terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

SUPERLIGA FEMININA 2014/15: Rexona-Ades vence Brasília Vôlei e continua invicto na Superliga

Rexona-Ades vence Brasília Vôlei e continua invicto na Superliga

Com casa cheia, o Brasília Vôlei  não conseguiu parar o time de Bernardinho e perdeu por 3 sets a 1 para o invicto Rexona/Ades na noite desta terça-feira (24) no Ginásio do SESI, em Taguatinga. Com o resultado, o Rexona/Ades se mantem líder da Superliga Feminina e soma mais três pontos, chegando a 55. Já o Brasília Vôlei  se mantém em sétimo, com 24 pontos. As parciais foram de 25/23, 19/25, 19/25 e 23/25.

O jogo teve de tudo. Rallys longos, grandes defesas e contra-ataques, gritos eufóricos de Bernardinho, tensão e pressão da torcida. Todos os ingredientes necessários para uma grande noite, e assim aconteceu a cada ponto disputado, deixando os 1200 torcedores presentes em êxtase.

O jogo – Com a levantadora Pri Heldes no time titular, o Brasília Vôlei  começou o primeiro set levando dois pontos do Rexona/Ades, mas com boa atuação da capitã Elisangela e bons contra ataques pelo meio de rede com a central Edna, o Brasília Vôlei  logo virou o marcador e seguiu dominando até fazer 18 pontos. A equipe carioca esboçou uma reação e empatou (19/19), mas o Brasília Vôlei  conseguiu fechar o set, levando a torcida à loucura no Ginásio do SESI. A parcial ficou 25/23 para o time de Brasília.

No segundo set veio o empate das visitantes. Ponto a ponto o jogo se desenrolava. De um lado o Brasília Vôlei  atacava forçando as diagonais, do outro o Rexona/Ades respondia com defesa e contra-ataque, e assim foi até o fim, quando o Rexona/Ades parou de errar e conseguiu fechar o set por 25/19.

A torcida não desanimou e a dupla Michelle e Érika Coimbra cresceram na partida. Acertando quase todos os ataques, as ponteiras do Brasília Vôlei  conseguiram furar o bloqueio do time carioca, mas o Brasília Vôlei  pecava na defesa e o Rexona/Ades explorou bem o meio de rede, virando a partida por 25/19.

Se por um lado Michelle e Érika Coimbra brilhavam, do outro Juciely era a referência. Marcando 17 pontos na partida, a central cresceu e, mesmo com rallys longos cheios de ataques e defesas, conseguiu furar o bloqueio do Brasília Vôlei  que estava bem na partida, decretando a vitória do Rexona/Ades, com parcial final de 25/23.

Sérgio Negrão, técnico do Brasília Vôlei , elogia a atuação da equipe e acredita em uma evolução nos jogos contra os grandes times. “Não estou contente pelo resultado, mas fico feliz pela atuação das jogadoras que atuaram de igual para igual contra o adversário. Nós estamos em uma evolução, porque conseguimos fazer jogos bons contra o Molico/Nestlé, Sesi-São Paulo, E.C. Pinheiros, Dentil/Praia Clube e agora contra o Rexona/Ades”, diz.

A líbero Verê explica que ficou com um gostinho de vitória, mas exalta o bom desempenho do time. “Faltou pouco para vencermos. Estamos treinando forte nosso sistema defensivo e hoje foi uma amostra do resultado dos treinos. Defendemos bem, tivemos longos rallys, mas acho que temos detalhes que precisam ser melhorados”, afirma.

Outro destaque do Brasília Vôlei , Edna, que substituiu a central Roberta, valoriza a atitude do grupo. “Jogamos contra o invicto Rexona/Ades. Tivemos erros, mas o grupo reagiu bem diante de um forte adversário”, finaliza.

Michelle Pavão foi a maior pontuadora da partida, com 18 pontos e a líbero do Rexona/Ades, Fabi, foi eleita a melhor jogadora, recebendo o Troféu VivaVôlei.

EQUIPES:

BRASÍLIA VÔLEI: Érika Coimbra, Michelle Pavão, Lili, Pri Heldes, Verê, Edna e Angélica. Entraram – Bruninha, Michelle Eiras, Jéssica e Ananda.

Rexona/Ades: Andréia, Carol, Juciely, Fofão, Gabi, Natália e Fabí. 
Entraram – Régis, Bruna, Amanda e Roberta.

O time do Brasília Vôlei  não descansará e já treina nesta quarta-feira (25) para enfrentar na sexta (27) o São José dos Campos, em São Paulo, às 19h30, sem transmissão pelo SporTV.

Fonte/foto: Ponto MKT
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...