sábado, 15 de novembro de 2014

SUPERLIGA MASCULINA 2014/15: Sesi-SP bate Ziober Maringá Vôlei fora de casa

Sesi-SP bate Ziober Maringá Vôlei fora de casa   
 levantador Marcelinho com o troféu Viva Vôlei e o líbero Serginho comemoram vitória.

Usando bem as pontas, o time de vôlei masculino do São Paulo (Sesi-SP) venceu na tarde de sábado (15/11) o Ziober Maringá no ginásio Chico Neto, pelo placar de 3 sets a 0 (25/18, 28/26 e 25/17).

O levantador Marcelinho levou o troféu Viva Vôlei pela grande atuação. Lucarelli e Theo dividiram a “artilharia” , cada um com 17 pontos. O próximo confronto será no sábado (22/11), às 21h, contra o Canoas, no ginásio La Salle.

Para o técnico Marcos Pacheco, a equipe soube transformar um jogo que seria complicado em uma partida ideal para o esquema fluir.

“Fizemos um jogo muito bom. Tecnicamente muito bom, mesmo, com o time extremamente concentrado. O Maringá é um adversário bem complicado, mas a equipe entendeu a partida, jogou dentro do combinado e conseguimos a vitória”, disse Pacheco, que elogiou a partida de seus atacantes e também de Mauricio, cada vez mais entrosado com o time.

“Lucarelli e Theo fizerem uma ótima partida, mas dentro da estratégia traçada. A decisão do ponto deveria cair neles e eles foram competentes nisso. Mauricio também deu consistência no passe muito boa. No momento de dificuldade, ele diferencia. O passe dele é muito seguro. E para os atacantes jogarem bem, o passe precisa ser perfeito. O Marcelo fez um jogo espetacular, mas muito pelo passe do Mauricio”, completou o treinador.

Sem Riad, que sofreu um desconforto no abdômen e acabou vetado, o time jogou com o levantador Marcelinho, o oposto Theo, os centrais Aracaju e Lucão, os ponteiros Lucarelli e Mauricio, além do líbero Serginho. Entraram o levantador Thiaguinho e o oposto Rafael Araújo.

O JOGO

Contra um ginásio que recebeu bom público, o Sesi-SP começou sacando bem, mas foi no ataque a principal arma. Theo virava praticamente tudo, ajudando a pontuar quando o bloqueio não funcionava. O time soube aproveitar os erros do Maringá na etapa (sete) para fechar os tempos técnicos em vantagem e a parcial em 25/18 em 26 minutos.

O segundo set foi bem mais disputado. Embora o Sesi-SP tenha liderado a pontuação nos tempos técnicos, após abrir 16/12, o time da casa, empurrado pela torcida, chegou a virar em 19/21 e até teve a oportunidade de fechar o set quando teve 23/24, mas o Sesi-SP virou e fechou em 28/26, em 35 minutos, abrindo 2 sets a 0.

O Maringá sentiu a derrota e voltou abalado. O Sesi-SP não tinha nada com isso e foi pontuando, abrindo boa gordura no segundo tempo técnico (16/08). Com o ataque fulminante e os erros dados pelos adversários, a equipe da Vila Leopoldina fechou a etapa em 25/17 em 27 minutos. Final, 3 sets a 0.

Fonte: Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp
Foto: Divulgação 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...