domingo, 14 de junho de 2015

AMISTOSO:Brasil vence Japão e faz 2 x 1 na série de quatro amistosos

Brasil vence Japão e faz 2 x 1 na série de quatro amistosos
Seleção Brasileira comemora a segunda vitória contra a seleção japonesa 

A seleção brasileira feminina de vôlei contou com o apoio de uma fanática torcida, que lotou o ginásio do Taquaral, em Campinas (SP), para conseguir o primeiro resultado positivo da temporada. Neste sábado (13.06), o Brasil venceu o Japão por 3 sets 2 (25/18, 25/22, 14/25, 26/28 e 15/12), em 2h12 de partida, no segundo confronto da série de quatro partidas entre as equipes. No primeiro jogo da série, na última quarta-feira (10.06), o Japão havia levado a melhor, também por 3 sets a 2. 

As duas equipes voltarão à quadra neste domingo (14.06), às 11h, também no ginásio do Taquaral, em Campinas. O SporTV transmitirá ao vivo. 

No jogo deste sábado brilhou a estrela da ponteira Suelle, maior pontuadora do confronto, ao lado da atacante japonesa Nagaoka, com 21 pontos. A ponteira Mari Paraíba, com 15, e a central Bárbara, com 12, também pontuaram bem pelas brasileiras.

A ponteira Suelle elogiou a evolução da equipe da primeira partida, na última quarta-feira, para o jogo deste sábado. 

"A velocidade e o ritmo de jogo das japonesas são completamente diferentes. O segundo confronto foi muito melhor do que o primeiro. Conseguimos treinar baseado no estilo de jogo delas que é muito rápido. No começo da partida, eu estava bem, depois o saque delas me tirou do jogo, mas entrei de novo e procurei ajudar a equipe”, disse Suelle. 

O treinador José Roberto Guimarães comentou sobre a importância de duelar com o Japão como treinamento para a temporada do grupo brasileiro.

“É sempre uma grande oportunidade jogar contra a equipe japonesa por alguns fatores. Primeiro pela experiência delas, segundo pela velocidade e terceiro, pela defesa que elas possuem. Isso gera uma série de dificuldades para o nosso time. É isso que nós estamos buscando. Precisamos passar por essas dificuldades para que possamos sair delas no futuro”, afirmou José Roberto Guimarães, que ainda fez uma análise sobre o jogo apresentado pelas brasileiras. 

“Temos que melhorar o nosso volume de jogo e a relação entre o bloqueio e a defesa tem que ser mais sustentável. Gostei mais do nosso saque hoje e o nosso bloqueio tocou em mais bolas e isso faz parte do crescimento do time”, explicou José Roberto Guimarães.

O JOGO

O Japão começou melhor a partida e fez 5/1. Bem no bloqueio, o Brasil encostou (5/3). Com um erro do Japão, o time verde e amarelo deixou tudo igual na partida (6/6). Na sequência, a ponteira Suelle conseguiu um ponto de contra-ataque e colocou o Brasil na frente (7/6). Bem na defesa e com volume de jogo, o time verde e amarelo abriu três (11/8). A equipe comandada pelo treinador José Roberto Guimarães foi para o segundo tempo técnico com seis de vantagem (16/10). A central Bárbara se destacava tanto no bloqueio como no ataque e o time verde e amarelo abriu seis pontos (22/16). O Brasil seguiu melhor até o final da parcial e venceu o primeiro set por 25/18. 

O Brasil seguiu melhor no início do segundo set e fez 6/3. O treinador japonês Manabe pediu tempo. Mesmo com a paralisação, a equipe verde e amarelo seguiu na frente e foi para o segundo tempo técnico vencendo por 8/5. Se aproveitando dos erros das asiáticas, a diferença no placar subiu para seis (11/5). O bloqueio e o saque das brasileiras eram eficientes. Com tranquilidade, o time da casa abriu nove pontos (16/7). O Brasil segurou uma reação das japonesas no final da parcial e venceu o segundo set por 25/22. 

O Japão voltou melhor para o terceiro set e fez 10/0. O treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Mesmo com a paralisação, o time nipônico seguiu melhor e foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16/6. As visitantes seguraram a vantagem em toda a parcial e venceram o set por 25/14. 

O Brasil voltou para o quarto set com uma substituição. Entrou Adenízia e saiu Angélica. As brasileiras começaram bem a parcial e fizeram 3/1. O Japão, com bons saques e volume de jogo, virou o marcador (9/8). Com uma china da central Bárbara, o time brasileiro abriu dois pontos (11/9). O set ficou disputado ponto a ponto e o Brasil tinha um de vantagem no segundo tempo técnico (16/15). Com um ace da ponteira Mari Paraíba, a diferença no placar subiu para dois (17/15). O final da parcial foi extremamente equilibrado e as japonesas fecharam o set por 28/26. 

O tie-break começou disputado ponto a ponto. Com um erro do Japão, o Brasil abriu dois pontos (4/2). A atacante Nagaoka cresceu de produção e as japonesas abriram três pontos (7/4). O treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A paralisação fez bem ao Brasil. Suelle e Mari Paraíba se destacaram e o Brasil virou o marcador (8/7). A central Bárbara conseguiu um ponto de bloqueio e a diferença no marcador subiu para três (11/8). Com um ace de Mari Paraíba, o Brasil fechou o set por 15/12 e o jogo por 3 sets a 2. 

Fonte: Reprodução CBV
Foto: Divulgação Alexandre Arruda - CBV

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...