terça-feira, 6 de janeiro de 2015

SUPERLIGA FEMININA 14/15:Com Adenízia inspirada Molico/Nestlé bate Maranhão/Cemar, por 3 sets a 0

Com Adenízia inspirada Molico/Nestlé bate Maranhão/Cemar, por 3 sets a 0
Com grande atuação da Central Adenízia, equipe do Molico/Nestlé  venceu o  Maranhão/Cemar, por 3 sets a 0

Molico/Nestlé segue embalado e venceu nesta terça-feira o Maranhão/Cemar na abertura do segundo turno da Superliga. O clube de Osasco terminou o ano com a conquista do Top Volley e iniciou 2015 com vitória. As comandadas do técnico Luizomar aplicaram 3 sets a 0 na equipe nordestina, parciais de 25/16, 25/23 e 25/17, em 1h15, no ginásio José Liberatti. Com 32 pontos, o Molico/Nestlé mantém a terceira posição e segue na perseguição aos lideres. Sem Thaisa, Adenízia foi a capitã e esteve em noite inspirada. Ela foi a maior pontuadora com 14 acertos. Já o VivaVôlei foi entregue à levantadora Diana, considerada a melhor do jogo.

A levantadora Diana também teve um papel relevante na vitória e dedicou seu troféu às colegas da equipe. "Estou feliz pela oportunidade que o Luizomar está me concedendo. Torço muito pela recuperação da Dani Lins, mas estou à disposição para ajudar e foi para isso que fui contratada. Eu tenho amadurecido e o grupo tem sido ótimo comigo. Dedico esse Viva Vôlei às minhas companheiras pela força e dedicação dentro de quadra. A Superliga é longa e temos de focar bastante nos detalhes. Precisamos ficar atentas aos erros que ainda estamos cometendo e reduzí-los. Começar o segundo turno com uma vitória é muito importante", afirmou a jogadora. 

Sem três titulares da qualidade de Thaisa, Dani Lins e Carcaces, Luizomar se preocupou com a forma que o rival entraria em quadra sabendo dos desfalques. "Quando o adversário percebeu que estávamos sem três titulares importantes, eles certamente aumentaram a motivação, mas alertei a equipe sobre isso. As meninas que jogaram estão com ritmo e foram fundamentais no torneio que conquistamos na Suíça. Fizeram o trabalho delas e mostraram a força do elenco. Samara e Gabi são meninas que confio e dão volume e qualidade. A Lara também estava precisando de uma chance e foi bem e pode seguir melhorando. Agora é esperar que as três titulares voltem o mais rápido possível", analisou o treinador. 

Sobre a ausência de Dani Lins e a substituição em bom nível de Diana, o técnico elogiou a capacidade e o comportamento de sua suplente. "A Diana é uma jogadora que vi qualidades quando ainda jogava por São Caetano, no ano passado. Sempre soube que ela poderia nos ajudar. A maneira que precisou entrar no final do turno foi atípica, mas ela teve personalidade de ouvir as criticas e entender que o papel dela é importante na equipe. É uma jogadora com liderança no grupo e é muito amiga da Dani Lins. A dupla funciona muito bem. Ela está de parabéns porque levou o time à vitória nos Jogos Abertos e no Top Volley e é isso que eu esperava dela. Sem a Dani Lins, é muito bom ver a Diana comandando um time de camisa como é o Molico/Nestlé", ressaltou Luizomar. 


Agora, o Molico/Nestlé dá uma pausa na Superliga e se prepara para o jogo contra o Brasília Vôlei pelas quartas de final da Copa Brasil. Atual campeão, o time recebe o adversário do Distrito Federal na sexta-feira (9), às 21h30, no José Liberatti, com transmissão ao vivo do SporTV. Na edição de 2014, Luizomar e suas atletas foram campeões ao superarem o Minas (quartas de final), o Vôlei Amil (semifinal), e o Sesi-SP, na decisão. O próximo compromisso pela Superliga é diante do Rio do Sul/Equibrasil, na segunda-feira (12), às 21h, em Santa Catarina, também com transmissão do SporTV.

O JOGO 


O Molico/Nestlé iniciou a partida com um time bastante modificado. Com as ausências de Dani Lins, Carcaces e Thaisa, que estão recuperando-se de lesão, a equipe começou com Diana, Ivna, Samara, Gabi, Adenízia, Lara e Camila Brait. Um pouco irregular até o primeiro tempo técnico, 7 a 8, a equipe foi se acertando aos poucos. Aproveitando-se do ótimo momento da meio Adenízia, que marcou sete pontos na série, e dos erros do time maranhense, o Molico/Nestlé  abriu vantagem de 16 a 13 e foi ampliando até fechar em 25/16, em 22 minutos. 

O time do Maranhão voltou mais ligado para a segunda parcial e engrossou a partida. Manteve o equilíbrio até a metade do set e chegou a estar na frente por 17 a 16. Mas a maior experiência das jogadoras do Molico/Nestlé  acabou fazendo a diferença na fase decisiva. Gabi marcou três pontos e Samara, destaque com seis acertos na parcial, fez mais dois e fechou em 25/23, em 27 minutos. 

O Molico/Nestlé veio para a terceiro set disposto a fechar a partida rapidamente. Logo marcou 8 a 4 e 16 a 10, com boa distribuição de bola de Diana que colocou todo mundo para jogar. Com o bloqueio funcionando (5 pontos) e com Ivna (6 acertos), Samara e Gabi, com 4, a equipe de Osasco concluiu a série em 25/17, em 26 minutos e confirmou a primeira vitória do ano em 3 a 0. 

No Molico/Nestlé jogaram e marcaram Diana (4), Ivna (11), Gabi (10), Samara (12), Adenízia (14), Lara (5) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar de Moura

No Maranhão/Cemar - jogaram e marcaram Ana Maria (2), Nikolle (9), Adri (9), Eli (15), Larissa (4), Priscila (5) e a líbero Fernanda Oliveira. Entraram: Talita, Pully, Perê (2) e a líbero Fernanda Aparecida. Técnico: Chicão 

Fonte: ZDL - Rafael Zito
Foto:  João Pires/Fotojump
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...