terça-feira, 21 de julho de 2015

PAN TORONTO 2015: Lili e Carolina Horta superaram as canadenses e conquistam o bronze no Pan Toronto 2015

Lili e Carolina Horta superaram as canadenses e conquistam o bronze no Pan Toronto 2015

O Brasil conquistou sua 10ª medalha da história no vôlei de praia dos Jogos Pan-Americanos. Na tarde desta terça-feira (21.07), em Toronto, no Canadá, Lili e Carolina Horta superaram as canadenses Melissa Humana-Paredes e Taylor Pischke por 2 sets a 0 (21/9, 21/14). Com isso, a capixaba e a cearense mantiveram o país como único a conquistar medalhas na modalidade em todas as edições do Pan entre as mulheres.

Lili e Carolina Horta se juntam a outras cinco medalhistas brasileiras dos Jogos Pan-Americanos. Adriana Behar e Shelda ficaram com o ouro na edição de 1999 (Winnipeg), ano de estreia do vôlei de praia na competição. Juliana e Larissa também foram campeãs em 2007 (Rio de Janeiro) e 2011 (Guadalajara), enquanto Ana Richa, ao lado de Larissa, ficou com a medalha de bronze em 2003 (Santo Domingo).

"Estou muito feliz de levar essa medalha para o Brasil. Nosso objetivo era a final, brigar pelo ouro, mas depois da semifinal tínhamos que nos concentrar no bronze. Da maneira que jogamos hoje, é uma medalha que vale ouro. Colocamos em prática nosso melhor voleibol, superamos a derrota na fase anterior e tivemos poucos erros", disse Lili após o jogo.

O triunfo brasileiro foi conquistado com certa tranquilidade, apesar da arena lotada apoiando a dupla da casa. O grande destaque no jogo de Lili e Horta foi o saque. Além de anotarem seis aces (as rivais fizeram apenas dois), em diversos momentos o serviço brasileiro dificultou a recepção das canadenses. Outro ponto de desequilíbrio foram os erros cometidos. Lili e Horta cederam apenas seis pontos às adversárias, que deram o dobro de pontos para o Brasil.

O Jogo

O Brasil começou bem na partida, sem sentir a pressão da torcida canadense e abrindo logo de cara 4 a 1 no placar, após ataque para fora de Melissa. A vantagem foi ampliada e quando atingiu 7 a 3, as canadenses pediram tempo. Variando os saques, ora curtos, ora forçados no fundo de quadra, as brasileiras dificultaram a recepção das canadenses, construindo uma situação muito confortável ao longo da partida. O fundamento virou a principal arma brasileira, tanto que Carol Horta fechou o primeiro set com dois aces em sequência: 21 a 9.

O segundo set começou com a mesma característica do anterior, erros das canadenses e excelente aproveitamento das brasileiras nos contra-ataques, variando largadas, ataques potentes na diagonal e bolas por cobertura. Em bola que veio de graça, atacada de primeira por Lili, elas marcaram 13 a 7 e forçaram pedido de tempo das adversárias. A vitória ficou ainda mais encaminhada em bloqueio de Lili sobre Taylor Pischke: 15 a 8.

O saque de Carolina Horta voltou a fazer a diferença. Quando não marcava o ace, como ocorreu no 18º ponto da dupla, ele colocava as canadenses em dificuldade para armar a jogada. As canadenses tentaram voltar ao jogo, marcando três pontos consecutivos, mas erro de ataque de Pischke fez com que Lili e Horta tivessem o ponto do jogo. A partida foi encerrada em ataque de Lili no fundo de quadra: 21 a 14.

"Jogamos nosso melhor voleibol em todo torneio, sacamos muito bem, pressionamos desde o início. Estávamos soltas, desfrutando mais do jogo, tiramos a pressão apesar da torcida para a dupla da casa. Nosso objetivo era a final, mas colocamos toda vontade e concentração nessa partida, era a nossa final", analisou Carolina Horta após o bronze no Canadá.

A medalha de bronze foi a 105ª do país nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. O Brasil se distancia ainda mais na liderança do quadro de medalhas do vôlei de praia no torneio. São 10 medalhas (cinco ouros, duas pratas e três bronzes) somando masculino e feminino. Cuba aparece na segunda colocação, com quatro medalhas (dois ouros, uma prata e um bronze). A país caribenho, porém, somará mais uma, já que é finalista do torneio feminino.

A contagem de medalhas também aumentará para o Brasil, que está na final do torneio masculino nesta terça-feira. Álvaro Filho e Vitor Felipe (PB) enfrentam os mexicanos Ontiveros e Virgen às 22h (de Brasília) com transmissão ao vivo do SporTV e Record News.

Fonte: CBV
Foto: Divulgação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...