domingo, 12 de julho de 2015

GRAND PRIX 2015: Brasil vence Alemanha e assume liderança geral do Grand Prix

Brasil vence Alemanha e assume liderança geral do Grand Prix
A seleção brasileira feminina de vôlei está classificada para a fase final do Grand Prix

Neste domingo (12.07), diante de mais de 7000 pessoas, o Brasil venceu a Alemanha por 3 sets a 0 (26/24, 25/22 e 26/24), em 1h35 de jogo, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Foi o sexto resultado positivo da equipe verde e amarelo em seis jogos pela competição. 

O resultado fez o Brasil assumir a liderança geral do Grand Prix, com 18 pontos. A China aparece em segundo lugar com a mesma pontuação das brasileiras, mas com um pior saldo de sets. Os Estados Unidos estão na terceira posição, com 15, mas com um jogo a menos do que as brasileiras e chinesas. 

A ponteira Jaqueline, que substituiu a campeã olímpica Fernanda Garay ainda no primeiro set, foi um dos destaques do confronto. A atacante terminou o duelo como a maior pontuadora entre as brasileiras, com 13 acertos. A oposto Joycinha, com 12, e a central Juciely, com 10, também pontuaram bem para as donas da casa. Apesar da derrota, a Alemanha teve a maior pontuadora da partida, a ponteira Brinker, com 20 acertos. 

A bicampeã olímpica Jaqueline gostou da atuação das brasileiras e comentou sobre os próximos desafios do time verde e amarelo. 

“Estou muito feliz pela partida de hoje. O mais importante foi ter ajudado o time. Tenho treinado bastante e o confronto contra a Alemanha foi bom para ganhar um pouco mais de ritmo de jogo. Teremos duas competições fortes nas próximas semanas e estou muito confiante na boa participação do Brasil em ambas ”, apostou Jaqueline, se referindo ao Grand Prix e aos Jogos Pan-Americanos. 

A oposto Joycinha contou sobre uma conversa com o treinador José Roberto Guimarães depois do confronto do último sábado contra a Tailândia e da adaptação no esquema tático pela qual está passando após jogar três temporadas no exterior. 

“No sábado eu não tive uma atuação boa, mas o Zé Roberto conversou comigo, me incentivou e hoje acredito que pude ajudar a equipe, que é o principal. Eu estou me adaptando a um estilo de bola diferente. Estou feliz de ter correspondido, mas o importante foi mantermos a invencibilidade. Nosso jogo é mais acelerado, com bolas rápidas, e eu costumo preferir bolas altas. Então tive esse momento de adaptação. Conversei com a Dani (levantadora) e falei ‘coloca ela um pouquinho mais alta’, mas é uma mescla e aos poucos vou me adaptando”, explicou Joycinha. 

O treinador José Roberto Guimarães ficou feliz pelo sexto resultado positivo do time verde e amarelo e pediu uma melhora no passe das brasileiras. 

“Foi uma vitória importante, mas sempre queremos mais. Ainda precisamos melhorar nossa parte defensiva. A Alemanha sacou muito bem e tivemos que ajustar o nosso passe ao longo do jogo. Essas três partidas em São Paulo foram muito positivas e agora vamos focar na sequência no Grand Prix e nos Jogos Pan-Americanos”, afirmou José Roberto Guimarães. 

A seleção feminina embarca ainda neste sábado para a Catania, na Itália, sede do grupo F do Grand Prix. O Brasil terá como adversários a Rússia, a Itália e a Bélgica entre os dias 16 e 18 de junho. As brasileiras duelarão com as russas às 12h10 (horário de Brasília) da próxima sexta-feira (16.07), no Pala Catania, em Catania. 

O JOGO

A Alemanha começou melhor, abriu quatro pontos (6/2) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Bem no bloqueio, o Brasil encostou (6/5). A levantadora Dani Lins conseguiu um ace e as brasileiras foram com um ponto de vantagem para o primeiro tempo técnico (8/7). O saque das alemãs dificultava o passe das brasileiras e as visitantes voltaram a liderar o marcador (12/9). Quando o placar estava 17/12 para a Alemanha, o treinador José Roberto Guimarães trocou as ponteiras. Entrou Jaqueline e saiu Fê Garay. A central Juciely conseguiu uma boa sequência de saques e a diferença no placar caiu para dois pontos (20/18). O bloqueio e o contra-ataque do time da casa voltaram a funcionar e o Brasil virou o marcador (23/22). As brasileiras foram melhores nos momentos decisivos e venceram o primeiro set por 26/24. 

O Brasil manteve o bom momento no início da segunda parcial e fez 4/1. Bem no saque e com o passe mais equilibrado, o time brasileiro aumentou a diferença no placar para cinco (11/6). A Alemanha cresceu de produção e encostou no marcador (14/13). Se aproveitando dos erros das alemãs, o Brasil voltou a abrir no placar (19/14). As donas da casa seguraram a vantagem até o final da parcial e venceram o segundo set por 25/22. 

O bloqueio das brasileiras seguiu eficiente e o Brasil abriu sete pontos no início da terceira parcial (10/3). No segundo tempo técnico, o time verde e amarelo tinha seis de vantagem (16/10). As alemãs voltaram a sacar com eficiência e encostaram no marcador (18/15). O final da parcial foi disputado ponto a ponto e as donas da casa seguraram uma reação das europeias para vencerem o terceiro set por 26/24 e o jogo por 3 sets a 0. 

EQUIPES: 

BRASIL: Dani Lins, Joycinha, Fernanda Garay, Gabi, Juciely e Carol. Líbero – Camila Brait 
Entraram: Ana Tiemi, Monique, Bárbara, Sassá e Adenízia 
Técnico – José Roberto Guimarães

ALEMANHA – Kathleen Weiss, Meg Kozuch, Maren Brinker, Lena Stigrot, Marie Sholzel e Wiebke Silge Líbero - Lenka Durr
Entraram – Hanke, Linda, Leonie e Laura 
Técnico – Luciano Pedulla 


GRAND PRIX 2015

BANGCOC (TAILÂNDIA) 

(03.07) – Brasil 3 x 1 Japão (21/25, 25/21, 25/17 e 27/25) 

(04.07) – Brasil 3 x 0 Sérvia (25/20, 25/15 e 25/15) 

(05.07) – Brasil 3 x 0 Tailândia (25/18, 25/13 e 25/23) 

SÃO PAULO (BRASIL) 

(10.07) – Brasil 3 x 0 Bélgica (25/17, 25/16 e 25/14) 

(11.07) – Brasil 3 x 1 Tailândia (25/23, 20/25, 25/14 e 25/19) 

(12.07) – Brasil 3 x 0 Alemanha (26/24, 25/22 e 26/24)

Fonte/foto: CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...