sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

SUPERLIGA FEMININA 2014/15: Duelo entre São José dos Campos e Rio do Sul/Equibrasil é nesta sexta-feira

Duelo entre São José dos Campos e Rio do Sul/Equibrasil é nesta sexta-feira
“Nosso torcedor nos encheu de energia para o restante da temporada”, afirma técnico riossulense Spencer Lee

Mesmo sem vencer ainda no returno mas com boas atuações diante de times favoritos a conquistar o título da Superliga Feminina, Rio do Sul/Equibrasil tem agora pela frente o São José dos Campos (SP) e o desafio de pontuar fora de casa. A partida é nesta sexta-feira (30) às 19h30 no interior paulista, sem transmissão.

Mesmo sem pontuar na classificação do campeonato no último jogo contra o Rexona (RJ), o técnico do time de Rio do Sul, Spencer Lee, garante que as meninas demostraram um potencial muito grande para avançarem na competição nacional. Atualmente em 10º lugar, três pontos atrás do São Bernardo (SP), as meninas que representam o Sul do país na Superliga estão preparadas para este desafio fora de casa.

“Nosso torcedor nos encheu de energia nos últimos três jogos. Juntamos todo o incentivo que recebemos, colocamos em nossos corações e vamos em busca de um resultado positivo fora de casa. A Superliga agora tende a ficar mais equilibrada para nosso time, pois disputaremos jogos contra times que estão na mesma faixa da tabela e isso será determinante para o nosso futuro na competição”, observou o técnico Spencer Lee.

A capitã e oposta Natiele ressaltou que ela e as companheiras terão a mesma postura do que apresentada nas últimas rodadas. “Estou feliz com o nosso desempenho e tenho certeza que todo o time dará o máximo. Não temos outra forma de jogar senão indo para cima, com garra e coragem. Precisamos pontuar na tabela de classificação principalmente por que o nosso torcedor merece um resultado positivo”, salientou Natiele.

Sem vencer ainda no returno, Rio do Sul/Equibrasil aposta no entrosamento do time para esta partida contra São José dos Campos. A ponta Neneca, recuperada de uma fratura na mão esquerda, vem aos poucos ganhando ritmo para os jogos. “O time tem respondido bem nos últimos jogos. Nosso banco entra bem e todo mundo segue o padrão tático. Temos nosso saque como grande arma, mas também um vilão por conta dos erros de forçá-lo. Nossa estratégia é de superar cada degrau dia após dia”, finalizou o treinador.

Fonte/foto: Assessoria de Comunicação – Rio do Sul/Equibrasil
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...