sequência de três erros, o treinador Léo Carvalho pediu tempo 7/11. O empate veio em 13/13, mas os eslovenos jogaram melhor e abriram nova vantagem. Com uma bobeira da defesa verde e amarela que deixou uma bola de graça cair, a Eslovênia levou o set, 21/25.

O terceiro set começou com uma bola rápida pelo meio do central Robert abrindo o placar para o Brasil. Novamente com Robert o time brasileiro chegou ao oitavo ponto com três de vantagem na parada técnica. O domínio dos sul-americanos continuou, Caio acelerou para marcar no contra-ataque, 18/14. Os eslovenos ainda reagiram e salvaram três set points, mas a vitória foi brasileira, 25/21.

Os brasileiros começaram o quarto set colocando pressão no saque e deixando os eslovenos sem reação. No contra-ataque de Douglas Souza pela saída o marcador estava 8/1. A boa sequência de saques de Fernandinho desestabilizou o passe dos adversários permitindo à defesa buscar as bolas e os contra-ataques ampliarem a vantagem que chegou a 12/1. A vantagem cresceu ainda mais, com um ataque de Douglas foi para 18/4. Sem dar margem para a reação dos rivais, o Brasil fechou em 25/9.


Fonte:CBV
Foto:Divulgação FIVB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...