terça-feira, 11 de novembro de 2014

SUPERLIGA FEMININA 2014/15: Jogando fora de casa, Molico/Osasco vence Maranhão Vôlei na estreia na Superliga 2014/15

Jogando fora de casa, Molico/Osasco vence Maranhão Vôlei na estreia na Superliga 2014/15
A equipe comandada por Luizomar marcou 3 sets a 0 e agora se prepara para enfrentar Rio do Sul/EquiBrasil em casa, na noite de sexta-feira (14)

São Luís (MA) - O MOLICO/Nestlé fez uma boa estreia na Superliga 2014/2015. Venceu o Maranhão/Cemar por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/21 e 25/18, em 1h29min. A torcida maranhense, mais 4 mil pessoas, quase lotou o ginásio Castelinho e fez uma grande festa, aplaudindo os melhores lances e apoiando também as jogadoras de Osasco. A ponteira Carcaces foi a maior pontuadora com 14 acertos e recebeu o troféu VivaVôlei como o destaque da partida. A novidade foi a escolha de Thaisa como a capitã da equipe para a sequência da temporada.

"Estou muito contente com o apoio das minhas companheiras e ressalto que o mais importante é sempre o trabalho em equipe. Foi uma partida complicada porque estava muito calor e o adversário fez um bom jogo. Mas, jogamos bem concentradas em cada ponto e conseguimos uma vitória importante", analisou Carcaces. 

Luizomar ficou satisfeito com o resultado e explicou a escolha da nova capitã. "O objetivo foi alcançado. Conquistamos uma vitória na estreia da Superliga e na casa de um adversário, que conta com uma boa equipe e uma torcida apaixonada. Eles tiveram a maior média de público da edição passada e novamente o ginásio estava lotado. Era um jogo com características que o tornavam perigoso, mas saímos daqui com os três pontos, o que é importante", afirmou. 

Sobre a escolha da nova capitão, justificou: "A Thaisa é referência na sua posição e essa nova função vai agregar algumas características para o crescimento dela. Ela vai ter que liderar e lidar com novas responsabilidades. Tenho certeza que terá êxito", completou.

Thaisa anotou 11 pontos, sendo 4 de bloqueio, e comentou o fato de ser a nova líder do grupo. "Estou feliz por ter conseguido ajudar. Jogar no Maranhão é complicado, já que a torcida apoia bastante e elas possuem uma equipe complicada de ser batida. Fizemos uma boa partida e estamos de parabéns porque jogamos com paciência. Sei que posso melhorar e estou me acertando com a Dani a cada dia. Essa sintonia está melhorando aos poucos. Agora na função de capitã quero auxiliar a comissão técnica e representar o grupo da melhor forma possível", afirmou a meio de rede.

A equipe chega a São Paulo na manhã desta quarta-feira (12) e começa a se preparar para o segundo confronto diante do Rio do Sul/EquiBrasil, na sexta-feira (14), no José Liberatti, a partir de 19h30.

O jogo - O MOLICO/Nestlé entrou concentrado e com dois pontos de Samara chegou aos 8 a 6. Em seguida, Dani Lins encaixou um bloqueio e ampliou a diferença (9 a 6). Thaisa e Carcaces passaram a se destacar no ataque e, em mais uma jogada pelo meio, a central marcou 16 a 11. Quando o set parecia tranquilo, o time da casa reagiu embalado pela torcida, reduzindo para 18 a 16. As comandadas de Luizomar retomaram as ações e com bloqueio de Ivna o placar foi para 23 a 17. O Maranhão não desistiu e foi em busca do placar. Porém, Thaisa finalizou a parcial em 25 a 23 em sua bola de segurança, o ataque pelo meio. A série teve duração de 30 minutos. 

A cubana Carcaces iniciou com tudo o segundo set e fez dois aces seguidos, forçando o técnico Chicão a pedir tempo: 6 a 3. As visitantes permaneciam dominando e Carcaces anotou um lindo ponto em contra-ataque após grande defesa de Camila Brait: 11 a 5. Superior em quadra, o MOLICO/Nestlé administrava a vantagem e foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16 a 10. O placar chegou a 17 a 10, quando o Maranhão reagiu com bons bloqueios encostou em 17 a 16. O técnico Luizomar parou o jogo e arrumou o time que voltou a abrir até fechar a série em 25 a 21, em 31 minutos. Destaque para a cubana com seis pontos. 

O terceiro set foi o mais tranquilo para a equipe de Osasco. Sempre em vantagem e com bloqueio eficiente, a equipe comandada por Luizomar não perdeu o controle do jogo em nenhum momento. Na metade do set, Thaisa anotou três pontos seguidos: 13 a 9. A diferença aumentou com mais dois pontos de Carcaces, assinalando 16 a 9. Quando Maranhão tentou reagir, Adenízia cravou uma bola pelo meio e fez 19 a 13. Destaque da partida, Carcaces foi a responsável pelo acerto do macht point e Thaisa, de bloqueio, deu números finais, 25 a 18, em 28 minutos. 

EQUIPES:

MOLICO/Nestlé: Dani Lins (4), Ivna (7), Carcaces (14), Samara (6), Thaisa (11), Adenízia (6) e a líbero Camila Brait. 
Entraram: Mari, Gabi(1) e Diana. 
Técnico: Luizomar de Moura. 

Maranhão/Cemar - Ana Maria(2), Nikolle (7), Adri (4), Talita, Larissa(5), Eli Enoch(8) e a líbero Fernanda. 
Entraram Thaynã, Pri (7), Talita e Perê (3).

Nestlé busca sexto título - A Nestlé tem uma história vitoriosa no vôlei brasileiro e, até o momento, possui cinco títulos da Superliga. Na década de 1990, o Leite Moça ganhou a competição nas edições de 1994/95, 1995/96 e 1996/97. O time daquele período contava com craques como, Fernanda Venturini, Ana Moser, Virna e Leila. A empresa retornou ao esporte em 2009, quando assumiu a equipe de Osasco. Na segunda versão do patrocínio, o Sollys/Nestlé foi campeão em 2009/10 e 2011/12. Os dois troféus foram conquistados sob o comando de Luizomar e o time já possuía as jogadoras Adenízia, Thaisa e Camila Brait. 

Osasco também almeja o hexa - Pentacampeão nacional, o clube de Osasco também está na briga por sua sexta taça da Superliga. Com o antigo patrocinador, a agremiação subiu no topo do pódio em 2002/03, 2003/04 e 2004/05. Já com a Nestlé de parceiro, o time foi campeão em 2009/10 e 2011/12. 

Fonte/foto: ZDL 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...