terça-feira, 16 de setembro de 2014

CAMPEONATO MUNDIAL DE VÔLEI MASCULINO 2014: Em jogo marcado pelo equilíbrio, Brasil perde a para a Polônia

Em jogo marcado pelo equilíbrio, Brasil perde a para a Polônia
 Brasil perdeu a invencibilidade  na competição

 A seleção brasileira masculina de vôlei perdeu a invencibilidade nesta terça-feira (16.09). A derrota veio contra a Polônia, equipe dona-de-casa, que contou com o apoio de 12 mil torcedores na Atlas Arena, em Lódz. Os poloneses levaram a melhor por 3 sets a 2 (25/22, 22/25, 14/25, 25/18 e 17/15).


Nesta terça, o Brasil não pode contar com o ponteiro Murilo, que sofreu um leve estiramento na coxa direita e está sendo poupado. O oposto Wallace, que teve um entorse no tornozelo esquerdo também está fora de quadra, mas relacionado entre os 12 que estão à disposição do técnico Bernardinho. O central Sidão, que também preocupada com dores no joelho, está em quadra.


O JOGO

O ponteiro Lucarelli abriu o placar a favor do Brasil. O placar esteve igual em 3/3 e, no ponto de saque de Vissotto, a seleção verde e amarela fez 5/3. No lance seguinte, no bloqueio, de Bruninho, 6/3. Depois, bloqueio de Sidão e o marcador apontou 7/3. A Polônia pediu tempo. Mas a seleção brasileira manteve o bom ritmo e no ace de Lucão, chegou a 14/9. O time da casa reagiu e, quando aproximou no placar (15/13), foi a vez de Bernardinho pedir tempo. Na sequência, a Polônia chegou ao empate em 15 pontos. O jogo passou, então, a ser equilibrado, com as equipes empatadas novamente em 18/18. No bloqueio, a Polônia assumiu o comando do marcador: 19/18. Bernardinho parou o jogo. Mas o adversário seguiu melhor e, bem no saque, fez 21/18. Com ace de Lucão, o Brasil aproximou em 23/21. Mas, na sequência, os poloneses fecharam em 25/22.

O Brasil não se abateu com o resultado do primeiro set e saiu na frente no segundo. Quando chegou a 5/2, a Polônia pediu tempo. Com Lipe, a seleção brasileira fez 8/5. A seleção brasileira parou no nono ponto, enquanto a polonesa chegou ao oitavo. No bloqueio de Lucarelli, o placar foi para 12/8. E foi no ataque de Lucarelli que o Brasil chegou a 16/11. A Polônia, então, buscou o jogo e quando ficou apenas dois pontos atrás (18/16), Bernardinho pediu tempo. O time da casa ainda encostou em 20/19. A reta final do set foi bem disputada, com o empate em 21 pontos. No final, melhor para o Brasil, que venceu por 25/22.

Lipe abriu o placar para a seleção brasileira na terceira parcial. A equipe verde e amarela seguiu bem e abriu 4/1. A vantagem verde e amarela aumentou em 7/3. O time de Bernardinho cresceu de rendimento e, com Lipe bem no ataque, chegou a 13/6. Com Vissotto, o Brasil pontuou e colocou o dobro em vantagem: 16/8. Na mão de ferro, Leandro Vissotto levou a melhor e levou a seleção brasileira a fazer 20/11. No bloqueio individual de Sidão, o time verde e amarelo chegou a 22/12. E, no ace do central, o Brasil fez 25/14.

A seleção verde e amarela fez 3/2 no começo do quarto set e a Polônia chegou ai empate em 3/3. Com dois bloqueios seguidos, o Brasil colocou três de vantagem (7/4). O time de Bernardinho se manteve no comando do placar e, no primeiro tempo técnico, vencia por 8/6. Os donos da casa reagiram e empataram em 10 pontos. No bloqueio, a Polônia passou a frente (13/12) e depois abriu dois de vantagem: 15/13. A diferença no marcador aumentou em 19/16 e, depois, em 22/17. A Polônia, então, não deu chances ao Brasil e, com apoio da torcida, fechou em 25/18.

O set decisivo começou com vantagem polonesa de 4/1. Na sequência, a equipe da casa seguiu anulando as principais jogadas do Brasil e, no bloqueio, abriu 7/2. Em boa passagem de Lucão pelo saque, a seleção brasileira reduziu a diferença no placar (7/5) e a Polônia pediu tempo. Na volta da parada, Lucão erra o saque e os donos da casa chegam na frente na virada de quadra, 8/5. Na sequência, a equipe brasileira reagiu, e, após ataque de Lipe, o polonês Kubiak discutiu na rede com Wallace e levou o cartão vermelho, empatando a partida em 8/8. As duas equipes seguiram trocando vantagem, até que, com um bloqueio de Lucarelli, o time verde e amarelo virou o placar em 12/11. E na mesma moeda, os poloneses retomaram a vantagem ao pararem um ataque de Lucão.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Vissotto, Sidão, Lucão, Lucarelli e Lipe. Líberos – Mário Jr. e Felipe
Entraram – Wallace, Raphael
Técnico: Bernardinho

POLÔNIA – Nowakowski, Winiarski, Klos, Wlazy, Drzuzga e Kubiak . Líbero – Zatorski
Entraram – Konarski, Zagumny
Técnico: Stephane Antiga

Fonte:  Clarissa Laurence – CBV
Foto: Divulgação FIVB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...