segunda-feira, 23 de março de 2015

SUPERLIGA FEMININA 2014/15: Rexona-Ades vence São Cristóvão Saúde/São Caetano e está na semifinal da Superliga

Rexona-Ades vence São Cristóvão Saúde/São Caetano e está na semifinal da Superliga 

Equipe do  Rexona-Ades comemora a classificação para a semifinal da Superliga 



O Rexona-Ades (RJ) é o primeiro semifinalista da Superliga feminina de vôlei 14/15. A equipe carioca venceu, nesta segunda-feira (23.03), o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) por 3 sets a 1 (25/19, 12/25, 25/23 e 25/16), em 2h06 de jogo, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). A equipe da casa fechou a série melhor de três das quartas de final com duas vitórias. 

O time carioca aguarda o vencedor do duelo mineiro entre a Camponesa/Minas (MG) e o Dentil/Praia Clube (MG), para conhecer o adversário da semifinal. No momento, o time de Belo Horizonte (MG) lidera a série com um resultado positivo. 

Na partida desta segunda-feira brilhou a estrela da oposto Natália que ficou com o Troféu VivaVôlei, após ser eleita a melhor em quadra. A atacante marcou 16 pontos. A ponteira Régis foi quem mais marcou para as cariocas, com 18 acertos. Apesar da derrota, o São Cristóvão Saúde/São Caetano teve a maior pontuadora do confronto, a oposto Paula, com 25 acertos. 

A atacante Natália falou sobre o fato de ter jogado as últimas três partidas da equipe na posição de oposto, depois de iniciar a temporada como ponteira. 

“Têm umas três temporadas que não jogo na saída. Essa foi uma ideia que o Bernardo teve. Como não jogo há muito tempo nessa posição ainda estou um pouco fora de ritmo. Acredito que esse foi o melhor jogo dos três que fiz na temporada jogando nessa posição. Treinando tudo dá certo e, agora, temos que seguir trabalhando forte”, disse Natália. 

Pelo lado do São Cristóvão Saúde/São Caetano, o treinador Haírton Cabral lamentou a derrota, mas parabenizou sua equipe pela luta e a boa participação durante toda a Superliga. 

“O grupo está de parabéns pelo desempenho na temporada. Sofremos um pouco com as contusões por termos chegado à final do Paulista e não termos muitas peças de reposição. No entanto, o mais importante foi termos sido competitivos e terminamos a competição fazendo uma boa partida e lutando até o final”, afirmou Haírton Cabral.

O JOGO 

O São Cristóvão Saúde/São Caetano fez o primeiro ponto do jogo. O set começou equilibrado. O time visitante foi para o primeiro tempo técnico com dois de vantagem (8/6). Bem no saque e nos contra-ataques, o Rexona-Ades virou o placar e abriu dois (12/10). Se aproveitando dos erros da equipe do ABC Paulista, o time carioca fez 16/13. O Rexona-Ades seguiu melhor até o final e venceu o primeiro set por 25/19.

Com uma boa sequência de saques da ponteira Thaisinha, o São Cristóvão Saúde/São Caetano fez 3/1 no início do segundo set. Quando o placar estava 6/2 para o time do ABC Paulista, o treinador Bernardinho pediu tempo. Na sequência, o técnico do time carioca inverteu o cinco e um. Entraram Andréia e Roberta e saíram Fofão e Natália. Mesmo com as mudanças, as visitantes seguiram melhores (13/5). Com 16/6 para o time do ABC Paulista, o treinador carioca trocou as ponteiras. Entrou Drussyla e saiu Gabi. As visitantes seguiram melhores até o final e venceram a segunda parcial por 25/12. 

A vitória no segundo set fez bem ao time do ABC Paulista que fez os dois primeiros pontos da terceira parcial. O Rexona-Ades cresceu de produção e virou o marcador (3/2). O set ficou disputado ponto a ponto. A equipe visitante foi para a primeira parada técnica com um de vantagem (8/7). Bem no saque e no contra-ataque, o São Cristóvão Saúde/São Caetano abriu três (10/7). O treinador Bernardinho pediu tempo. A paralisação fez bem ao time da casa que virou o marcador (11/10). O set ficou equilibrado até o final. Com um ponto de contra-ataque da oposto Paula, o time do ABC Paulista empatou (21/21). O Rexona-Ades foi melhor nos momentos decisivos e venceu o terceiro set por 25/23. 

O Rexona-Ades manteve o bom momento no inicio do quarto set e fez os quatro primeiros pontos. A ponteira Régis conseguiu dois pontos seguidos de contra-ataque e a diferença no placar subiu para seis (12/6). Natália se destacava no ataque e a equipe carioca seguiu melhor até o final e fechou o set por 25/16 e o jogo por 3 sets a 1. 

EQUIPES 

REXONA-ADES – Fofão, Natália, Régis, Natália, Gabi, Juciely e Carol. Líbero – Fabi
Entraram – Andréia, Amanda, Drussyla e Roberta
Técnico – Bernardinho

SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE/SÃO CAETANO – Carol, Paula, Thaisinha, Silvana, Dani Suco e Mara. Líbero – Nine 
Entraram – Joyce, Sabrina e Juma 
Técnico – Haírton Cabral


Fonte:Vicente Condorelli
Foto: Alexandre Arruda/CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...