segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

TOP VOLLEY 2015: Molico/Nestlé vai à Final do Top Volley após virada heróica

Molico/Nestlé vai à Final  do Top Volley após virada heroica
 Equipe brasileira bateu o RC Cannes no tie break, depois de estar perdendo por 2 a 0

O Molico/Nestlé derrotou o RC Cannes, da França, neste domingo (28), em uma virada heroica, e garantiu vaga na final do Top Volley, disputado na cidade da Basel, na Suíça. O time de Osasco demonstrou eficiência no saque e nos ataques e contra-ataques, mas o fundamento determinante para a vitória foi o bloqueio, responsável por 25 pontos nos 3 sets a 2, parciais de 30/32, 21/25, 25/18, 25/23 e 15/9, em 2h19min. Com 26 pontos, a central Thaisa foi o destaque do time de Osasco. Nesta segunda-feira, as comandadas de Luizomar enfrentam o Volero Zurich na decisão, às 15h30 (horário de Brasília).

"Hoje mostramos a força do grupo. Sabemos que passaremos dificuldades e o importante é superá-las. Conseguimos reverter um placar complicado com a ajuda das meninas do banco, principalmente a Gabi, que fez um excelente jogo e ajudou bastante. É cansativo fazer dois jogos no mesmo dia, mas o trabalho físico no Molico/Nestlé é bem feito e conseguimos nos superar e estamos mais fortes após esse jogo. Amanhã será difícil contra um adversário muito alto. Para neutralizar a força delas temos de bloquear e defender bem, pois possuem ótimas atacantes. Tivemos uma atuação atípica na estréia e elas riram da nossa cara. Amanhã veremos quem vai rir por último", disse Thaisa, que fez oito pontos de bloqueio.

Companheira de posição de Thaisa, Adenízia contribuiu com seis pontos de bloqueio e foi a segunda maior pontuadora do time com 14 acertos. "O jogo foi difícil porque tinha o cansaço físico de ter jogado pela manhã, mas sabíamos que precisávamos de união e concentração. Nos dois primeiros sets estivemos em vantagem, mas perdemos no final. Soubemos retomar o controle da partida a partir da terceira parcial. Amanhã é final e sabemos que elas querem o título. Mas nós queremos muito mais do que elas", afirmou a central.

Confiança na equipe - Feliz com a vaga na final, Luizomar reafirma a confiança na capacidade da equipe. "Ontem saímos feridos com a derrota e hoje conseguimos duas vitórias importantes. Em minhas declarações afirmei que acreditava na equipe e chegamos à terceira final em três competições disputadas na temporada. Ainda estamos passando por um momento complicado, com jogadoras voltando de lesões. Isso abre espaço para a Diana, uma levantadora que cresceu muito e está jogando com bastante personalidade. Estamos atrás de um grande resultado, que será importante para o crescimento da equipe. Hoje fizemos dois jogos no mesmo dia e toda comissão técnica está de parabéns pela maneira que se organizou. Amanhã é fazer um jogo melhor do que fizemos contra o Volero, um time extremamente alto, que faz grande campeonato e tem jogadoras experientes", analisou o treinador.

O jogo - O Molico/Nestlé iniciou a partida concentrado, com jogadas rápidas . Chegou ao primeiro tempo técnico em vantagem, 8/6, e foi abrindo até marcar 16/12. Aos poucos, permitiu a reação do adversário que empatou em 23/23. O time brasileiro perdeu em seguida um set point. A partir daí as duas equipes foram trocando vantagem até que o time francês conseguiu abrir dois pontos e encerrou a série em 32 a 30, em 37 minutos. Destaque para Carcaces e Adenízia, com 7 pontos cada.

Com Carcaces menos eficiente e marcada, restou ao Molico/Nestlé no segundo set trabalhar as bolas de meio, explorando principalmente a qualidade de Thaisa. O time francês por seu lado encontrou um bom ritmo de jogo e manteve-se à frente a série inteira, 8 a 7, 16 a 14, e abriu ainda mais no final para fechar em 25/21, aproveitando-se do grande número de erros do time brasileiro. O destaque foi Thaisa com 8 pontos.

O Molico/Nestlé voltou para a quadra disposto a prolongar a partida. Ao contrário do set anterior, abriu vantagem e chegou ao primeiro tempo técnico em 8 a 7. Com boa distribuição de bola de Diana, as atacantes mantiveram a eficiência e a equipe chegou a 16 a 12. O bloqueio funcionou com Adenízia e Samara marcou os últimos três pontos para fechar em 25/18 e levando o jogo para o quarto set. Destaque para Adenízia e Samara, com 4 pontos cada.

O técnico Luizomar fez uma mudança importante no quarto set. Colocou Gabi no lugar de Carcaces. E a jovem ponteira do Molico/Nestlé deu conta do recado, ajudado pela capitã Thaisa, firme no bloqueio e nas bolas mortais de meio. A equipe chegou à frente nos dois tempos técnicos, 8 a 7 e 16 a 14, mas ficou atrás no 19 a 20, quando apareceu o bloqueio de Thaisa para colocar novamente sua equipe em vantagem. Com um ponto de Mari, que entrou na inversão no lugar de Ivna e um erro do times francês, a equipe brasileira fechou em 25/23, deixando a definição para o tiebreak. Destaque para Thaisa com 8 pontos e Gabi com 5.

O Molico/Nestlé entrou com o gás todo no tie break, aproveitando-se do cansaço das adversárias. Nesta hora o ótimo trabalho dos preparadores físicos Giovani Ciprandi e Julio Cezar Lanzellotti fez diferença. A equipe entrou firme para decidir e logo abriu 7 a 2, com mais uma importante atuação de Thaisa, que marcou 4 pontos no set decisivo. Sem errar, o time brasileiro manteve a diferença e chegou a 14 a 7, com bloqueio de Samara (o time fez 24 pontos neste fundamento), e fechou em 15 a 9 em ataque de Gabi, em 15 minutos.

Equipes:

No Molico/Nestlé jogaram e marcaram: Diana (6), Ivna (10), Samara (12), Carcaces (6), Thaisa (26), Adenízia (14) e a líbero Camila Brait. Entraram: Gabi (6), Mari (2), Lara, Dani Lins e Aline. Técnico: Luizomar de Moura.

No RC Cannes jogaram e marcaram: Apitz (1), Grothues (7), Logan Tom (15), Bursac (21), Onyejekwe (8), Ravva (19) e a líbero Ortschitt. Entraram: Van der Vyver e Lazic. Técnico: Yan Fang.

Fonte: ZDL - Rafael Zito
Foto: João Pires /Fotojump
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...