terça-feira, 7 de outubro de 2014

CAMPEONATO CATARINENSE DE VÔLEI FEMININO 2014: Rio do Sul/Equibrasil decide título Catarinense nesta terça e apresenta argentinas Yael Castiglione e Mimi Sosa

Rio do Sul/Equibrasil decide título Catarinense nesta terça e apresenta argentinas Yael Castiglione e Mimi Sosa 
Atletas argentinas chegam um dia antes da partida que pode dar o pentacampeonato ao time de Spencer Lee
 
As primeiras jogadoras estrangeiras da história do time Rio do Sul/Equibrasil vão assistir da arquibancada a nova equipe disputar a final do campeonato catarinense de voleibol na noite desta terça-feira (7). A levantadora Yael Castiglione e a central Mimi Sosa são os novos reforços da equipe de Rio do Sul que enfrenta Chapecó no ginásio Artenir Werner às 20h15. Quem vencer leva o título catarinense, o que para Rio do Sul/Equibrasil seria o pentacampeonato consecutivo. Os ingressos custam R$ 10 e podem ser adquiridos na bilheteria do ginásio momentos antes da partida.

Pouco mais de doze horas após desembarcar da viagem de Buenos Aires ao Brasil, Mimi e Yael já estavam em quadra para o primeiro treino com a nova equipe. Elas foram apresentadas oficialmente na tarde desta segunda-feira (6) e já participaram do treinamento com as novas companheiras, mesmo não estando relacionadas para a final.
 Levantadora Yael irá disputar seu segundo ano de Superliga


Ambas estavam com muito desejo de ir para a quadra e defender Rio do Sul. “Jogar no Brasil é muito bom, a Superliga é muito forte e eu estou muito ansiosa por defender o time de Rio do Sul nesta minha segunda temporada no Brasil”, comentou Yael, que já disputou uma Superliga pela equipe do Maranhão.
 
Já Mimi Sosa, que foi recentemente campeã nacional pelo Stiinta Bacau, da Romênia, está ainda mais ansiosa pelo novo trabalho. “É uma sensação muito emocionante. Estou com uma grande expectativa de fazer o meu melhor pelo time de Rio do Sul e conhecer melhor uma Superliga, que é um campeonato muito disputado”, comentou. Ainda não familiarizada com o português, já que esteve no Brasil apenas em raras disputas de jogos pela seleção argentina, Mimi quer aprender mais sobre o país e entender melhor a linguagem com as companheiras.
 
Mimi Sosa jogou na Romênia na última temporada e conquistou o título pelo Stiinta Bacau
 
Para o jogo contra Chapecó, o técnico Spencer Lee ainda não poderá contar com os dois reforços por critério de inscrição. Mas ele salienta que ambas terão papel fundamental na evolução do time na temporada. “Vamos aproveitar ao máximo a experiência internacional delas. Mas ressaltamos que elas não são diferenciadas. Vão lutar pela vaga como todas as jogadoras. A soma de habilidades de cada uma delas será muito importante para o nosso time”.


 Na final do campeonato catarinense, Spencer Lee terá de volta a ponta/oposta Neneca, que está recuperada de uma lesão no braço direito. Já a central Carla com dores na panturrilha direita ainda é dúvida. E o treinador cobra atenção completa do time, pois este momento é decisivo. “A final do campeonato é aquele momento em que todo mundo tem que estar muito focado. É um jogo só e não podemos errar. Esta partida em casa terá um sabor especial, pois pode nos dar o pentacampeonato catarinense. E será motivo de grande orgulho se a gente puder conquistar isso justamente com a nossa torcida”, comentou o treinador.

Final do Campeonato Catarinense de Voleibol – Jogo único
Rio do Sul/Equibrasil x Chapecó
Terça-feira (7) – 20h15
Ginásio Municipal Artenir Werner – Bairro Canoas – Rio do Sul
Ingressos: R$ 10 na hora do jogo
Transmissão: Rádio Mirador AM 540 - http://www.radiomirador.com.br

Fonte e Fotos: Assessoria de Imprensa Rio do Sul/Equibrasil e Reprodução Facebook




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...