quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

SUPERLIGA FEMININA 14/15: Sesi-SP vence Molico/Nestlé e assume a liderança da Superliga

 Sesi-SP vence Molico/Nestlé e assume a liderança da Superliga
 Suelle, do Sesi-SP, disputa bola com Diana, do Molico/Nestlé
  
O Sesi-SP é o novo líder da Superliga feminina de vôlei 14/15. Nesta terça-feira (16.12), a equipe paulista venceu o Molico/Nestlé  por 3 sets a 0 (25/22, 25/13 e 25/17), em 1h29 de jogo, no José Liberatti, em Osasco. A partida foi válida pela 11ª rodada do turno da competição.

O resultado colocou o Sesi-SP na liderança, com 29 pontos (10 vitórias). O Rexona-Ades aparece em segundo lugar com a mesma campanha das paulistas, mas com um saldo de sets inferior. O Molico/Nestlé foi para o terceiro lugar, com 26 (nove resultados positivos e um negativo).

A ponteira Mari Cassemiro brilhou no duelo e ficou com o Troféu VivaVôlei, após ser eleita a melhor em quadra. A atacante ainda foi a maior pontuadora do confronto, com 13 acertos.

“Estudamos muito a equipe delas e sabíamos que o bloqueio mais fraco era o da levantadora e tentamos explorar isso. A equipe jogou muito bem taticamente”, disse Mari Cassemiro.

A central Fabiana, com 12 pontos, e a ponteira Suelle, com 11, também tiveram boas atuações. Pelo lado do Molico/Nestlé, quem mais marcou foi a ponteira cubana Carcaces, com 11 acertos.

Ao final do jogo, a central Fabiana, que hoje recebeu do Comitê Olímpico Brasileiro, o prêmio de atleta do ano no voleibol, comentou sobre a vitória e a premiação.

“Nossa equipe treinou bastante para essa partida. Queremos o lugar mais alto do pódio e estamos trabalhando para isso. Quanto ao prêmio fiquei muito feliz. O meu trabalho, a dedicação e o esforço foram reconhecidos. Tenho que agradecer a minha família, as jogadoras e os treinadores”, afirmou a central do Sesi-SP.

A equipe da capital paulista folgará na próxima rodada. Já o Molico/Nestlé lutará pela reabilitação no clássico contra o Rexona-Ades (RJ) na próxima sexta-feira (19.12), às 21h30, no ginásio do Tijuca T.C., no Rio de Janeiro (RJ).

O JOGO

O Molico/Nestlé veio para a partida sem a levantadora Dani Lins com dores nas costas. Já o time paulista teve como novidade a central Barbara, improvisada como oposto, no lugar de Monique, contundida. Bem no saque, o Sesi-SP começou melhor e fez 11/6. A ponteira Carcaces cresceu no ataque e o Molico/Nestlé encostou (14/12). A equipe da casa deixou tudo igual se aproveitando dos erros das visitantes (17/17). A parcial ficou equilibrada, mas o Sesi-SP foi melhor nos momentos decisivos e fechou o set por 25/22.

O Sesi-SP seguiu melhor no início do segundo set e fez 4/2. O time de Osasco subiu de produção e empatou (7/7). Com a central Bia se destacando, as paulistas abriram quatro (12/8). Bem no saque e jogando com velocidade, as visitantes foram para o segundo tempo técnico vencendo por 16/10. O Sesi-SP seguiu melhor até o final e venceu a parcial por 25/13.

O Sesi-SP continuou ditando o ritmo de jogo no início da terceira parcial e fez 8/2. Com a levantadora Carol jogando com velocidade, o time da capital paulista foi para a segunda parcial com cinco de vantagem (16/11). O Sesi-SP segurou uma reação das donas da casa e venceu o set por 25/17 e o jogo por 3 sets a 0.

Outros jogos

Dentro de casa, o Pinheiros (SP) venceu o São José dos Campos (SP) por 3 sets a 0 (25/20, 25/10 e 25/17), em 1h20 de jogo, no ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo. A oposto Rosamaria foi a maior pontuadora do duelo, com 13 acertos, e o Troféu VivaVôlei ficou a líbero Léia.

A Camponesa/Minas (MG) alcançou a quinta vitória seguida na Superliga feminina ao superar o São Bernardo Vôlei (SP) por 3 sets a 0 (25/12, 25/21 e 25/14), em 1h22 de jogo, no Adib Moyses Dib, em São Bernardo do Campo (SP). A levantadora Naiane brilhou e ficou com o Troféu VivaVôlei, após ser eleita a melhor do confronto. Já a ponteira Mari Paraíba foi a maior pontuadora do duelo, com 17 acertos.

O Brasília Vôlei (DF) superou o Rio do Sul/Equibrasil (SC) por 3 sets a 0 (26/24, 25/17 e 25/20), em 1h58 de jogo, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF). A ponteira bicampeã olímpica Paula Pequeno teve uma grande atuação e ficou com o Troféu VivaVôlei. A central Roberta, do time candango, e a argentina Mimi Sosa, da equipe catarinense, foram as maiores pontuadoras do duelo, com 12 pontos cada.

Com o apoio da torcida, o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) conseguiu uma grande virada e venceu o Maranhão/Cemar (MA) por 3 sets a 2 (20/25, 19/25, 25/19, 26/24 e 18/16), em 2h33 de jogo, no Lauro Gomes, em São Caetano (SP). O Troféu VivaVôlei ficou com a ponteira Silvana, que ocupa a posição de libero na ausência da titular Nine, contundida, do time da casa. Apesar da derrota, a equipe maranhense teve a maior pontuadora do duelo, a oposto Eli Paulino, com 25 acertos.

EQUIPES:

MOLICO/NESTLÉ: Diana, Ivna, Carcaces, Samara, Adenízia e Thaísa. Líbero – Camila Brait
Entraram – Mari, Lara, Gabi e Aline
Técnico – Luizomar de Moura

SESI-SP – Carol Albuquerque, Bárbara, Mariana, Suelle, Fabiana e Bia. Líbero – Suellen
Entraram – Liz, Claudinha e Pri Daroit
Técnico – Talmo de Oliveira

Fonte: Divulgação CBV
Foto:  João Pires/Fotojump
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...