quarta-feira, 1 de julho de 2015

LIGA MUNDIAL 2015:Seleção chega a Cuiabá e realiza primeiro treino visando o confronto contra a Itália

Seleção chega a Cuiabá e realiza primeiro treino visando o confronto contra a Itália
 Bernardinho observa o treino de hoje, no Aecim Tocantins, em Cuiabá

Foram 10 jogos pela fase classificatória da Liga Mundial assistindo de longe. Mas, após cumprir a suspensão de 10 partidas imposta pelo painel disciplinar da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), Bernardinho está de volta. E o retorno à beira da quadra será nesta semana, em Cuiabá (MT), onde a seleção brasileira masculina fará dois jogos contra a Itália, na quinta (02.06) e na sexta (03.06), às 14h (Horário de Brasília), com transmissão da Globo e da Band.

Para estas partidas, o ponteiro Murilo e o líbero Serginho, que não estiveram na etapa da Austrália, estão de volta. E, antes de comandar o time, Bernardinho teve que administrar a chegada da seleção ao Brasil. Após três semanas fora do país, o grupo enfrentou uma maratona de 32 horas de viagem entre Sydney, na Austrália, e Cuiabá. A equipe chegou na madrugada de segunda para terça  e nesta manhã já fez treinos físico e com bola.

“Claro que a qualidade do trabalho, do treinamento, não é a melhor. O cansaço do corpo, da mente, depois de tantas horas de viagem, com o fuso horário, tudo é diferente. Os atletas sentem, mas fomos para a academia e depois para a quadra. O mais importante é ver a dedicação o grupo. O treino não foi dos melhores, mas o empenho deles foi grande e isso é fundamental. Não esperava uma atuação perfeita, e sim o esforço máximo neste treino e isso que foi colocado em quadra hoje”, detalhou Bernardinho.

Depois de 10 jogos fora, o treinador da seleção brasileira fez questão de destaca o trabalho de toda a comissão técnica. Sob o comando de Rubinho, seu assistente e responsável por comandar o grupo na sua ausência, o Brasil conquistou 8 vitórias e sofreu apenas dois resultados negativos.

“Ao longo da minha trajetória na seleção, tive grupos de trabalho excepcionais. Desde quando comecei lá atrás, com o Tabach e com o Chico na seleção masculina, depois, o Rubinho, e o Juba, que está conosco há menos tempo. Assim como eu acredito que a força vem do time e não da individualidade, na comissão técnica acontece o mesmo. Isso se demonstra na CT. Claro que quero dar a minha contribuição, quero estar junto, mas o mais importante é que todos estejam alinhados com a mesma filosofia, metodologia, e isso tem acontecido”, destacou.

Agora, de volta ao comando, Bernardinho está feliz. “É bom poder estar na quadra, já que a minha vida é ali. Foi duro para mim, fui ferido, mas tirei um aprendizado disso tudo. Tenho páginas de observações que fiz ao assistir o jogo de outro lugar. Na quadra, se vê muita coisa, mas agora foi por uma ótica diferente. Tanto em relação a postura dos jogadores, reações em determinados momentos e muita coisa que posso trazer dessa minha experiência fora das quadras”, concluiu Bernardinho.

Fonte: Divulgação CBV
Foto: Alexandre Arruda/CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...