quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

SUPERLIGA FEMININA 2014/15:São Cristovão Saúde/São Caetano é guerreiro, mas não supera Rexona/Ades

São Cristovão Saúde/São Caetano é guerreiro, mas não supera Rexona/Ades

Mesmo com muita luta e determinação, o São Cristovão Saúde/São Caetano não conseguiu superar o Rexona/Ades (RJ), ontem, e foi derrotado por 3 sets a 1, pela nona rodada da Superliga Feminina de Vôlei, no Ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul.

Jogando em casa, a equipe do técnico Hairton Cabral partiu para o ataque e fez um primeiro set equilibrado, mas errou alguns saques e contra ataques permitindo as cariocas lideradas por Bernardinho aproveitarem e abrir vantagem, e explorando o bloqueio fechou o set em 25 a 18.

No segundo set, o Rexona/Ades, da capitã Fofão, começou na frente e abriu vantagem 10 a 05 com ataques de Gabi, a maior pontuadora da noite com 22 pontos e vencedora do troféu ‘Viva Vôlei’, e Juciely. O São Caetano não conseguia passar pela forte defesa, e assim o Rio de Janeiro fechou o set com Gabi explorando o bloqueio 25 a 14.

Já no terceiro set, o São Cristovão Saúde/São Caetano voltou determinado e com muita raça e determinação impôs seu jogo. Mara bloqueava os ataques das adversárias, e Thaisinha e Sabrina soltavam o braço, assim a donas da casa levantavam a ótima torcida presente no ginásio, e num bloqueio de Sabrina fechou o set 25 a 23.

No quarto set, a equipe do ABC tentou impor o mesmo ritmo do set anterior com Paula atacando e Saraelen e Mara no bloqueio e foi decido ponto a ponto 06 a 06, 08 a 08, mas com erros de saques e ataques as cariocas se distanciaram no placar, 16 a 12. O São Caetano encostou 19 a 17, mas o Rexona novamente aproveitou erros e fechou o jogo 25 a 21. “Nosso jogo não estava entrando no primeiro e segundo set, e a partir do terceiro entrou mais ataques e a equipe começou a passar melhor e a defesa acertou, mas alguns erros permitiram elas fecharem o jogo”, afirma Paula.

“No primeiro e segundo set nossa equipe respeitou bastante o adversário, mesmo ele dando possibilidades de apertar mais o jogo, mas a partir do terceiro a Thaisinha voltou para o jogo e a equipe teve um rendimento melhor. Já no quarto set a gente teve chances de buscar no 19 a 17, mas tivemos uma seqüência de erros de saques e ataques que permitiram o Rexona fechar o jogo”, finaliza Hairton Cabral.


Fonte e Foto: Assessoria de imprensa do São Cristovão Saúde/São Caetano

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...